Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

José Sena Goulão / Lusa

A coordenadora da Federação dos Sindicatos da Função Pública, Ana Avoila

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo.

Segundo relatou aos jornalistas a coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila, a comitiva sindical aguardou a chegada do secretário de Estado da Administração Pública, José Couto, entregou um documento a exigir 90 euros de aumento salarial e abandonou a sala.

É um insulto não vale a pena qualquer discussão”, disse a dirigente, prometendo “uma resposta forte” por parte dos trabalhadores do Estado.

“Não faz sentido estarmos numa negociação suplementar quando sabemos quais são as intenções que o Governo tem para os trabalhadores da administração pública para os aumentos dos salários”, afirmou a Ana Avoila, poucos minutos depois de ter sido recebida pelo secretário de Estado da Administração Pública.

A Frente Comum dá assim por fechada a negociação com o Governo, que definiu que os aumentos salariais da Função Pública serão de 0,3%, acompanhando o valor da inflação registada em novembro em 2019.

De acordo com o Dinheiro Vivo, a estrutura sindical vai reunir já no próximo dia 19, visando decidir formas de luta. “Não faz sentido nenhum pactuar numa mesa com uma coisa que é um insulto para os trabalhadores”, afirmou a coordenadora da Frente Comum, insistindo num “aumento mínimo de 90 euros por trabalhador.”

Governo rejeita fixar regra para aumento

A líder bloquista, Catarina Martins, criticou esta quinta-feira os aumentos propostos pelo Governo para a Função Pública, considerando o valor inaceitável.

A coordenadora do Bloco de Esquerda deixou no ar que o o Executivo poderia estar a pensar criar uma regra fixa para essas subidas. “É boa a ideia de criar na legislação um princípio de aumento anual da Função Pública. É importante que o Governo negoceie com os sindicatos. Deve haver negociação coletiva também na administração pública, Agora os números não podem ser esses, estes números são absolutamente inaceitáveis”, disse Catarina Martins, em entrevista à RTP3.

No entanto, o Governo diz que, apesar de os aumentos deste ano estarem serem baseados inflação, o objetivo no futuro não passa por aí. “Não vamos pôr na lei. [Isso] seria matéria de negociação, matéria de reflexão”, esclareceu o secretário de Estado do Orçamento, João Leão, citado pelo Jornal de Negócios.

A proposta apresentada “é a proposta para 2020 e 2021”, acrescentou.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

EDP entrega aos deputados contratos das barragens, mas pede confidencialidade

Depois do pedido de esclarecimentos de alguns deputados, a EDP enviou ao Parlamento mais de 1500 páginas de documentos sobre os negócios das barragens, mas pediu confidencialidade.  A EDP já enviou ao Parlamento a sua resposta …

Tiroteio em armazém da FedEx nos EUA faz pelo menos oito mortos

Pelo menos oito pessoas morreram, esta quinta-feira à noite, no tiroteio ocorrido num armazém da empresa de serviços postais FedEx em Indianápolis, no estado norte-americano do Indiana. Segundo a porta-voz da polícia de Indianápolis, Genae Cook, …

Cientistas traduziram a estrutura de uma teia de aranha em música

Uma equipa de investigadores garante ter criado música a partir de uma teia de aranha. Os cientistas traduziram a estrutura de uma teia numa melodia — algo que pode ter aplicações que vão desde melhores …

Mais de 10 deputados suspeitos de declararem moradas falsas. Duarte Pacheco e João Almeida entre eles

A deputada do Bloco de Esquerda, Sandra Cunha, renunciou ao mandato na Assembleia da República por estar a ser investigada pelo Ministério Público (MP) por falsa morada. Contudo, a bloquista não é a única. De acordo …

"Decisão histórica". Supremo confirma anulação das sentenças contra Lula da Silva

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, esta quinta-feira, a anulação das condenações ao ex-Presidente na Lava Jato de Curitiba, por corrupção, rejeitando um recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR). Por oito votos contra três, o Supremo …

Houve "um erro de contagem". Presidente da Câmara de Beja quer que a decisão do Governo seja revertida

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que Beja é um dos sete concelhos que não passam para a terceira fase do desconfinamento. Paulo Arsénio, presidente da Câmara Municipal de Beja, alega que os dados …

A análise dos olhos de um peixe acabou numa impressionante descoberta evolucionária

A rede de nervos que conecta os olhos ao cérebro é muito sofisticada. Uma equipa de cientistas mostrou agora que evoluiu muito antes do que se pensava. A sofisticada rede de nervos que conecta os olhos …

Juiz liberta autarca de Vila Real de Santo António, mas proíbe-a de contactar outros arguidos

A autarca de Vila Real de Santo António, em Faro, e outros três arguidos da “Operação Triângulo” saíram esta quinta-feira em liberdade, com proibição de contactos entre si e com o deputado António Gameiro. No final …

Clubes acham que conseguem mais lucro do que a UEFA

Reunião da Associação Europeia de Clubes marcada para esta sexta-feira. Emblemas europeus pretendem maior controlo sobre os direitos televisivos e os patrocinadores. A "novela" prolonga-se: a Liga dos Campeões deverá mesmo sofrer uma grande alteração no …

Antes de nascerem, as estrelas "saem do casulo" e mostram-se como bolas amarelas

Um descoberta acidental por cientistas cidadãos forneceu uma nova janela única para os diversos ambientes que produzem estrelas e aglomerados de estrelas. De acordo com a cientista sénior do Planetary Science Institute Grace Wolf-Chase, a descoberta …