Governo prepara sanções para empresas que paguem menos às mulheres

As empresas onde as mulheres ganhem menos do que os homens, em funções iguais, deverão vir a ser penalizados pelo Estado, nomeadamente no acesso a contratos públicos e a fundos europeus.

O jornal Público teve acesso às linhas orientadoras da nova proposta de Lei de combate à desigualdade salarial entre homens e mulheres que está a ser preparada pelo Governo e que deverá ser apresentada ao Parlamento até ao final de Abril.

De acordo com o diário, o Governo está a preparar a penalização das empresas onde as mulheres ganhem menos do que os homens, nomeadamente por via da não autorização ou da limitação de acesso a contratos com o Estado.

As empresas onde não exista igualdade salarial poderão assim vir a ser excluídas de concursos públicos para adjudicação de obras, mas também de programas de apoio estatal a estágios profissionais e do acesso a Fundos Estruturais da União Europeia.

O diploma está ainda a ser ultimado e será depois apresentado aos parceiros sociais para aprovação em Conselho da Concertação Social (CCS).

De acordo com dados do Eurostat relativos a 2015, em Portugal, a disparidade salarial entre homens e mulheres situa-se nos 17,8%, enquanto a média da União Europeia a 28 Estados-membros está nos 16,3%.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Em vez de se preocuparem em ter uma justiça e igualdade de trabalho real andam os nossos políticos a brincar com medidas a “granel” como estas. Em quanto não houver essa justiça e competência real no mercado de trabalho nenhum investidor estrangeiro que queira realmente investir (e não “sacar” fundos) vem para Portugal.
    No final, este tipo de medidas acaba mais por prejudicar do que favorecer.

  2. Então e as instituições estatais, também vão ser penalizadas????
    Trabalho numa universidade pública e a descriminação relacionada com o género é escandalosa, mais uma vez “faz o que eu digo, não faças o que eu faço”…

  3. Ao contrário do que dizem os senhores, esta medida é sim necessária. Mas claro como vossas senhorias ganham mais estão-se a lixar para quem ganha menos 🙁 É claro que faltam mais empregos e dignos, não precários como há muitos por aí

  4. Esta medida revela-se (caso seja verdadeira) uma incompetência da nossa liderança política. A atribuição de penalizações para empresas que não pagem o mesmo para ambos os gêneros significa que estamos a valorizar a incompetência. O facto de pagarmos o mesmo, significa que, por exemplo, se o homem trabalhar com mais eficiência e em maior quantidade ele não poderá ser recompensado por essa mesma eficiência o que significa que trabalhar mais ou menos é indiferente, ou seja, não existe mérito e as pessoas optarão por trabalhar menos. Faço este exemplo tanto com homens como mulheres não interessa, o salário deveria ser de acordo com a produtividade, pois isso é que garante uma evolução positiva da nossa economia nacional e e global. Por alguma razão o comunismo perdeu.

Responder a Vasco Cancelar resposta

Autarca de Cascais associa festa privada de luxo a “número muito expressivo” de casos

O presidente da Câmara Municipal de Cascais associou este sábado uma festa privada, organizada num clube de luxo na Avenida de Liberdade, a "um número muito expressivo de casos" registado no concelho. "A festa de aniversário …

João Almeida acaba em 4.º e faz história no Giro. É o melhor português de sempre na prova

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) subiu este domingo ao quarto lugar final da 103.ª edição da Volta a Itália em bicicleta, no contrarrelógio da 21.ª etapa, que 'coroou' o britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS). O português …

Santo Stefano paga 8.000 euros por ano a quem quiser viver na vila medieval italiana

Santo Stefano di Sessanio, uma vila medieval em Abruzzo, uma região no lado leste do centro-sul da Itália, está disposta a pagar a quem quiser mudar-se e começar um negócio nesta pequena localidade. Uma pequena vila medieval …

Portugal com mais 19 mortos e 2.577 casos confirmados

Portugal contabiliza este domingo mais 19 mortos relacionados com a covid-19 e 2.577 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim este …

Espanha decreta novo estado de emergência. Durará seis meses e terá recolher obrigatório

O Governo de Espanha aprovou este domingo o estado de emergência sanitária que permitirá a instauração do recolher obrigatório em todo o país para travar a de casos do novo coronavírus, anunciou o primeiro-ministro. O estado …

CDS quer saber se proibição de deslocações entre concelhos exclui assistir a espetáculos

O grupo parlamentar do CDS-PP questionou este sábado o Governo se a proibição de deslocações durante o fim de semana dos Fiéis Defuntos exclui deslocações para assistir a espetáculos culturais, querendo saber como justifica a …

Pandemia "roubou" dez anos à almofada financeira das reformas

O jornal Público escreve este domingo que dez meses de pandemia foram o suficiente para encurtar em uma década o prazo previsto até ao esgotamento do fundo que serve de almofada financeira para o sistema …

Chicago tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos (pelo 6.º ano consecutivo)

Chicago, a cidade mais populosa do estado do Illinois, é, pelo sexto ano consecutivo, aquela que tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos. Uma empresa de controlo de pragas garante receber mais chamadas …

Presidente da Samsung morre aos 78 anos

O presidente da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, morreu este domingo aos 78 anos, disse o grupo sul-coreano em comunicado. Lee, que transformou o grupo num gigante global das telecomunicações, estava acamado desde um ataque cardíaco em …

Chuva de críticas à F1 em Portimão. Organização promete expulsar quem não cumprir distanciamento

Fotografias das bancadas da Fórmula 1 em Portimão começaram a correr este sábado nas redes sociais, gerando alguma polémica e descansando uma série de críticas, uma vez que as bancadas pareciam ter mais público do …