Falsas presenças. Deputados vão ter de dizer “sim” após login no plenário

Manuel de Almeida / Lusa

A partir desta quarta-feira, os deputados vão ter de fazer o login habitual e confirmar com um “sim” – para dizer que estão mesmo no plenário.

Depois das várias polémicas com presenças-fantasma, no final do ano passado, todas as bancadas do Parlamento concordaram com a introdução de um novo registo de presença em plenário, que fosse mais pessoal e intransmissível do que um simples login com recurso a uma password (que os deputados podiam facilmente partilhar com colegas de bancada).

O recurso a qualquer registo com dados biométricos foi rejeitado à partida e o modelo encontrado, que entra em vigor já esta quarta-feira, passa por apenas acrescentar um passo à autenticação, de acordo com as indicações que os deputados receberam via e-mail.

“Assim, após a inserção das credenciais (username e password), aparecerá o seguinte popup. Poderá registar a presença, premindo o botão “SIM”, ou, caso não pretenda registar a presença na reunião, deverá premir a cruz, no canto superior direito”, lê-se no email enviado aos deputados e a que o Observador teve acesso. Se o deputado carregar no “sim” tem de esperar 30 segundos até a sua presença ser efetivamente registada no sistema de informação para o plenário.

(dr)

Se, pelo contrário, carregar na cruz, o computador fica disponível para outro tipo de trabalho sem que tenha sido automaticamente registada a presença em plenário. “Neste caso, o sistema assinala que a presença não se encontra registada e poderá, em qualquer altura, efetuar o registo na sessão plenária. Para tal, bastará premir o botão “Presença por Registar” disponível no SIP ou reiniciar a sua sessão”, lê-se ainda no email.

“A alteração tem como objetivo evitar registos de presenças feitos inadvertidamente”. Em causa está o facto de, no início de novembro, o deputado e secretário-geral do PSD José Silvano ter sido registado por duas vezes em sessões plenárias quando, na verdade, estava a quilómetros de distância em eventos de representação partidária.

Uma deputada colega de bancada, Emília Cerqueira, veio admitir que tinha entrado no computador de José Silvano “para aceder a documentos de trabalho”. “Nunca me pediu, nem eu o fiz, ou se o fiz, fi-lo inadvertidamente”, disse em conferência de imprensa.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

    • Não…
      Antes, podia ser inadvertido, para aceder a documentos de trabalho.
      Agora que têm de clicar no “SIM”, já sabem. Como são todos honestíssimos e agora não há desculpa, niunguém mais vai “marcar presença” uns pelos outros.
      Não é óbvio???

  1. Muito inovador!!!
    Porque é que o registo com dados biométricos foi rejeitado para os deputados e está em vigor noutros serviços do Estado (ex. hospitais). Serão os deputados seres superiores? Ou esta é mais uma forma de poderem contornar o sistema?

  2. Mais manobras e carambolas. No final das contas vão continuar a “albrabar”… Não, eu é que sou tendencioso, incrédulo e maldizente…

  3. Lá vão passar a ter mais trabalho.
    Ter de carregar no sim para registar a presença do colega…e depois foi deixa de ser “inadvertido” para ser “distração”! Podiam estar distraídos a…sei lá…pintar a unhas!

    • Lá estão vocês, Pj e RatM…
      É mesmo querem ser “tendenciosos, incrédulos e maldizentes”.
      Então, é evidente que agora é mesmo IMPOSSÍVEL ser inadvertido e estar distraído… muito menos a pintar as unhas – onde é que já se viu?….

  4. o problema nao é o deputado dizer “sim”
    ele faz isso e depois pira-se da assembleia e vai trabalhar para a empresa e ai ja ganhou o dinheiro
    para acabarem com isto só ha uma soluçao. acabem com esse subsidio de presença
    o mesmo aconteceu com a vereadora da câmara que “mamou” duas presenças e por pouco minutos
    esteve na câmara (pouco tempo e nao acabou a reuniao) e depois foi para a assembleia para outra reuniao.
    so esteve meio dia em cada uma, mas ganhou como se estivesse um dia inteiro nas reunioes
    acabem com este subsidos e assim combatem a malandrice de estarem em 2 ou mais locais ao mesmo tempo

RESPONDER

Há mais recuperados do que apontam os dados oficiais

A diretora-geral da Saúde admitiu esta segunda-feira que o número de doentes recuperados de covid-19 é superior ao apontado pelos dados oficiais, disponibilizados no boletim diário da DGS, por atrasos na notificação. “Sabemos que há mais …

E agora, o Famalicão-Benfica em versão musical

Senhoras e senhores, bem-vindos à CoronaLiga 2020/2021. Não é ao mambo número cinco. O Lou Bega não sabe o que está a dizer. Ou a cantar. David Lubega. Talvez muita gente não saiba que nasceu em …

StayAway Covid conta mais de um milhão de utilizadores

StayAway Covid, a aplicação móvel que permite rastrear as redes de contágio de covid-19, já foi descarregada por mais de um milhão de pessoas, 19 dias após o seu lançamento. O administrador do Instituto de Engenharia …

Bielorrússia. 440 pessoas detidas violentamente após se juntarem na "marcha da justiça"

Mais de 440 pessoas foram detidas no domingo em várias cidades da Bielorrússia por participarem em protestos contra o Presidente do país, Alexander Lukashenko, informou esta segunda-feira o Ministério do Interior bielorrusso. Em todo o país, …

"Sim" vence referendo para reduzir um terço dos deputados em Itália

O “sim” à redução em um terço dos deputados em Itália venceu o referendo realizado no domingo e hoje com 60% a 64% dos votos, segundo sondagens à boca das urnas citada pela agência Lusa. O …

Depois de vários boicotes à atividade de Navalny, Supremo dissolve o seu partido político

O Supremo tribunal da Rússia dissolveu hoje o partido político "A Rússia do Futuro", fundado pelo líder da oposição Alexei Navalny, hospitalizado na Alemanha após ser envenenado com o agente neurotóxico Novichok, de acordo com …

"Solução Milagrosa" também é vendida em Portugal para tratar covid-19. Infarmed avisa que é "uma lixívia"

A Solução Mineral Milagrosa, ou MMS, está também a ser vendida em Portugal como tratamento para a covid-19, tal como tem acontecido noutros países. Mas o Infarmed alerta que este produto é, basicamente, "uma lixívia" …

Carlos César defende que o próximo PR deverá ser um "contribuinte de estabilidade política"

O presidente do PS, Carlos César, disse hoje que o próximo chefe de Estado português deve ser um "contribuinte da estabilidade política", atuando "contra todos os extremismos" e valorizando as autonomias da Madeira e Açores. Carlos …

Marcelo assinala 75 anos da ONU com a frase que veio "mudar o mundo para sempre"

O Presidente da República apelou hoje ao compromisso de todos para com a ONU, 75 anos depois da sua criação. Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que isso se torna ainda mais urgente com as consequências …

Pelo menos 270 baleias piloto estão encalhadas na Tasmânia. Austrália já lançou operação de resgate

Cerca de 270 baleias piloto ficaram encalhadas numa área remota da ilha da Tasmânia, no sul da Austrália, e três baleias corcundas conseguiram encontrar o caminho do mar após permanecerem num rio infestado de crocodilos …