Europa alarga restrições. Alemanha limita festas, Eslováquia em emergência e Itália não facilita

Manuel de Almeida / Lusa

Os país europeus estão a anunciar novas medidas restritivas contra a covid-19, num altura em que o número de infeções voltou a aumentar e o inverno está a chegar.

De acodo com o Diário de Notícias, a chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu ações locais para evitar um novo confinamento nacional – uma vez que “uma reação é necessária” perante o crescimento do número de casos de covid-19 no país.

Com muitas infeções estão ligadas a festas de casamento e outras reuniões familiares e sociais, Merkel Merkel frisou que é “veementemente recomendado” que as pessoas limitem as listas de convidados a apenas dez em cada casa nas regiões mais afetadas. A decisão, contudo, cabe aos governos regionais.

Quanto a eventos públicos, nas regiões onde as taxas de infeção atinjam 35 por 100 mil pessoas, haverá um limite máximo de 50 pessoas em reuniões em espaços públicos ou locais alugados. Se as taxas de infeção forem de 50 por 100 mil pessoas, apenas 25 pessoas serão permitidas em reuniões públicas.

Merkel pediu ainda aos alemães para ficarem na Alemanha durante as férias escolares de outono.

Além disso, vai haver multas de pelo menos 50 euros para os clientes que não fornecerem informações verdadeiras de contacto quando jantam em restaurantes.

Espanha propõe maiores restrições

O Ministério da Saúde espanhol anunciou esta quarta-feira que vai propor ao Conselho Interterritorial medidas para limitar a mobilidade e horários em todas as cidades do país com mais de 100 mil habitantes onde existe alta incidência da pandemia.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde de Espanha, Salvador Illa, após uma reunião do grupo covid-19 realizada esta tarde entre o Governo central e os responsáveis pela comunidade de Madrid, na qual foi alcançado um acordo de princípio sobre medidas restritivas.

As restrições serão aplicadas imediatamente aos municípios com incidência cumulativa de mais de 500 casos de infeção por 100 mil habitantes num período de 15 dias, positividade superior a 10% nos testes PCR e com índice de ocupação acima de 35% nas unidades de cuidados intensivos (UCI) ao nível regional.

O ministro manifestou-se satisfeito com o acordo alcançado com a comunidade de Madrid, que se estenderá ao resto das comunidades, embora tenha alertado que teria sido necessário agir “muito mais cedo” e com números de incidências “muito mais baixos”.

Países Baixos limitam festas e Itália não facilita

O Governo dos Países Baixos impõe, a partir desta quarta-feira, medidas como a possibilidade de convidar apenas até três pessoas para uma casa particular, o encerramento de restaurantes no máximo às 22h, a proibição de público em eventos desportivos e o limite de capacidade de grupos até 30 pessoas em ambientes internos e 40 em ambientes externos.

Será ainda aplicada a recomendação do uso de máscaras dentro de lojas de grandes cidades (Amesterdão, Roterdão e Haia) – uma medida bastante polémica que, até aqui, o Governo sempre defendeu como de pouca utilidade para conter infeções.

Já a Itália, que tem um número de infeções muito abaixo em relação a França, Espanha ou Reino Unido, não quer facilitar e o Governo quer manter as restrições em vigor além de 7 de outubro, data em que finaliza o estado de emergência decretado em 31 de janeiro. “Temos de pedir o prolongamento” do estado de emergência, afirmou a vice-ministra da Saúde, Sandra Zampa.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse esta terça-feira que é necessária a “responsabilidade” de todos. Conte exclui um novo confinamento total do país, mas, se for necessário, os encerramentos podem ser realizados por zonas.

Esta terça-feira, entrou em vigor uma portaria do autarca de Bolonha, em cujo centro histórico será obrigatório o uso de máscara durante o fim de semana, das 18h de sexta-feira até à meia-noite de domingo. Na região da Campânia, é obrigatório o uso de máscaras ao ar livre, como nas ruas do centro histórico da cidade de Génova até 4 de outubro.

No resto de Itália, as máscaras são obrigatórias em ambientes fechados, mas ao ar livre apenas entre as 18h e as 6h se for numa zona com muita gente.

Eslováquia e República Checa em estado de emergência

O Governo da Eslováquia deve anunciar esta quarta-feira a declaração de novo estado de emergência, dado o aumento de casos. Na República Checa, as autoridades tencionam seguir a mesma estratégia.

Na Eslováquia, a partir de 1 de outubro, haverá interdição de todos os eventos desportivos e culturais, bem como os serviços religiosos. Os casamentos e as cerimónias fúnebres só serão autorizados se todos os participantes provarem ter testes negativos à covid-19.

Os restaurantes, bares e cafés vão fechar às 22h, as pessoas que não residam na mesma casa terão de respeitar uma distância de dois metros e, no exterior, é obrigatório o uso de máscara.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Documentos mostram que assassinos de Khashoggi usaram aviões de empresa controlada pelo príncipe herdeiro

Documentos judiciais revelam que os dois jatos particulares usados ​​pelos supostos assassinos do jornalista Jamal Khashoggi pertenciam a uma empresa que, menos de um ano antes, tinha sido apreendida pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita. Os …

António Guterres agradece confiança do Governo português

O secretário-geral da ONU expressou, esta quarta-feira, agradecimento e humildade por receber o apoio oficial do Governo português para um segundo mandato e prometeu fazer de tudo para continuar a ser digno da renomeação. "O secretário-geral …

Israel identifica cidadãos que não foram vacinados. Na Galiza, quem recusar vacina arrisca multa

O Parlamento israelita autorizou esta quarta-feira o Ministério da Saúde a comunicar às entidades públicas do país as identidades de pessoas não vacinadas contra a covid-19, levantando preocupações sobre a privacidade dos cidadãos que recusam …

Testes por saliva usados em eventos-piloto antes de festivais de verão

Os agentes ligados a festivais e concertos e a Direção-Geral de Saúde (DGS) vão realizar várias experiências-piloto para se perceber em que moldes se podem concretizar os festivais de música no verão. Uma das ideias é …

Mais 49 mortes e 1.160 casos de covid-19. Há menos doentes internados do que no Natal

O boletim divulgado esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que foram registados 1.160 novos casos de covid-19 em Portugal. Nas últimas 24 horas, morreram 49 pessoas. Portugal registou, esta quinta-feira, 1.160 novos casos de …

Bruxelas vai rever regras de uso de telemóvel em roaming

A Comissão Europeia vai rever as regras sobre o roaming do telemóvel, ajustando as tarifas máximas e aumentando a transparência, tendo em vista que o regulamento em vigor caduca a 30 de junho de 2022. Segundo …

Amnistia Internacional retira estatuto de prisioneiro de consciência a Navalny

A Amnistia Internacional anunciou que não pode considerar o principal opositor russo um "prisioneiro de consciência" devido a algumas declarações nacionalistas e xenófobas feitas por si no passado. Esta informação foi revelada, na terça-feira, pelo jornalista …

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …