Ex-chefe de gabinete da Defesa assume ter recebido memorando sobre Tancos

Paulo Cunha / Lusa

Guarita abandonada no complexo militar de Tancos

O general Martins Pereira, antigo chefe de gabinete do ministro da Defesa Azeredo Lopes, assumiu pela primeira vez ter recebido documentação sobre a operação em Tancos. 

Em declarações à RTP, Martins Pereira confirmou ter recebido um memorando sobre a operação das armas recuperadas de Tancos, revelando que entrou a documentação ao  Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

“A documentação verdadeira foi entregue hoje no início da tarde, no DCIAP, pelos serviços do meu advogado”, adiantou o chefe do gabinete, admitindo pela primeira vez ter na sua posse o documento desde novembro de 2017.

Até então, Martins Pereira já tinha assumido na última quinta-feira a existência de uma reunião no Ministério da Defesa com o então diretor da PJM, o coronel Luís Vieira, e o major Vasco Brazão, investigador daquela polícia. O antigo chefe de gabinete de Azeredo Lopes tinha admitiu o encontro, sem revelar o seu propósito.

Martins Pereira não revela se o Ministro da Defesa estava ou não a par da situação. Azeredo Lopes já reiterou que não tinha conhecimento da documentação.

“Queria dizer categoricamente que é totalmente falso que eu tenha tido conhecimento de qualquer encobrimento neste processo. Não tive conhecimento de qualquer facto que me permitisse acreditar que terá havido um qualquer encobrimento na descoberta do material militar de Tancos”, garantiu Azeredo aos jornalistas em Bruxelas.

Por sua vez, Vasco Brazão, pediu para ser ouvido novamente. De acordo com o seu advogado, Ricardo Sá Fernandes, o major pretende entregar memorando apresentado em novembro ao ex-chefe de gabinete de Azeredo Lopes.

Sá Ferandes disse ainda que “só há um memorando”, esperando que antigo chefe de gabinete “honre a verdade”.

Martins Pereira agiu de acordo com o seu dever

“O senhor general Martins Pereira agiu, com certeza, de acordo com o que considerou ser o seu dever”, comentou nesta quarta-feira em declarações ao Público o ministro da Defesa, referindo-se à entrega do memorando sobre a encenação em Tancos – sem responder se viu esse documento.

O assunto aqueceu o debate parlamentar desta quarta-feira. Fernando Negrão, líder de bancada do PSD, perguntou insistentemente a António Costa se tinha conhecimento do memorando em causa. O primeiro-ministro garantiu que não tem conhecimento do documento, tal como não tem o ministro da Defesa Azeredo Lopes.

Negrão retorquiu, dizendo achar “muito estranho” que o ex-chefe de gabinete não tenha transmitido essa informação ao ministro. E Costa atirou com outra insinuação: “Como é que sabe se o documento é ou não importante. O que sabe que não nos quer contar?”

“Um dia haveremos de saber o que é que cada um sabia sobre esta história de Tancos”, disse o primeiro-ministro.

Também Marcelo Rebelo de Sousa falou sobre o tema, reafirmando que deve ser apurado “tudo o que é preciso apurar”. “Quanto à devolução das armas, mas também, não esqueçamos, quanto ao furto”, disse o Presidente da República.

“Às tantas fala-se da devolução, imenso, mas para haver devolução é porque elas [as armas] primeiro foram furtadas. Quanto às duas situações, [tudo] deve ser apurado integralmente, doa a quem doer”, sublinhou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Mas o ex-chefe de gabinete entregou agora o memorando? Já não é chefe de gabinete à imenso tempo. Quer dizer que o levou para casa? Será?
    Tudo tão preocupado com a devolução das armas, mas vejo pouca gente, preocupada em como foram roubadas e quando.
    Penso que todos deveríamos querer saber como e porquê foi efectuado o roubo.

