Após decisão do Governo, festivais começam a revelar datas para 2021

RTP / Flickr

Depois da decisão do Governo, foram vários os festivais de verão que comunicaram o seu reagendamento para 2021. Outros preferem “aguardar pela decisão definitiva da Assembleia da República”.

Esta quinta-feira, depois do Conselho de Ministros, o Governo anunciou que os festivais de verão estão proibidos “até 30 de setembro de 2020″.

“Impõe-se a proibição de realização de festivais de música, até 30 de setembro de 2020, e a adoção de um regime de caráter excecional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”, adiantou o Executivo em comunicado.

Na mesma nota, o Governo esclarece que todas as pessoas que compraram bilhetes para espetáculos, que estavam agendados para entre 28 de fevereiro e 30 de setembro, terão de receber “um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago”.

NOS Primavera Sound

Perante esta decisão do Governo, foram muitos os festivais conhecidos do grande público que começaram a divulgar as suas decisões. O NOS Primavera Sound, que inicialmente tinha adiado o evento para os dias 3, 4 e 5 de setembro, anunciou a sua intenção de adiar a edição deste ano para junho de 2021.

“A ideia é ser em junho do próximo ano, no segundo fim-de-semana. Muito em breve vamos anunciar o cartaz do próximo ano. Grande parte dos artistas vai marcar presença em 2021, incluindo cabeças de cartaz, e provavelmente até vamos reforçar o cartaz com nomes que em junho não poderiam estar disponíveis e para o ano poderão estar”, disse à Rádio Observador José Barreiro, organizador deste festival portuense.

Vodafone Paredes de Coura

O Vodafone Paredes de Coura também já adiantou, em comunicado, que a “vigésima oitava edição acontecerá em 2021”, acrescentando que, “logo que a Assembleia da República transforme em lei a decisão do Governo, serão partilhadas mais informações”.

À agência Lusa, o diretor do festival, João Carvalho, admitiu que tem vontade de fazer um evento no inverno, , caso se verifiquem as condições de segurança definidas pelas autoridades de saúde.

O objetivo, explicou, é comemorar o festival, mas também ajudar o comércio, os artistas e todas as estruturas que dependem financeiramente do festival.

MEO Marés Vivas

“Após conversas e reuniões com o Governo, fomos entendendo que este era um assunto sem volta para 2020. Assim, a 14.ª edição do MEO Marés Vivas será adiada para o ano de 2021, de 16 a 18 de julho”, lê-se no comunicado divulgado pela organização.

A organização do festival nortenho indica ainda que os bilhetes para a edição de 2021 vão “manter os mesmos valores” e que “darão informações sobre a troca de bilhetes nos próximos dias”. O cartaz vai ser anunciado “a partir da próxima semana”.

EDP Vilar de Mouros

A organização do EDP Vilar de Mouros, em Caminha, disse estar a trabalhar para que o cartaz da edição de 2020 se mantenha em 2021.

“Estamos a trabalhar para assegurar o melhor cartaz possível, tanto os artistas que já anunciámos, como artistas que já tínhamos ‘fechado’ e que ainda não tínhamos anunciado. Estamos a tentar com as agências e com os agentes que o cartaz se mantenha em 2021″, afirmou à Lusa Diogo Marques, da organização do festival.

Rock in Rio Lisboa

O Rock in Rio foi o primeiro dos grandes festivais de verão a ser cancelado. No início de abril, a vice-presidente do festival, Roberta Medina, declarou que, na sequência da pandemia, foi tomada a decisão “de alterar as datas da 9.ª edição para os dias 19, 20, 26 e 27 de junho de 2021”.

A responsável adiantou, na altura, que os bilhetes já adquiridos para esta edição, que deveria acontecer a 20, 21, 27 e 28 de junho deste ano, “manter-se-ão válidos para as novas datas, ficando os dias em aberto até confirmação do cartaz”.

NOS Alive, SBSR e MEO Sudoeste vão “aguardar”

A Everything is New, produtora que organiza o NOS Alive, anunciou, em comunicado, que vai “aguardar a decisão definitiva da Assembleia da República para anunciar o modo de concretização desta decisão do Governo”.

Também o Super Bock Super Rock anunciou nas suas redes sociais que irá dar “novas informações muito em breve”, tendo decidido “aguardar a decisão definitiva da Assembleia da República para comunicar as medidas resultantes dessa decisão”.

À semelhança destes dois festivais, o MEO Sudoeste partilhou uma imagem com a mesma informação, assegurando que a organização vai “seguir rigorosamente as medidas em nome da segurança e bem estar de todos os envolvidos”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O nosso cabelo sabe o que comemos, onde moramos e quanto custou o corte

Milímetro a milímetro, o cabelo constrói um registo da nossa dieta. Como os fios de cabelo são construídos a partir de aminoácidos, preservam os traços químicos da proteína da comida que ingerimos. Os fios de cabelo …

Não foram meteoros. Uma forte atividade vulcânica arrefeceu a Terra há 13 mil anos

Porque é que a Terra arrefeceu repentinamente há 13 mil anos? Sedimentos antigos encontrados numa caverna no Texas, nos Estados Unidos, parecem ter resolvido este grande mistério. Alguns cientistas acreditam que o fenómeno que arrefeceu repentinamente …

Novo método prevê erupções solares com algumas horas de antecedência

Um novo método capaz de prever explosões solares poderia ajudar a Humanidade a preparar-se contra possíveis desastres causados por este fenómeno explosivo da nossa estrela. As erupções solares são explosões que ocorrem na superfície do Sol …

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …