Governo prepara sanções para empresas que paguem menos às mulheres

As empresas onde as mulheres ganhem menos do que os homens, em funções iguais, deverão vir a ser penalizados pelo Estado, nomeadamente no acesso a contratos públicos e a fundos europeus.

O jornal Público teve acesso às linhas orientadoras da nova proposta de Lei de combate à desigualdade salarial entre homens e mulheres que está a ser preparada pelo Governo e que deverá ser apresentada ao Parlamento até ao final de Abril.

De acordo com o diário, o Governo está a preparar a penalização das empresas onde as mulheres ganhem menos do que os homens, nomeadamente por via da não autorização ou da limitação de acesso a contratos com o Estado.

As empresas onde não exista igualdade salarial poderão assim vir a ser excluídas de concursos públicos para adjudicação de obras, mas também de programas de apoio estatal a estágios profissionais e do acesso a Fundos Estruturais da União Europeia.

O diploma está ainda a ser ultimado e será depois apresentado aos parceiros sociais para aprovação em Conselho da Concertação Social (CCS).

De acordo com dados do Eurostat relativos a 2015, em Portugal, a disparidade salarial entre homens e mulheres situa-se nos 17,8%, enquanto a média da União Europeia a 28 Estados-membros está nos 16,3%.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Em vez de se preocuparem em ter uma justiça e igualdade de trabalho real andam os nossos políticos a brincar com medidas a “granel” como estas. Em quanto não houver essa justiça e competência real no mercado de trabalho nenhum investidor estrangeiro que queira realmente investir (e não “sacar” fundos) vem para Portugal.
    No final, este tipo de medidas acaba mais por prejudicar do que favorecer.

  2. Então e as instituições estatais, também vão ser penalizadas????
    Trabalho numa universidade pública e a descriminação relacionada com o género é escandalosa, mais uma vez “faz o que eu digo, não faças o que eu faço”…

  3. Ao contrário do que dizem os senhores, esta medida é sim necessária. Mas claro como vossas senhorias ganham mais estão-se a lixar para quem ganha menos 🙁 É claro que faltam mais empregos e dignos, não precários como há muitos por aí

  4. Esta medida revela-se (caso seja verdadeira) uma incompetência da nossa liderança política. A atribuição de penalizações para empresas que não pagem o mesmo para ambos os gêneros significa que estamos a valorizar a incompetência. O facto de pagarmos o mesmo, significa que, por exemplo, se o homem trabalhar com mais eficiência e em maior quantidade ele não poderá ser recompensado por essa mesma eficiência o que significa que trabalhar mais ou menos é indiferente, ou seja, não existe mérito e as pessoas optarão por trabalhar menos. Faço este exemplo tanto com homens como mulheres não interessa, o salário deveria ser de acordo com a produtividade, pois isso é que garante uma evolução positiva da nossa economia nacional e e global. Por alguma razão o comunismo perdeu.

RESPONDER

Costa sugere a Marcelo condecoração da CGTP no 50.º aniversário da central sindical

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira ter sugerido ao Presidente da República a condecoração da CGTP, numa mensagem de felicitação pelos 50 anos da central sindical em que destaca a necessidade de proteger trabalho e rendimentos …

Governo vai integrar nos quadros quase 3.000 profissionais de saúde

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que permite integrar nos quadros quase três mil profissionais do Serviço Nacional de Saúde. Em comunicado, o Governo explica que a conversão do vínculo laboral de 2.995 …

Quatro defensores dos direitos humanos, indígenas e ambientais recebem "Nobel Alternativo"

Duas advogadas, do Irão e da Nicarágua, um advogado dos Estados Unidos (EUA) e um ativista da Bielorrússia foram esta quinta-feira distinguidos, em Estocolmo, com o "prémio Nobel Alternativo" que pretende "impulsionar mudanças sociais urgentes …

PJ diz que há “condições” para alargar colaboração com Rui Pinto

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu a possibilidade de a colaboração com Rui Pinto poder “ir além” da abertura dos discos encriptados e apreendidos ao criador do Football Leaks, reconheceu esta quinta-feira o inspetor José Amador. "Temos …

Netanyahu avisa que confinamento em Israel pode durar um ano

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse esta quinta-feira que o confinamento no país pode prolongar-se durante meses ou mesmo "um ano" após uma reunião em que foram debatidas novas restrições contra a propagação da …

FC Porto com City na Champions. Ronaldo volta a encontrar Messi

O FC Porto vai defrontar os ingleses do Manchester City, os gregos do Olympiacos e os franceses do Marselha no Grupo C da fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, ditou esta quinta-feira …

Cabrita pede abertura de inquérito a fuga de 17 migrantes. Cinco já terão sido apanhados

O ministro da Administração Interna pediu a abertura de um inquérito à fuga de 17 migrantes do norte de África que desembarcaram em setembro no Algarve e fugiram, durante a madrugada, do quartel em Tavira …

Governo chega a acordo com Madrid para alargar restrições a toda a comunidade

O Governo espanhol anunciou, esta quarta-feira, um acordo que estende medidas para combater a covid-19, já em vigor em partes da Comunidade Autónoma de Madrid, a toda a capital e várias localidades da periferia onde …

Ciclista suspenso por defender Trump

Quinn Simmons respondeu no Twitter a uma jornalista e a sua equipa suspendeu o atleta. Um "adeus" e uma mão negra na origem da polémica. Quinn Simmons foi campeão do mundo de ciclismo no ano passado, …

Bolsonaro considera "lamentável" discurso de Biden que apela ao país que pare de destruir a Amazónia

Jair Bolsonaro classificou como “lamentável” o comentário de Joe Biden durante  o debate presidencial que ocorreu na madrugada de terça-feira. O candidato democrata mostrou-se preocupado com o facto das florestas tropicais no Brasil estarem a …