    • Caro mv
      O ex militar responsável pelo assalto está preso e a polícia conhece a identidade dos restantes elementos.
      O assalto deixou de ser notícia.
      Notícia é o facto de autoridades militares e do governo terem encenado uma entrega de material, para protegerem o assaltante, à margem do MP e da PJ civil. Notícia é principalmente o ministro ter ajudado a esconder durante um ano essa informação. Pedirá a demissão depois do OE aprovado.

      • Primeiro, não houve nenhum assalto – foi um furto!!
        Nem é claro que os elementos responsáveis já estejam todos identificados…
        Também não há qualquer prova de que o ministro tótó (que nunca sabe de nada!), tenha ajudado (ou sequer sabido) da encenação!
        Depois, como é natural, a justiça não precisa de estar a toda a hora em directo nas TV’s (como a casa dos segredos), portanto, é óbvio que a PJ continua com a investigação e, nas “noticias”, continua o circo politico com o Ministro da Defesa e a oposição a fazerem as cenas tristes do costume!…

  2. É caso para perguntar para que servem chefes de gabinete e ministros, será que recebem documentos importantes e os deitam para o lixo?

RESPONDER

Minicérebro criado em laboratório consegue contrair músculos

Cientistas criaram em laboratório um minicérebro que se conectou espontaneamente à medula espinal de uma cobaia. O organóide foi também o primeiro da história a iniciar o movimento muscular. Composto por cerca de dois milhões de …

Orangotango sedado encontrado na bagagem de passageiro russo

Um turista russo que tentava traficar um orangotango foi detido em Bali, Indonésia, na sexta-feira. Andrei Zhestkov queria levar o animal para a Rússia e transformá-lo num animal de estimação. As autoridades do aeroporto indonésio decidiram …

Freddie Mercury quis que Mary Austin escondesse as suas cinzas (e já se sabe porquê)

Freddie Mercury é um dos ícones inquestionáveis da história da música. A sua maneira de entender o rock, a sua voz e a sua maneira de se mover no palco fizeram dele um dos melhores …

Fotógrafo pessoal de King Jong-un foi despedido. Estava demasiado perto

O fotógrafo pessoal do governante norte-coreano Kim Jong-un foi despedido do seu cargo e expulso do Partido Trabalhista por violar a "regra dos dois metros", ao tirar fotografias do líder supremo a uma distância muito …

Suplementos alimentares não previnem a depressão

A toma de suplementos alimentares mostrou-se incapaz de prevenir a depressão, segundo um estudo realizado em mais de mil pessoas de quatro países europeus. Os investigadores quiseram testar se a toma de suplementos nutricionais ou alimentares, …

A Wikipédia esteve em baixo (e foi de propósito)

Quatro linguagens da Wikipédia estiveram em baixo na quinta-feira: alemão, eslovaco, checo e dinamarquês - e não foi um erro técnico. Foi um protesto contra a nova lei que provavelmente será aprovada pelo Parlamento Europeu na próxima …

Cruzeiro à deriva na Noruega. Mais de 1300 pessoas resgatadas de helicóptero

Um navio de cruzeiro com cerca de 1.300 passageiros a bordo encontra-se, este sábado, à deriva na costa norueguesa, enfrentando um estado de tempo adverso, com vento forte. "O navio de cruzeiro Viking Sky lançou um …

“Coletes amarelos” passam despercebidos em Paris

Com os locais habituais de manifestação interditos e reforço militar junto às principais instituições francesas, os “coletes amarelos” são ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre turistas e parisienses. A manhã na capital …

Número de mortos em Moçambique sobe para 417

O número de mortos em Moçambique devido à passagem do ciclone Idai subiu para 417, anunciou este sábado o ministro do Ambiente moçambicano, Celso Correia, citado pela agência Reuters. O governante acrescentou que a situação …

Criação de novo centro orientado para as smart cities em debate numa conferência em Lisboa

Representantes de empresas ligadas à inovação e ao setor público vão participar num debate, na terça-feira, em Lisboa, para debater a importância das cidades inteligentes e a possibilidade de criação de um novo centro de …