Governo não dá margem para aumentos na Função Pública

Tiago Petinga / Lusa

António Costa e Mário Centeno

Não haverá aumentos salariais para os funcionários públicos no próximo ano. Segundo um membro do Executivo de António Costa, “não haverá mais dinheiro” para que se abram os cordões à bolsa.

No próximo ano, o Orçamento de Estado voltará a ser de contenção. Por essa razão, não estão previstos quaisquer aumentos salariais na Função Pública em 2019.

“A memória de 2009 impede-o. José Sócrates aumentou função pública em ano eleitoral e em plena crise. Além de que seria visto como puro eleitoralismo“, argumentou ao jornal Público um membro do Governo, alertando para o risco de eleitoralismo num ano em que se realizam eleições europeias e legislativas.

O governante afirmou ainda que os funcionários públicos só terão direto à “concretização da fase seguinte do descongelamento das carreiras“. Além disso, serão feitas as “fases seguintes das reformas antecipadas sem penalização para as longas carreiras contributivas sem penalizações”.

A falta de recursos orçamentais é assumida pelo responsável, que frisa que “o investimento público tem de ir para a manutenção e requalificação de infraestruturas que estão em situação de desgaste crítico”, como é o caso da Ponte 25 de Abril.

No entanto, o salário mínimo nacional deverá mesmo subir, porque “foi assinado sobre ele um acordo com o Bloco de Esquerda” para atingir os 600 euros até ao final da legislatura. Centeno opunha-se a este aumento, mas a fonte afirmou que este não terá incidência orçamental em 2019.

A saúde será também uma prioridade de investimento do Governo, que deverá aumentar os seus recursos financeiros. O governante reconhece, contudo, que as verbas que vão ser disponibilizadas não serão suficientes para resolver todos os problemas.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Esta corja esta a desgovernar com a austeridade dos anteriores. A mim já me estão a rapar para me darem o subsidio de Natal por inteiro em Novembro. Já o ano passado fizeram o mesmo para me darem metade desse subsídio. Com os descontos do ano passado e deste ano não é coisa pouca. Quando os outros lá estavam diziam que eram mais troikistas que a troika, mas agora fazem o mesmo que os outros faziam ou ainda pior. Dizem que a economia está melhor mas o que têm feito é criar impostos. Quem não os conhecer que os compre.

  2. Só pergunto uma coisa: é a gente que vai pagar a reparação da ponte, ou a concessionária é só meter para o saco, e reparações nicles, recebem das portagens e ainda recebem do estado para as reparações! Está tudo doido?

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …

PJ faz buscas à Fiscalização e Contratação da Câmara de Barcelos

A investigação, relacionada com contractos efetuados no pelouro da vereadora Anabela Real, estão a ser investigados pela Polícia Judiciária. A Polícia Judiciária (PJ) fez hoje buscas na Câmara de Barcelos, tendo como alvo principal os serviços …

Governo ordena "encerramento compulsivo" do Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, determinou o "encerramento compulsivo" do Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria, instituição privada detida pelo grupo Lusófona, que deverá fechar portas até ao fim …

Em recuperação, Navalny fala sobre envenenamento. “Foi um projeto pessoal de Putin que falhou"

Em entrevista ao canal de televisão inependente Dozhd TV, Alexei Navalny, que se encontra em recuperação da tentativa de assassinato com o agente químico Novichok, garante que ninguém o vai parar e lança farpas a …