EUA exigem julgamento justo para “número 2” de Carlos Ghosn

Os Estados Unidos exigem ao Japão um julgamento justo para Greg Kelly, norte-americano braço direito de Carlos Ghosn, sob o perigo de as relações entre os dois países ficariam em risco.

Greg Kelly, norte-americano braço direito de Carlos Ghosn, foi preso no Japão em novembro de 2018, juntamente com o antigo presidente da Renault, enquanto esperavam por uma acusação formal e pelo julgamento.

Apesar de Ghosn ter conseguido fugir do país, estando agora no Líbano, Kelly continua no Japão sem acusação, sem direitos e sem possibilidade de se defender há 16 meses.

Entretanto, várias dezenas de quadros da Nissan foram apanhados a receber verbas não declaradas ao fisco, de que resultou o afastamento da empresa e o pagamento de uma pequena multa. A própria marca, que recorria ao esquema, também foi penalizada, mas escapou com multa. Só os executivos estrangeiros em representação da Renault foram presos.

Nesta conjuntura, três senadores dos estados em que a Nissan tem fábricas e muitos executivos exigem que o Japão respeito os direitos de Kelly, ameaçando que não respeitar os seus direitos pode fazer perigar as relações bilaterais

Segundo a Automotive News, três senadores – Roger Wicker, Lamar Alexander e Marsha Blackburn – pressionaram o Governo japonês para assegurar um julgamento justo a Greg Kelly. Os senadores fizeram saber que, caso o Governo persistisse na sua conduta, as relações entre os dois países ficariam em risco.

Num comentário publicado no Real Clear Politics, citado pelo Observador, os três senadores criticaram a forma como o americano ex-funcionário da Nissan está a ser tratado, o que incluiu um período passado na solitária de uma prisão em Tóquio.

Segundo eles, a experiência de Kelly deverá levar todos os americanos a pensar bem antes trabalhar numa empresa no Japão, uma vez que não parecem estar garantidos os direitos básicos aos executivos estrangeiros.

Por outro lado, Kelly e a sua família não acreditam que o ex-quadro da Nissan possa aspirar a um julgamento justo, porque dificilmente se poderá defender sem o testemunho de Ghosn.

Carlos Ghosn, ex-presidente do conselho de administração e ex-presidente executivo do grupo Nissan e da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, foi detido em Tóquio em 19 de novembro de 2018 por suspeita de abuso de confiança e evasão fiscal.

Detido vários meses no Japão, o empresário foi libertado em março de 2019, após o pagamento de uma caução. Foi novamente detido e outra vez libertado sob caução. O Ministério Público (MP) de Tóquio informou que a última detenção do ex-presidente da Nissan justifica-se pela suspeita de que Carlos Ghosn desviou cinco milhões de dólares, cerca de 4,4 milhões de euros.

Ghosn ficou sob detenção domiciliária, a aguardar julgamento por evasão fiscal, entre outros crimes.

A notícia da fuga de Carlos Ghosn apanhou de surpresa as autoridades nipónicas. Os serviços de estrangeiros e fronteiras não tinham qualquer informação sobre a saída de Ghosn. Ghosn terá usado um avião particular com destino à Turquia e depois ao Líbano. Ghosn ter-se-á escondido numa caixa destinada a equipamentos musicais.

Ghosn terá entrado no Líbano com um passaporte francês. O objetivo da fuga seria encontrar um ambiente jurídico mais favorável para Ghosn. O Líbano tinha iniciado contactos com o governo japonês para que o gestor fosse julgado em Beirute.

Desconhece-se ainda como Carlos Ghosn conseguiu escapar para a capital do Líbano e quando começou a preparar o plano que segundo o próprio foi elaborado “sozinho”. No entanto, as autoridades estão a tentar perceber se houve cúmplices.

O Líbano recebeu um mandado internacional da Interpol para a detenção do ex-presidente da Renault-Nissan. As autoridades turcas já detiveram e colocaram sob custódia sete pessoas, incluindo quatro pilotos, todos suspeitos de ajudar Ghosn a fugir do Japão para o Líbano.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

UE em rota de colisão com a Polónia. Em causa estão os crimes de ódio

A relação entre a União Europeia e a Polónia está cada vez mais comprometida. As duas partes têm chocado no que toca à discussão dos crimes de ódio. No seu primeiro discurso sobre o estado de …

Leixões nega ter colocado adeptos na bancada a ver um jogo

Episódio aconteceu numa partida de voleibol em Gondomar. Presidente garante que jovens pertencem aos órgãos sociais do clube, Federação não confirma a identidade à entrada. A Supertaça de voleibol começou, no Grupo B, com o duelo …

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …