DGS retifica “erro de contagem”. Beja já pode avançar para a 3.ª fase de desconfinamento

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que Beja era um dos sete concelhos que não passavam para a terceira fase do desconfinamento. Paulo Arsénio, presidente da Câmara Municipal de Beja, disse que os dados estavam errados e a DGS corrigiu-os esta manhã.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara Municipal de Beja, afirmou esta quinta-feira que houve “um erro de contagem” e que o município devia avançar para a terceira fase do desconfinamento, noticia o Observador.

Após o anúncio do primeiro-ministro, António Costa, o autarca disse, em declarações à SIC Notícias, que “os dados de que a autarquia dispõe colocam-nos claramente abaixo dos 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias”. “Beja não está a pedir nenhum favor especial, a fórmula é matemática, precisa”, afirmou.

Esta sexta-feira, pelas 11h, a Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou que “procedeu a uma retificação da incidência cumulativa de covid-19 a 14 dias por 100 000 habitantes, no concelho de Beja, para o período de 31 de março a 13 de abril de 2021″.

Assim sendo, a incidência cumulativa “é de 107 casos por 100 000 habitantes”, o que significa que Beja pode prosseguir para a terceira fase do desconfinamento, avança o Diário de Notícias.

António Costa anunciou que Beja era um dos sete concelhos que continua acima dos 120 casos por 100 mil habitantes e, portanto, não passaria para a terceira fase do desconfinamento. No entanto, o autarca socialista garantiu que o município tem apenas 107 casos por 100 mil habitantes.

“Entendemos que estamos na presença de um erro, os erros acontecem, são 308 municípios.” De acordo com os últimos dados, Beja tem apenas 24 casos ativos e, por isso, o autarca disse ter a “expetativa de que esta decisão seja revertida” – o que acabou, de facto, por acontecer.

Critérios “prejudicam” municípios menos populosos

Há sete concelhos que não transitam para a terceira fase do desconfinamento e quatro onde será preciso dar um passo atrás já na próxima segunda-feira, 19 de abril.

Filipe Santana Dias, autarca de Rio Maior (um dos concelhos deste último grupo que irá recuar), está preocupado com a economia do município, principalmente com as pequenas e médias empresas que vivem “da caixa registadora e que a cada dia que passa têm menos condições de venda”.

“Temos 33 casos ativos e importa que possamos não perder o foco, mas não perder também o discernimento porque, em fevereiro, este concelho tinha 647 casos ativos. Num concelho com 21 mil habitantes, 33 casos, sendo preocupante, não é o fim do mundo. E, no entanto, o concelho fecha, o que é, na nossa opinião, injusto, mas rácios são rácios e que eles tinham que ser estabelecidos ninguém tem dúvida”, disse ao Público.

Álvaro Azevedo, autarca de Moura, outro dos concelhos que vai recuar para o nível 1 do desconfinamento, confessou que já esperava que esta medida fosse anunciada.

“Temos vindo a alertar para esse facto. Tínhamos consciência de que estávamos numa situação sensível, mas compará-la com a situação de outras cidades com esta forma de cálculo é completamente absurdo”, disse, em declarações à RTP3.

“Quem ouve isto pensa que a situação está descontrolada em Moura, o que não é verdade. Hei de repetir isto vezes sem conta: esta fórmula de cálculo é altamente prejudicial para os municípios menos populosos. Tivemos um surto entre 17 e 30 de março num estabelecimento de ensino e isso, obviamente, fez subir exponencialmente a taxa de incidência”, justificou o autarca, à Lusa.

Além de Rio Maior e Moura, Odemira e Portimão também fazem parte do grupo de quatro concelhos que recuarão para o primeiro nível do plano de desconfinamento por terem registado, em duas avaliações consecutivas, um índice de transmissibilidade superior a 1 e uma incidência de novos casos por 100 mil habitantes superior a 120.

João Grilo, presidente da Câmara de Alandroal – um dos sete municípios que ficam, pelo menos durante mais duas semanas, no segundo patamar do plano – acha “injusto e penalizador” o seu concelho não passar à fase seguinte, defendendo que deviam ser refletidos “os dados mais recentes”.

Neste concelho, foram registados, nos últimos 14 dias, “quatro casos” de covid-19. “Poderíamos ter ficado de fora” da manutenção das restrições da segunda fase de desconfinamento “se fosse tido em conta os dados mais recentes”.

José Rolo, autarca de Albufeira, afirma que vai ser iniciada a testagem massiva à população para tentar deter surtos no concelho e conseguir avançar no processo de desconfinamento daqui a 15 dias.

Além de Alandroal e Albufeira, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela não vão avançar para a terceira fase de desconfinamento.

  Liliana Malainho, ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ai-Da, a robô artista, foi detida no Egito antes da sua mais recente exposição

Ai-Da, a primeira robô artista ultrarrealista do mundo, foi detida pelas autoridades egípcias na alfândega por "questões de segurança". De acordo com o jornal The Guardian, está previsto que Ai-Da apresente o seu último trabalho na …

Albertina Museum, em Viena, na Áustria

Cansados de ver posts removidos por nudez, museus de Viena aderiram ao OnlyFans

Cansados de ver as obras de arte que partilhavam nas redes sociais removidas por serem demasiado "explícitas", vários museus austríacos decidiram abrir uma conta na plataforma mais liberal OnlyFans. No passado, tanto o Conselho de Turismo …

O pior desastre nuclear da história dos EUA pode ter sido fruto de uma brincadeira

O SL-1 era um reator nuclear experimental de baixa potência, localizado no Idaho, nos EUA, que tinha como objetivo fornecer energia a pequenas instalações militares remotas no início dos anos 1960. O reator acabou por ficar …

PJ deteve quarto suspeito da morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, ao final da tarde desta quinta-feira, um quarto suspeito da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Durante a tarde de hoje, em conferência …

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a ministra da Saúde, Marta Temido

Saúde, Trabalho e Cultura. As medidas aprovadas pelo Governo para facilitar a negociação do OE

Novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde, Agenda do Trabalho Digno e a versão final do Estatuto dos Profissionais da Cultura foram os grandes destaques da conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta …

Banido do Facebook, Donald Trump aposta na criação da sua própria rede social

Nova rede social deverá estar disponível a partir do início do próximo ano e é uma resposta do antigo presidente às empresas que o decidiram banir. O antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou o …

Um cigarro aceso

"Fumar mata." Deputados britânicos querem que o aviso seja impresso em cada cigarro

Para desencorajar os fumadores, os deputados britânicos querem imprimir o slogan "Fumar mata" em cada cigarro de um maço de tabaco. Deputados britânicos apresentaram, no Parlamento, uma emenda à Lei de Saúde e Cuidados de Saúde …

Ludogorets 0-1 Braga | Horta bracarense dá frutos cedo

O Sporting de Braga conseguiu um importante triunfo por 1-0 na deslocação ao terreno do Ludogorets, no Grupo F da Liga Europa. A formação lusa não quis perder tempo e marcou logo aos sete minutos, por …

PJ admite mais pessoas envolvidas na morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu, esta quinta-feira, que estejam mais pessoas envolvidas na morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Os dados foram avançados esta tarde, em conferência de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo continua a "desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o OE passar"

O Presidente da República afirmou, esta quinta-feira, que continua "a desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o Orçamento passar" e considerou que os próximos dias, com reuniões partidárias até ao fim-de-semana, "são …