Festivais de verão proibidos até 30 de setembro

Estela Silva / Lusa

Foi decidida, esta quinta-feira em Conselho de Ministros, a proibição dos festivais de verão em Portugal até 30 de setembro.

Os festivais de verão estão proibidos “até 30 de setembro de 2020”, anunciou esta quinta-feira o Governo, após ter decidido a medida em Conselho de Ministros. A medida afeta todos os grandes festivais de verão em Portugal.

“Impõe-se a proibição de realização de festivais de música, até 30 de setembro de 2020, e a adoção de um regime de caráter excecional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”, adianta o Executivo em comunicado

Segundo o Observador, o Governo esclarece ainda que todas as pessoas que compraram bilhetes para espetáculos – não apenas festivais – agendados para entre 28 de fevereiro a 30 de setembro que não se realizaram devido à pandemia de covid-19, terão direitos protegidos, recebendo um vale compensatório com o custo tido.

“Para o caso de espetáculos cuja data de realização tenha lugar entre o período de 28 de fevereiro de 2020 e 30 de setembro de 2020, e que não sejam realizados por facto imputável ao surto da pandemia da doença covid-19, prevê-se a emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago, garantindo-se os direitos dos consumidores”, lê-se no comunicado.

Contudo, o comunicado do Governo não esclarece a natureza nem o que será possível adquirir com este vale compensatório.

Mediante esta medida, ficam impossibilitados de se realizar, em junho, festivais como o Rock in Rio Lisboa e o NOS Primavera Sound (que tinha anunciado um adiamento para os dias 3, 4 e 5 de setembro), e, em julho, o NOS Alive, o Super Bock Super Rock, o EDP Cool Jazz, o Sumol Summer Fest, o Afro Nation, o novo festival Rolling Loud, entre outros.

Para agosto, estavam agendados festivais como o MEO Sudoeste, Vodafone Paredes de Coura, Neopop e EDP Vilar de Mouros que também ficam proibidos de se realizar nesta data. Da mesma forma, o Festival F, em Faro, o Lisb-ON, em Lisboa e o NOS Summer Opening, no Funchal, que estavam previstos para setembro, seguem o mesmo rumo.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É um pouco frustrante!
    Esperávamos ansiosos por alguns festivais, mas acho que conseguiremos sobreviver com esse adiamento, afinal é preciso cautela, o pior parece ter sido superado e, como dizem, “é tudo para o bem maior!

RESPONDER

Oposição urge Boris Johnson a despedir assessor por ter violado o confinamento

Os partidos da oposição escreveram hoje ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, urgindo a demissão do assessor Dominic Cummings, a quem acusam de ter "abalado gravemente a confiança" da população nos apelos oficiais sobre a pandemia …

Atletas que sorriem durante as corridas gastam menos oxigénio

Os atletas que sorriem gastam menos oxigénio, trabalham de forma mais económica e têm um nível de esforço menor, refere um estudo realizado pelas universidades de Ulster e Swansea, divulgado esta terça-feira. Os investigadores pediram a …

OMS analisa possíveis primeiros casos de infeção de animais para o homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que pelo menos três infeções por Covid-19 nos Países Baixos possam ser os primeiros casos conhecidos de transmissão do novo coronavírus dos animais para o homem, tendo martas …

Na Suíça, é possível estar em teletrabalho e a empresa pagar parte da renda

O Tribunal Federal da Suíça condenou uma empresa de contabilidade a pagar parte da renda de casa a um funcionário que se encontrava em teletrabalho. Segundo revelou na segunda-feira o swissinfo e o Tages-Anzeiger, citados pelo …

Governo negoceia até mais 35 milhões em apoios para agricultura

A ministra da Agricultura disse hoje que está em curso a negociação de medidas adicionais para apoiar o setor agrícola, face ao impacto da covid-19, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que podem mobilizar …

Moro não assinou exoneração de ex-diretor da Polícia, admite Presidência do Brasil

A Secretaria-Geral da Presidência brasileira admitiu na segunda-feira que o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro não assinou o decreto de exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal, confirmando a versão original do …

Norte foi região que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% quando a Área Metropolitana de Lisboa subiu 3,3%, revelou na segunda-feira a Comissão de Coordenação e …

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …