Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

Marcos Santos / USP Imagens

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou.

Segundo noticiou o Público, citado pelo Observador, o gabinete do ministro da Ciência, Tecnologias e Ensino Superior, o Executivo revelou que está “a preparar as medidas adequadas para esse efeito”.

Embora a solução definitiva não esteja fechada, antes do fim de novembro os contratos de legislatura assinados com as universidades e politécnicos já deverão prever o número de estudantes de ensino profissional que cada instituição pretende atrair.

Os dados mais recentes da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência mostram que 82% dos alunos do profissional não se encontram no ensino superior um anos após o final da formação. Já para quem termina um curso científico-humanístico, só 20% não prossegue com os estudos.

Citado pelo Público, o presidente da comissão nacional de acesso ao ensino superior, João Guerreiro, explicou que a proposta anterior ficou congelada por uma questão de prazos: “A proposta estava bem desenhada, só não foi para a frente por uma questão de tempo, porque estávamos muito em cima do período de candidaturas”. Agora, é “o bom momento” para avançar com nova proposta, para que no próximo concurso nacional de acesso as novas regras estejam em vigor.

Na legislatura passada, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, garantiu que a alteração do acesso ao ensino superior para os alunos dos cursos profissionais, por concursos locais nas instituições, não iria obrigar a exames adicionais, devendo ter apenas por base as notas e competências adquiridas.

Marcos Santos / USP

Em abril, o ministro explicou aos deputados no Parlamento que o Governo, “em diálogo com as instituições e após discussão com o conselho nacional do ensino superior”, estava a “conceber uma 3.ª via” de acesso ao ensino superior para estes alunos – para além do concurso nacional de acesso – que obriga a exames nacionais a disciplinas fora dos seus currículos – e dos cursos superiores profissionais (CTESP).

Universidades compensadas pelos cortes nas propinas

Ainda de acordo com o Público, as instituições vão ser compensadas pelas receitas perdidas durante o ano passado na sequência dos cortes das propinas. Após um acordo do Executivo com o Bloco de Esquerda, o valor máximo cobrado aos estudantes baixou 212 euros.

O acréscimo orçamental será cerca de 23 milhões de euros, um valor que irá continuar a crescer até 2023, na ordem dos 2% ao ano.

“Corresponde no próximo ano, em 2020, a 23 milhões de euros. A redução das propinas está assegurada neste valor apresentado pelo Governo”, explicou Fontainhas Fernandes, presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, na passada sexta-feira.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. só jogadas!
    como as universidades são estruturas pesadas que têm professores que vêm dos anos 80 e 90 quando a população era mais jovem e por isso mais alunos, agora facilita-se o acesso para que as notas deixem de importar e entrem mais pessoas para “estudar”. E até ajuda para mostrar numeros à UE.
    tambem será benefico para os amigos tirarem licenciaturas do pé para a mão e terem bons cargos nos governos!
    está para breve concerteza deixar de haver chumbos até ao 12 ano e por este andar até proponho esta regra até à conclusão do ensino superior.

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …