Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

Marcos Santos / USP Imagens

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou.

Segundo noticiou o Público, citado pelo Observador, o gabinete do ministro da Ciência, Tecnologias e Ensino Superior, o Executivo revelou que está “a preparar as medidas adequadas para esse efeito”.

Embora a solução definitiva não esteja fechada, antes do fim de novembro os contratos de legislatura assinados com as universidades e politécnicos já deverão prever o número de estudantes de ensino profissional que cada instituição pretende atrair.

Os dados mais recentes da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência mostram que 82% dos alunos do profissional não se encontram no ensino superior um anos após o final da formação. Já para quem termina um curso científico-humanístico, só 20% não prossegue com os estudos.

Citado pelo Público, o presidente da comissão nacional de acesso ao ensino superior, João Guerreiro, explicou que a proposta anterior ficou congelada por uma questão de prazos: “A proposta estava bem desenhada, só não foi para a frente por uma questão de tempo, porque estávamos muito em cima do período de candidaturas”. Agora, é “o bom momento” para avançar com nova proposta, para que no próximo concurso nacional de acesso as novas regras estejam em vigor.

Na legislatura passada, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, garantiu que a alteração do acesso ao ensino superior para os alunos dos cursos profissionais, por concursos locais nas instituições, não iria obrigar a exames adicionais, devendo ter apenas por base as notas e competências adquiridas.

Marcos Santos / USP

Em abril, o ministro explicou aos deputados no Parlamento que o Governo, “em diálogo com as instituições e após discussão com o conselho nacional do ensino superior”, estava a “conceber uma 3.ª via” de acesso ao ensino superior para estes alunos – para além do concurso nacional de acesso – que obriga a exames nacionais a disciplinas fora dos seus currículos – e dos cursos superiores profissionais (CTESP).

Universidades compensadas pelos cortes nas propinas

Ainda de acordo com o Público, as instituições vão ser compensadas pelas receitas perdidas durante o ano passado na sequência dos cortes das propinas. Após um acordo do Executivo com o Bloco de Esquerda, o valor máximo cobrado aos estudantes baixou 212 euros.

O acréscimo orçamental será cerca de 23 milhões de euros, um valor que irá continuar a crescer até 2023, na ordem dos 2% ao ano.

“Corresponde no próximo ano, em 2020, a 23 milhões de euros. A redução das propinas está assegurada neste valor apresentado pelo Governo”, explicou Fontainhas Fernandes, presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, na passada sexta-feira.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. só jogadas!
    como as universidades são estruturas pesadas que têm professores que vêm dos anos 80 e 90 quando a população era mais jovem e por isso mais alunos, agora facilita-se o acesso para que as notas deixem de importar e entrem mais pessoas para “estudar”. E até ajuda para mostrar numeros à UE.
    tambem será benefico para os amigos tirarem licenciaturas do pé para a mão e terem bons cargos nos governos!
    está para breve concerteza deixar de haver chumbos até ao 12 ano e por este andar até proponho esta regra até à conclusão do ensino superior.

Responder a bruno Cancelar resposta

Boston Consulting Group eleita para elaborar o plano de reestruturação da TAP

A Boston Consulting Group foi a consultora selecionada para a elaboração do plano de reestruturação da TAP, anunciou esta quarta-feira o presidente do Conselho de Administração do grupo, Miguel Frasquilho, numa carta aos colaboradores a …

Jiménez falhou o primeiro penálti de toda a sua carreira e o Wolves caiu da Liga Europa

O avançado mexicano Raúl Jiménez falhou o primeiro penálti de toda a sua carreira, num jogo a contar para a Liga Europa que acabou por ditar a saída do Wolverhampton. Na mesma jornada, Shakhtar Donetsk …

Mais duas mil detenções na Bielorrússia. Reunião de Riga pede envolvimento urgente da União Europeia

Mais de duas mil pessoas foram detidas na segunda noite de manifestações de protesto na Bielorrússia contra os resultados das eleições presidenciais. A Letónia, Estónia, Finlândia e Polónia concordaram com a marcação de uma reunião …

Humanos podem ter "reciclado" região do cérebro quando aprenderam a ler

Um novo estudo mostra que os seres humanos podem ter "reciclado" uma região-chave do cérebro para os ajudar a dar sentido à palavra escrita. De acordo com o site Science Alert, em testes com macacos-rhesus, os …

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …