Ex-mulher de Sócrates passa a arguida

Sofia Fava / Facebook

Sofia Fava, ex-mulher de José Sócrates

Sofia Fava, ex-mulher de José Sócrates

A ex-mulher de José Sócrates, Sofia Fava, foi constituída arguida esta quarta-feira, no âmbito da Operação Marquês, por suspeita de crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais.

O Correio da Manhã revela, na edição desta quinta-feira, que Sofia Fava passou à condição de arguida na Operação Marquês, tendo sido ouvida na quarta-feira no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) pelo procurador Rosário Teixeira e por elementos da Autoridade Tributária (AT) que acompanham a investigação.

Uma fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou à agência Lusa que “o Ministério Público ouviu, na qualidade de arguida, Sofia Fava. O interrogatório, no âmbito da designada Operação Marquês, teve lugar ontem”.

A PGR acrescentou que a “arguida, que ficou sujeita à medida de coação de termo de identidade e residência, está indiciada por factos suscetíveis de integrarem os crimes de fraude fiscal e branqueamento“.

De acordo com o CM, Sofia Fava era uma das destinatárias das verbas do ex-Primeiro-ministro, através do empresário Carlos Santos Silva, arguido no mesmo processo.

“Há registos de recebimentos por transferências bancárias e em numerário, sendo que parte dessas verbas era também para a educação e saúde dos dois filhos”, indica o jornal, que cita a investigação.

O Correio da Manhã descreve que “José Sócrates pagava também as prestações do monte alentejano, em Montemor-o-Novo, que foi comprado com a ajuda de Santos Silva”, realçando ainda que “um relatório da Autoridade Tributária revela que os rendimentos da ex-mulher de Sócrates não comportavam tantos gastos”.

A Operação Marquês conta com mais de uma dezena de arguidos, entre os quais o ex-primeiro-ministro José Sócrates, que esteve preso preventivamente mais de nove meses, tendo esta medida de coação sido alterada para prisão domiciliária, com vigilância policial, a 4 de setembro de 2015.

José Sócrates foi detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa, indiciado pelos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito. Está em liberdade desde outubro, embora proibido de contactar com outros arguidos do processo.

Entre os arguidos no processo da Operação Marquês estão, além de Sócrates e, agora, de Sofia Fava, o ex-administrador da CGD e antigo ministro socialista Armando Vara e a sua filha Bárbara Vara, Carlos Santos Silva, empresário e amigo do ex-primeiro-ministro, Joaquim Barroca, empresário do grupo Lena, João Perna, antigo motorista do ex-líder do PS, Paulo Lalanda de Castro, do grupo Octapharma, Inês do Rosário, mulher de Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e os empresários Diogo Gaspar Ferreira e Rui Mão de Ferro.

O MP enviou uma carta rogatória para Angola para constituir arguido o empresário luso-angolano Helder Bataglia.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Até que enfim que foi constituída arguida, já era sem tempo. Não consigo perceber a demora!… No fim vamos ver se vai dar em alguma coisa ou se esta gentalha vai conseguir escapar c/ todas as artimanhas e que nestes casos os partidos que não se metam p/ favorecer os corruptos.

  2. Quem se mete com gentalha da pior espécie acaba mais tarde ou mais cedo por ser arrastado. O facínora, que tanto roubou aos Portugueses, ainda vai ter que voltar para a prisão. Se não for possível para sempre, pelo menos durante muitos anos.

  3. Bem… Já só falta o gato e o cão… Tudo é válido! Desde que se faça justiça! Mesmo que essa… esteja “cega” de ódio!… Justiça? Não! São leis e leis não são (necessáriamente) justiça. A Justiça serve para, essencialmente, safar os mais poderosos… Mas poderão vocês dizer: “Mas o Sócrates não era poderoso?” Era… Mas há mais poderosos (ainda) que estão acima e que se querem vingar do Zé… Dê por onde der. Nem que para isso se atropele essas mesmas leis…
    Para os muitos comentáros aqui… O ódio é cego… Esquecem-se (muito fácilmente) dos “outros” que nos fizeram o mesmo ou pior… A esses ninguém prendeu… Alguns até chegam a Presidente (aqui e lá fora…).

RESPONDER

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …