Força Aérea contrata empresa suspeita de a roubar

Pedro Aragão / Wikimedia

Uma aeronave Airbus CASA C-295M da Força Aérea Portuguesa aterra na base aérea de Monte Real

A Força Aérea Portuguesa voltou a contratar a Aires Cardoso, uma empresa com que tem um processo a correr no Tribunal de Sintra por suspeitas de roubo de mantimentos para as messes e pagamentos de luvas a militares.

De acordo com o jornal Público, que avança com a notícia esta quarta-feira, no passado 6 de fevereiro, quando já decorria há um mês o julgamento em que se sentam no banco dos réus duas dezenas de fornecedores das suas messes, o Estado Maior da Força Aérea assinou com a Aires Cardoso um contrato no valor de 9351 euros.

A Operação Zeus, que investiga o caso, sustenta que há décadas que os fornecedores das messes cobravam à Força Aérea montantes superiores à quantidade de bens alimentares que eram realmente entregues. O lucro da sobrefaturação era dividido entre as empresas e os militares envolvidos no alegado esquema.

Até ser constituída arguida, a Aires Cardoso abastecia as bases da Ota, Montijo e ainda as instalações militares de Alverca, Lumiar, Alfragide, Monsanto e Figo Maduro, refere o diário. Há também militares que, ao confessarem o seu envolvimento no esquema, denunciaram a Aires Cardoso e vários outros fornecedores.

“Entre 2013 e 2017 emitiu faturas à Força Aérea no valor de pelo menos 630 mil euros”, refere a acusação do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa.

Tal como observa o matutino, é quase impossível afastar empresas suspeitas de concurso público, uma vez que são inocentes até ser provado o contrário. Contudo, nada obriga as Forças Armadas a convidá-las para apresentarem propostas quando as aquisições são feitas através de mecanismos contratuais menos exigentes.

Questionada pelo Público sobre esta situação, as Força Aérea disse não querer discriminar ninguém, frisando que o erário público até lucrou com a contratação.

“Nos procedimentos por consulta prévia ou ajuste direto, que são sempre excecionais, a escolha dos operadores económicos a convidar é orientada por critérios objetivos e não discriminatórios”, explica o gabinete de relações públicas deste ramo das Forças Armadas.

“A Força Aérea não possui fundamento legal para excluir a dita empresa na consulta realizada. Entre as empresas convidadas, apresentou as condições mais vantajosas (preço mais baixo), o que, naturalmente, representa benefícios para o erário público”.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. nem sequer é descriminar é sim afastar quem não é honesto, mas é assim claro que eles pensam, continuamos a roubar que eles voltam outra vez.

  2. Sinceramente… Não estou a perceber a perplexidade… Normalmente os ladrões dão se todos bem…

RESPONDER

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …