Equipa de peritos internacionais já terminou investigação aos Panama Papers

Matthew Straubmuller / Flickr

Cidade do Panamá, no Panamá

Cidade do Panamá, no Panamá

O comité de peritos criado na sequência do escândalo “Panama Papers” para avaliar as práticas financeiras no país e sugerir medidas de combate à evasão fiscal terminou o seu trabalho, anunciou o Governo panamiano.

“Estamos impacientes para conhecer as recomendações do comité”, disse na quinta-feira a vice-presidente do Panamá, Isabel de Saint Malo, que espera receber formalmente um relatório nos próximos dias.

Os Panama Papers, mais de 11 milhões de documentos da sociedade de advogados Mossack Fonseca foram divulgados em abril pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e revelam a utilização de paraísos fiscais que escondem os rendimentos de pessoas e empresas de todo mundo.

O Nobel da Economia Joseph Stiglitz fez parte do comité de peritos criado após o escândalo dos “Panama Papers”, mas demitiu-se porque o Governo panamiano recusou comprometer-se a divulgar o resultado da investigação.

O especialista em direito penal suíço Mark Pieth renunciou igualmente ao cargo.

O comité foi criado a 30 de abril pelo Governo de Juan Carlos Varela para avaliar as práticas dos serviços financeiros do Panamá, depois da revelação dos Panama Papers.

Os estatutos do comité explicitam que o governo do Panamá tem autoridade exclusiva sobre o conteúdo dos trabalhos e que os membros do comité se comprometem a não divulgar os resultados.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O colossal drone solar da Boeing vai voar em 2019

A Aurora Flight Sciences, subsidiária da Boeing, vai lançar em 2019 o seu drone solar Odysseus, que terá a capacidade voar durante meses de forma autónoma e o objectivo de dar acesso Internet a todo …

Justiça brasileira proíbe TV de divulgar inquérito sobre morte de Marielle Franco

A decisão judicial de proibir a emissão de reportagens sobre a investigação do assassinato da vereadora carioca responde a um pedido da polícia do Rio de Janeiro e do Ministério Público. A emissora afirma que …

Relatório revela 71 locais com elevado risco de inundações em Portugal

Portugal tem 71 zonas com elevado risco de inundação, de acordo com um relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que analisou fenómenos extremos ocorridos, fazendo previsões para o futuro. O relatório "Avaliação Preliminar do Risco …

Cinco pessoas mortas por intoxicação de CO em Vila Real

Cinco pessoas da mesma família morreram este domingo, devido a uma intoxicação, no concelho de Sabrosa, distrito de Vila Real, adiantou à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Vila Real. A …

O discurso de ódio já está em Portugal

O diretor da Amnistia Internacional Portugal, Pedro Neto, alertou, em entrevista à agência Lusa, para a presença do discurso de ódio em Portugal, apontando o combate à discriminação como o maior desafio atual dos direitos …

Menino francês suicida-se após castigo por usar telemóvel na escola

Um menino de 11 anos suicidou-se na cidade de Beausoleil, perto do Mónaco, no sul da França, depois de ter recebido um castigo no colégio por ter usado o telemóvel na sala de aula. A criança, …

X-59: A nova aeronave supersónica experimental da NASA entrou em produção

A Lockheed Martin iniciou a produção do avião supersónico experimental X-59, um contrato, encomendado pela NASA, no valor estimado de cerca de 230 milhões de euros. O X-59 surgiu como a solução da empresa norte-americana para …

Hitler abraçou uma menina judia. 85 anos depois, a foto foi a leilão

Uma foto de 1933 mostra o ditador nazi ao lado de uma menina de seis anos de idade cuja avó era judia. A imagem, com uma dedicatória assinada por Hitler, foi arrematada em leilão por …

A Ciência determinou o pior ano da história da Humanidade

A Ciência determinou: 536 d.C foi o pior ano para a Humanidade. Esta é a conclusão de um estudo levado a cabo por uma equipa de cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Se alguém …

Há uma nova explicação para a dependência do álcool

De acordo com um novo estudo, a dependência do álcool tem uma relação direta com as alterações climáticas: quanto mais frio é o clima e menos sol há, mais as pessoas tendem a consumir bebidas …