Força Aérea contrata empresa suspeita de a roubar

Pedro Aragão / Wikimedia

Uma aeronave Airbus CASA C-295M da Força Aérea Portuguesa aterra na base aérea de Monte Real

A Força Aérea Portuguesa voltou a contratar a Aires Cardoso, uma empresa com que tem um processo a correr no Tribunal de Sintra por suspeitas de roubo de mantimentos para as messes e pagamentos de luvas a militares.

De acordo com o jornal Público, que avança com a notícia esta quarta-feira, no passado 6 de fevereiro, quando já decorria há um mês o julgamento em que se sentam no banco dos réus duas dezenas de fornecedores das suas messes, o Estado Maior da Força Aérea assinou com a Aires Cardoso um contrato no valor de 9351 euros.

A Operação Zeus, que investiga o caso, sustenta que há décadas que os fornecedores das messes cobravam à Força Aérea montantes superiores à quantidade de bens alimentares que eram realmente entregues. O lucro da sobrefaturação era dividido entre as empresas e os militares envolvidos no alegado esquema.

Até ser constituída arguida, a Aires Cardoso abastecia as bases da Ota, Montijo e ainda as instalações militares de Alverca, Lumiar, Alfragide, Monsanto e Figo Maduro, refere o diário. Há também militares que, ao confessarem o seu envolvimento no esquema, denunciaram a Aires Cardoso e vários outros fornecedores.

“Entre 2013 e 2017 emitiu faturas à Força Aérea no valor de pelo menos 630 mil euros”, refere a acusação do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa.

Tal como observa o matutino, é quase impossível afastar empresas suspeitas de concurso público, uma vez que são inocentes até ser provado o contrário. Contudo, nada obriga as Forças Armadas a convidá-las para apresentarem propostas quando as aquisições são feitas através de mecanismos contratuais menos exigentes.

Questionada pelo Público sobre esta situação, as Força Aérea disse não querer discriminar ninguém, frisando que o erário público até lucrou com a contratação.

“Nos procedimentos por consulta prévia ou ajuste direto, que são sempre excecionais, a escolha dos operadores económicos a convidar é orientada por critérios objetivos e não discriminatórios”, explica o gabinete de relações públicas deste ramo das Forças Armadas.

“A Força Aérea não possui fundamento legal para excluir a dita empresa na consulta realizada. Entre as empresas convidadas, apresentou as condições mais vantajosas (preço mais baixo), o que, naturalmente, representa benefícios para o erário público”.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. nem sequer é descriminar é sim afastar quem não é honesto, mas é assim claro que eles pensam, continuamos a roubar que eles voltam outra vez.

  2. Sinceramente… Não estou a perceber a perplexidade… Normalmente os ladrões dão se todos bem…

RESPONDER

OE2021 ainda não foi votado, mas já se espera um aumento da despesa em mais de 300 milhões

Entre a entrega da proposta e a votação, o Governo voltou a negociar com os partidos, mostrando abertura para medidas na especialidade que deverão custar pelo menos mais 300 milhões de euros. O Orçamento do Estado …

Portugal é dos 10 países com melhores políticas de integração de migrantes

Portugal está no grupo dos dez países com melhores políticas de integração de migrantes, segundo uma avaliação de 52 estados que destaca o combate à discriminação ou a reunificação familiar como pontos fortes. Segundo o Índice …

Lukashenko classifica grevistas e manifestantes como terroristas. Mais de 600 pessoas foram detidas

O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, comparou com terrorismo a atitude de manifestantes e grevistas que participaram na greve nacional convocada pela oposição e nos protestos de cidadãos para exigir a sua renúncia. "Estamos a começar …

"Não acredito que cumpra as nossas leis". Trump diz que voto por correspondência é "inapropriado"

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) disse que é "inapropriado" os estados levarem vários dias a contar os votos por correspondência, defendendo que o vencedor deve ser declarado na noite das eleições. "Seria muito, muito apropriado …

Reservas de sangue O+ e A+ com níveis críticos. Federação apela à dádiva

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou, esta terça-feira, que as reservas nacionais estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+, apelando aos portugueses para darem sangue. Em comunicado, a FEPODABES refere …

Madeira quer visitantes infetados a ajudar nas despesas da estadia. "É aquilo que é justo"

O presidente do Governo madeirense anunciou esta terça-feira que decorrem diligências para encontrar mais uma unidade hoteleira para acolher doentes com covid-19, defendendo que os visitantes infetados devem ajudar a custear as despesas da sua …

Filhos de pais separados não podem circular entre concelhos no fim-de-semana

Os filhos de pais separados não poderão deslocar-se entre concelhos para efetuar trocas de residência entre os progenitores entre 30 de outubro a 3 de novembro, o próximo fim-de-semana que abrange o Dia de Todos …

Receita fiscal cai 2.822,7 milhões arrastada pela quebra do IVA e IRC

A receita fiscal do subsetor Estado registou uma redução de 2.822,7 milhões de euros até setembro, recuando 8,3% face ao mesmo período de 2019, refletindo os efeitos da pandemia, segundo a Síntese de Execução Orçamental. “No …

Novo Banco põe à venda carteiras de malparado (e têm nomes de jogadores de râguebi)

Depois de ter cancelado o projeto “Nata 3”, com crédito malparado no valor de 1,2 mil milhões de euros, o Novo Banco prepara agora a venda de carteiras de dimensões mais reduzidas. A revelação foi feita …

"Racismo cultural". Com França e Turquia em rota de colisão, Charlie Hebdo publica caricatura de Erdogan

Numa altura em que França e Turquia estão em rota de colisão, a publicação satírica Charlie Hebdo colocou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan na capa a levantar as vestes de uma mulher. De acordo com …