Com 24 infetados, bastam nove para Moura passar a linha vermelha. “Forma de cálculo é vergonhosa”

Mário Cruz / Lusa

O concelho de Moura tem 24 casos ativos. Bastam apenas nove infetados para que seja ultrapassada a linha vermelha estabelecida pelo Governo. 

Álvaro Azedo, presidente da câmara de Moura, disse à TSF que a forma de cálculo para o desconfinamento é vergonhosa e não faz justiça aos esforços dos pequenos municípios.

“Temos 24 casos ativos à data de hoje, ainda não sabemos o que a Páscoa nos trouxe. Para ficarmos numa situação difícil, o amarelo, faltam 16 pessoas. Para ficarmos no vermelho faltam-nos 33. Esta forma de cálculo é vergonhosa e a forma como tratam os municípios mais pequenos coloca-nos num patamar onde não devíamos estar“.

Segundo o autarca, o concelho tem feito de tudo e tem cadeias de transmissão plenamente identificadas. Para Álvaro Azedo, problema não é a testagem, é a forma de cálculo.

“Fazemos testagem desde sempre, só por conta da câmara já fizemos uns quatro mil testes. Fez-se a testagem que se tinha de fazer, identificaram-se as cadeias de transmissão, quem tinha de ficar em casa ficou em casa, quem teve de fazer tratamento fez tratamento”, afirmou.

O autarca lembrou que, se o concelho não conseguir avançar no desconfinamento, o efeito da pandemia vai ser ainda mais devastador.

“Que impacto é que tem na economia se não evoluirmos, um município pequenino como o de Moura, que vive do pequeno comércio e das suas microempresas? Tem sido devastador. É preciso olhar para o país de uma forma diferente porque também lutamos contra a pandemia de uma forma diferente, de uma forma muito mais organizada do que outros municípios de maior dimensão”, acrescentou.

Na semana passada, o primeiro-ministro, António Costa, reuniu-se através de videoconferência com os presidentes de câmara dos sete concelhos do país que apresentam maior taxa de incidência de covid-19. Em causa estavam os concelhos de Alandroal, Carregal do Sal, Moura, Odemira, Portimão, Ribeira de Pena e Rio Maior.

Na altura, já a Câmara Municipal de Odemira admitia aplicar uma cerca sanitária no concelho para evitar novos casos se as autoridades de saúde não mudarem a forma como calculam a taxa de incidência que define as linhas vermelhas do Governo.

Também o presidente da Câmara de Alandroal disse que os critérios de risco devem ser revistos, porque podem induzir em erro. João Nunes, presidente da Câmara de Barrancos, concordou. Este município tinha, na semana passada, quatro casos de covid-19. Se tivesse mais dois contágios, era atingido o limite estabelecido pelo Governo.

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É… É bem vergonhoso… Ou talvez não! Se calhar se tivessem mais cuidado e prevenissem em vez de reagir e queixar-se, talvez os “cálculos injustos” não fossem necessários!. Mas mais vergonhoso é o comportamento do povo que se continua a desleixar á espera da altura em que se tenha de dizer… “Outra vez confinamento?” Isso sim é bem mais vergonhoso que qualquer forma de cálculo!

RESPONDER

Auditoria às sondagens das autárquicas. Não houve erro, mas "mecanismos" que mudaram opiniões

A auditoria interna realizada pela Intercampus às sondagens pré-eleitorais das últimas eleições autárquicas, que foram muito criticadas, não detetou erros. Assim, o que pode explicar as divergências são "mecanismos" que fazem mudar a opinião das …

Partidos alertam que demora no leilão do 5G está a atrasar a rede de alta velocidade em Portugal

O leilão para a quinta geração de comunicações móveis (5G) dura há quase 200 dias e está a atrasar a implementação da rede de alta velocidade em Portugal. Neste sentido, os partidos, tanto à esquerda como …

Rainha Isabel II está "bem-disposta" depois de passar noite no hospital e já voltou a Windsor

A visita ao hospital de Isabel II foi preventiva e nada teve a ver com a covid-19, confirmou a família real. A monarca vai continuar a descansar nos próximos dias. Depois de ter passado uma noite …

Caso Gabby Petito. Restos mortais encontrados pertencem ao namorado da jovem

As autoridades norte-americanas confirmaram que os restos mortais encontrados na quarta-feira são de Brian Laundrie. Identificação foi feita através de registos dentários. “No dia 21 de outubro de 2021, uma comparação de registos dentários confirmou que …

Rui Rio, líder do Partido Social Democrata (PSD)

Rui Rio apresenta hoje recandidatura à liderança no Porto

Depois de semanas a manter o tabu sobre a sua recandidatura, Rio decidiu mesmo avançar contra Paulo Rangel. O eurodeputado já saudou a decisão. O presidente do PSD, Rui Rio, apresenta hoje publicamente a sua recandidatura …

Trabalho não declarado passa a ser crime com pena de prisão até 3 anos

O Governo aprovou uma proposta de alteração à legislação laboral que prevê a criminalização do trabalho totalmente não declarado, com pena de prisão até três anos ou multa até 360 dias. Esta medida de combate ao …

"Não é o arguido que decide ter Alzheimer." Advogado de Salgado critica recusa em suspender o processo

Depois de o juiz que está a julgar o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), no âmbito da Operação Marquês, ter recusado suspender o julgamento, Francisco Proença de Carvalho critica a decisão. O julgamento continua …

Poiares Maduro diz que crise política será “responsabilidade” de Costa - e deixa duras críticas a Rio

Miguel Poiares Maduro considera que geringonça criou uma bipolarização no país. O ex-ministro de Pedro Passos Coelho responsabiliza o primeiro-ministro caso haja uma crise política em Portugal. Numa entrevista ao Diário de Notícias, o jurista refere …

Abdul Fatawu Issahaku, futebolista ganês de 17 anos.

Sporting contrata pérola africana que esteve perto de assinar pelo Liverpool

O Sporting terá assegurado a contratação de Abdul Fatawu Issahaku, jovem promessa de 17 anos que estava a ser seguido pelo Liverpool. No Gana, fala-se que Abdul Fatawu Issahaku, extremo ganês de 17 anos que foi …

Com recados de Merkel sobre a Polónia e as migrações em cima da mesa, líderes da UE encerram Conselho Europeu

Ainda sem uma resolução definitiva sobre o Estado de Direito da Polónia, a chanceler alemã deixou recados no seu 107º e último Conselho Europeu. A questão das migrações é um dos temas na agenda no …