“Um erro desculpável”. Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

IPDJ / Facebook

Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa de mirtilos.

A decisão foi tomada com base nas apreciações do Ministério Público (MP) que vinca a “boa fé” e um “erro desculpável” do Secretário de Estado, como cita a TSF que teve acesso ao acórdão da decisão do Tribunal Constitucional (TC).

João Paulo Rebelo assumiu funções como Secretário de Estado em Abril de 2016 e só renunciou ao cargo de gerente da empresa familiar de exploração de mirtilos em Fevereiro de 2018, depois de ter sido alertado pela Assembleia da República quanto à incompatibilidade existente.

O alerta ao governante apontava que “ao contrário do que sucedia aquando do exercício das funções de deputado, em regime de exclusividade, o exercício das funções de secretário de Estado não admite o exercício, ainda que não remunerado, do cargo de sócio-gerente de sociedade comercial”.

João Paulo Rebelo alegou que “nunca pretendeu ocultar ou dissimular qualquer situação relativa ao exercício de cargos sociais” e que, “bem pelo contrário, o exercício do cargo de sócio-gerente na sociedade sempre foi declarado”.

Sobre o facto de não ter renunciado à função antes de ter tomado posse como Secretário de Estado, frisou que tinha a “convicção, que se reconhece errada, de que o exercício de tal cargo não lhe estava vedado por lei, à semelhança do que se verificava aquando do exercício das funções de deputado em regime de exclusividade”.

Assim, apesar de reconhecer ter violado a Lei, o MP entendeu destacar a “boa fé” e o “erro desculpável” do governante para não pedir a sua demissão do cargo, a sanção prevista.

Perante isto, o TC afiança o arquivamento do caso como a única via possível. Mas a decisão não foi unânime, com 4 dos 13 juízes a votarem contra.

A TSF cita as alegações da juíza Maria de Fátima Mata-Mouros, que votou contra o arquivamento, que destaca que este “assenta numa fundamentação formal e inovadora que surpreende, mas não convence“, “deixando indefinido se houve, ou não, uma situação de incumprimento culposo da lei das incompatibilidades por parte de um titular de cargo político que permanece no cargo”.

Mata-Mouros referiu ainda “uma alteração profunda na jurisprudência estabilizada e uniforme do Tribunal, sem que seja possível compreender a justificação para uma tal inversão”.

Também Pedro Siza Vieira viu o seu processo por incompatibilidades ser arquivado devido a um “palavrão jurídico”. O ex-ministro Adjunto e actual ministro da Economia livrou-se de sanção, por ter acumulado o cargo no Governo com uma função numa sociedade imobiliária, pelo simples facto de ter mudado de pasta no Governo de António Costa, aquando de uma das remodelações levadas a cabo pelo Executivo socialista.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Proprietários impedidos de construir em Tróia processam Estado

O jornal Público escreve esta segunda-feira que alguns proprietários de lotes no loteamento Soltróia, em Tróia, vão avançar com processos contra o Estado. O matutino conta que, poucos meses depois de os investidores comprarem …

China confirma que o coronavírus se transmite entre humanos

O vírus que se manifestou em grandes cidades chinesas é transmissível entre humanos, anunciou, esta segunda-feira, um especialista do Governo chinês em doenças infecciosas. O investigador Zhong Nanshan, especialista em doenças respiratórias da Comissão Nacional de …

Benfica prestes a garantir dois reforços do Boavista

O Benfica está prestes a garantir dois reforços do Boavista. Samu (extremo) e Helton Leite (guarda-redes) são os futebolistas na mira das águias, segundo avança o desportivo O Jogo. O jornal, que avança a notícia …

Ucrânia insiste na entrega das caixas negras do avião abatido pelo Irão

Kiev vai insistir para que Teerão lhe entregue as caixas negras do avião abatido pelo Irão em negociações, esta segunda-feira, com um ministro iraniano em visita à Ucrânia. O ministro dos Transportes iraniano, Mohammad Eslami, chegou …

Mota Soares. CDS tem de dialogar preferencialmente com o PSD

Pedro Mota Soares acredita que é do melhor interesse do CDS estabelecer diálogo com o PSD. Além disso, considera que o partido não deve permitir que seja eleito um Chefe de Estado mais à esquerda.  O …

Sporting chega a acordo para contratação de Sporar

O Sporting chegou a acordo com os eslovacos do Slovan Bratislava para a contratação do avançado esloveno Andraz Sporar, disse à Lusa fonte oficial dos leões. Andraz Sporar, de 25 anos, vai assinar um contrato até …

Aumentos da Função Pública acima dos 0,3% deverão ser nominais

Os aumentos que estão a ser estudados pelo Governo deverão ser nominais e contemplar as duas categorias remuneratórias mais baixas: os assistentes operacionais e os assistentes técnicos. Na semana passada, a ministra da Modernização do Estado e …

PSD de Loures pede demissão de Marta Temido por causa da não renovação de PPP

O PSD de Loures pediu, este domingo, a demissão da ministra da Saúde, num comunicado em que manifesta "profunda preocupação" com a não renovação da parceria público-privada (PPP) no Hospital Beatriz Ângelo. Para a concelhia do …

Ex-bombeiro e ex-militar entre os detidos pela morte de Giovani

Um ex-bombeiro e um ex-militar estão entre os cinco suspeitos que se encontram em prisão preventiva, acusados da morte do cabo-verdiano Luís Giovani Rodrigues. São todos naturais de Bragança, têm entre 22 e 35 anos …

Dois mil bilionários têm mais riqueza do que 60% do resto do mundo

Os 2.153 bilionários do mundo tinham em 2019 mais riqueza do que 4,6 mil milhões de pessoas, 60% da população mundial, alerta esta segunda-feira a Oxfam, segundo a qual a desigualdade económica e de género …