Presidente da Volkswagen sabia da manipulação de emissões meses antes do “escândalo”

Volkswagen AG / Wikimedia

Martin Winterkorn, antigo CEO da Volkswagen

Martin Winterkorn, antigo CEO da Volkswagen

O antigo presidente da administração da Volkswagen, Martin Winterkorn, que se demitiu há mais de um ano devido ao escândalo associado aos motores a diesel manipulados, saberia da situação pelo menos dois meses antes do “escândalo”.

Segundo a edição de hoje do diário alemão “Bild”, que teve acesso a documentos confidenciais, Martin Winterkorn participou a 27 de julho de 2015 numa “reunião decisiva” em que se debateu qual seria o melhor momento para informar as autoridades norte-americanas sobre a manipulação das emissões de gases nocivos.

Um dos gráficos apresentados na reunião realizada na sede do construtor automóvel alemão, na cidade alemã de Wolfsburgo, e onde estiveram presentes quinze gestores de topo, referia-se à emissão de gases poluentes, sem serem filtrados, com o termo “modo acústico”.

O termo era utilizado internamente pela Volkswagen para se referir ao ‘software’ ilegal utilizado nos motores dos automóveis.

“Falámos do termo e de que se tinha instalado algo de ilegal nos nossos automóveis”, disse ao ‘Bild’ um dos participantes na reunião. Entre os gráficos discutidos na reunião havia um em que se previam duas estratégias diferentes para informar as autoridades norte-americanas.

Na primeira, havia uma opção “defensiva”, que passava por esperar pela aprovação de novos modelos para informar posteriormente, de forma parcial, as autoridades norte-americanas da manipulação, assumindo os riscos e multas elevadas, segundo escreve o diário alemão.

Na segunda, “a ofensiva”, baseava-se em assumir uma total transparência para com as autoridades e pagar multas menores, mas arriscando a autorização de novos modelos.

De acordo com os participantes questionados pelo ‘Bild’, a estratégia adotada pela VW foi “a ofensiva”, mas um dos administradores, Oliver Schmidt, detido este mês nos Estados Unidos por causa do escândalo da manipulação das emissões de gases nocivos, conseguiu mesmo “impor a sua posição”.

Este administrador conseguiu que fosse decidido optar por uma “informação parcial do problema” no caso dos motores Gen 1 e Gen 2.

A Volkswagen já aceitou declarar-se culpada e pagar mais 4,3 mil milhões de dólares (quatro mil milhões de euros) para encerrar os processos judiciais associados aos motores diesel manipulados.

Esta mistura de penalidades civis e criminais vai permitir ao grupo alemão escapar a um processo e soma-se aos 17,5 mil milhões de dólares que este gigante do automóvel já se comprometeu a pagar para cobrir os custos do escândalo, que apareceu à luz do dia em setembro de 2015, nos Estados Unidos (EUA).

O fabricante automóvel, que tem 12 marcas, reconheceu ter participado numa “conspiração” para enganar os clientes e as autoridades norte-americanas, mas também ter feito “obstrução à justiça”, ao destruir documentos para dissimular as suas ações.

No final de 2015, a VW reconheceu ter equipado 11 milhões das suas viaturas no mundo, das quais 600 mil nos EUA, com um programa informático que reduzia o nível real das emissões de gases nocivos quando estas eram controladas.

O Departamento de Justiça dos EUA garantiu que, nos próximos três anos, o grupo vai estar sob controlo apertado, terá de se submeter ao controlo de um auditor independente e aceitou “cooperar plenamente” com as autoridades para processar os empregados da VW implicados na fraude.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O presidente da Volkswagen ter sabido com 2 meses de antecedência não é nada quando comparado com a inacção da Comissão Europeia…

    Segundo esta notícia de Outubro de 2015:
    http://www.tvi24.iol.pt/economia/automovel/volkswagen-venda-de-carros-nos-eua-sobe-apesar-do-escandalo
    tanto a Comissão Europeia como as respectivas autoridades dos Estados Unidos tiveram conhecimento de “irregularidades” 18 meses antes do escândalo rebentar. Nos Estados Unidos investigaram essas irregularidades mas a Comissão Europeia nada fez.

RESPONDER

Kristalina Georgieva exige maior inclusão de mulheres nos mercados de trabalho

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional exigiu esta terça-feira, nos Encontros Anuais, uma maior inclusão de mulheres nos mercados de trabalho, dizendo que quando um país ignora "parte das suas capacidades" enfraquece o desempenho económico. Kristalina …

Cientistas nazis criaram um pesticida alternativo ao DDT (que até era melhor)

Cientistas nazis criaram uma alternativa ao inseticida DDT, que alegadamente seria menos tóxica para os mamíferos e de ação mais rápida. A sua produção viria a terminar abruptamente por intervenção das forças Aliadas. O DDT é …

Operação Rota do Cabo leva à detenção de 22 pessoas

A Procuradoria-geral Distrital de Lisboa (PGDL) anunciou hoje a detenção de 22 pessoas no âmbito a operação Rota do Cabo, efetuada para desmantelar uma alegada rede criminosa de auxílio à imigração ilegal. Em comunicado, a PGDL …

Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um …

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …