Líbano recebe mandado internacional da Interpol para deter Carlos Ghosn

WEF / Flickr

Carlos Ghosn, Chairman e CEO da Renault-Nissan Alliance

As autoridades turcas já detiveram e colocaram sob custódia sete pessoas, incluindo quatro pilotos, todos suspeitos de ajudar Ghosn a fugir do Japão para o Líbano.

O ministro da Justiça libanês disse esta quinta-feira que recebeu um mandado internacional da Interpol para a detenção do ex-presidente da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, que fugiu do Japão para o Líbano.

Albert Serhan disse à agência de notícias Associated Press (AP) que o aviso vermelho (Red Notice) da Interpol para o antigo presidente da Nissan foi recebido pela manhã através da procuradoria libanesa. Entretanto, na Turquia, sete pessoas foram detidas, incluindo quatro pilotos, todas suspeitas de ajudar na fuga do empresário.

Os chamados avisos vermelhos da Interpol são solicitações às agências policiais em todo o mundo para que localizem e detenham provisoriamente um fugitivo procurado. Numa fuga rocambolesca, o antigo patrão da Renault-Nissan chegou segunda-feira ao Líbano, onde o seu paradeiro exato continua desconhecido.

As autoridades turcas detiveram já várias pessoas suspeitas de ajudar Carlos Ghosn na sua fuga do Japão, onde estava a ser processado, para o Líbano, divulgaram os media locais.

Segundo a agência de notícias DHA, a polícia deteve e colocou sob custódia sete pessoas, incluindo quatro pilotos, todos suspeitos de ajudar Ghosn (que tem nacionalidade brasileira/francesa e libanesa) a viajar para o Líbano a partir de um aeroporto em Istambul, onde o antigo responsável máximo da Renault-Nissan fez uma escala após fugir do Japão.

O Ministério do Interior turco abriu uma investigação para determinar as condições em que Ghosn conseguiu transitar pela capital turca, informou o canal de notícias NTV, citado pela agência de notícias AFP.

A fuga de Ghosn do Japão, onde é acusado de fraude e desvio de dinheiro e foi colocado em prisão domiciliária após 130 dias de prisão, constitui uma reviravolta espetacular num caso extraordinário que viu a queda de um dos líderes mais poderosos do setor automóvel.

Entretanto, a imprensa noticia também que procuradores japoneses também efetuaram uma rusga em casa do antigo presidente da Nissan no Japão. Carlos Ghosn não será extraditado se for para a França, disse ainda a secretária de Estado da Economia francesa, Agnès Pannier-Runacher, no canal BFMTV.

Se o senhor Ghosn vier para França, não o extraditaremos, isso porque a França nunca extradita os seus nacionais. Portanto, aplicamos ao senhor Ghosn e a todos as mesmas regras do jogo”, disse a secretária de Estado.

No entanto, Agnès Pannier-Runacher considerou que Ghosn não deveria ter fugido dos tribunais japoneses.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …