/

Ex-engenheiro da Volkswagen condenado a 40 meses de prisão nos EUA

2

(dr) )Volkswagen

Um ex-engenheiro da Volkswagen, James Liang, foi hoje condenado em Detroit a 40 meses de prisão e uma multa de 200 mil dólares (168 mil euros) pelo seu papel no escândalo das emissões poluentes em veículos ‘diesel’.

Segundo fonte judicial, após a libertação, Liang ficará sob vigilância durante dois anos e pode ainda ser expulso dos Estados Unidos para a Alemanha.

James Liang, 63 anos, declarou-se culpado em setembro do ano passado e decidiu cooperar com a justiça para evitar uma pena maior. A pena máxima seria de cinco anos de prisão, mas a acusação pediu três anos de cadeia.

O advogado de Liang, Daniel Nixon, afirmou que a sua colaboração permitiu acusar outros responsáveis do grupo, incluindo Olivier Schmidt, detido no início do ano nos Estados Unidos e que também se declarou culpado, devendo conhecer a sentença em dezembro.

Em setembro de 2015, a Volkswagen admitiu ter equipado cerca de 11 milhões de veículos em todo o mundo com um dispositivo destinado a manipular as emissões poluentes.

Nos Estados Unidos, o grupo teve de chamar para reparação 600 mil veículos e sete responsáveis da Volkswagen foram acusados. James Liang, que trabalhou no departamento de desenvolvimento de motores ‘diesel’, foi o primeiro a ser condenado.

  // Lusa

2 Comments

  1. e em Portugal temos os políticos começando pelo ministro da economia da altura o tachinas de Lima aquele cérebro cheio de caca de galinha que logo se prontificou em defender os contribuintes lesados mas a única coisa que fez até hoje foi criar obstáculos à justiça ao ponto de nem todas as DECO’s da europa juntas conseguirem sequer uma pequena parte da justiça que os americanos tem tido. estas são as grandes obras que os patriotas da bandeirinha na lapela nos deixaram.

    • A VW é alemã, por isso faz o que lhe apetece na Europa, estando inclusive em incumprimento de regras europeias há vários anos!!
      Além de que o estado alemão tem lá uma Golden Share…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE