Doces e salgados proibidos nos bares dos hospitais e centros de saúde

Os bares das unidades do Serviço Nacional de Saúde vão deixar de vender produtos prejudiciais à saúde como bolos, salgados, produtos de charcutaria, refrigerantes e sandes com molhos.

A partir de 30 de junho de 2018, os bares dos hospitais e centros do Serviço Nacional de Saúde (SNS) estão proibidos de vender produtos alimentares prejudiciais às saúde.

Segundo o despacho do Governo, assinado por Fernando Araújo, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, os contratos a celebrar para concessão de espaços destinados à exploração de bares, cafetarias e bufetes também não podem contemplar a publicidade ou venda de refrigerantes ou refeições rápidas.

Entre os produtos proibidos estão salgados como rissóis, croquetes, pastéis de bacalhau, empadas e chamuças e bolos como pastéis de nata, jesuítas, croissants e bolas de berlim.

As regras para os novos contratos implicam ainda que não se possa vender nas cafetarias e bares das unidades de saúde públicas bolachas e biscoitos com teores de gordura e açúcar superiores a 20g por cada 100g de produto, bolachas de chocolate ou recheadas com creme, com pepitas de chocolate ou biscoitos de manteiga.

Além disso, incorporam também a lista de proibições refrigerantes, bebidas energéticas, guloseimas e snacks doces ou salgados, como batatas fritas ou pipocas. Em alternativa, o despacho sugere alimentos como leite, iogurtes, sumos de fruta, saladas, sopa ou queijo. Também a água potável passa a ser disponibilizada gratuitamente.

As novas regras destinam-se às instituições do Ministério da Saúde, quer sejam da administração direta ou indireta do Estado, ou serviços e entidades públicas prestadoras de cuidados de saúde que integram o SNS.

No despacho, que entra em vigor na sexta-feira, é definido que estas instituições têm até 30 de junho de 2018 para se adaptarem à nova realidade, se tal não implicar o pagamento de indemnizações ou outras penalizações, à revisão dos contratos em vigor.

“Se tal se mostrar necessário e adequado”, o diploma prevê que sejam equacionados mecanismos de reequilíbrio financeiro.

“As medidas constantes do presente despacho devem ser acompanhadas por programas com o objetivo de informar e capacitar para escolhas alimentares mais saudáveis, promovendo-se o aumento da literacia alimentar e nutricional da população “, lê-se ainda no despacho.

O Ministério da Saúde já tinha proibido a venda de alimentos com alto teor de açúcar, sal e gordura nas máquinas de venda automática nos hospitais. Agora, a restrição é estendida aos bares, cafetarias e bufetes do SNS e só as cantinas ficam de fora.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Santuário de Fátima esgota lotação. Centenas de peregrinos ficaram à porta

No dia de ontem, o Santuário de Fátima atingiu às 20h25 a lotação máxima de 7.500 pessoas, estabelecida devido à pandemia de covid-19, disse à agência Lusa fonte oficial da instituição. Ao início da noite, já …

O número de Dunbar está errado. É possível ter mais de 150 amigos

O número de Dunbar sugere que uma pessoa só consegue manter relações sociais estáveis com 150 pessoas. Um novo estudo vem deitar por terra esta estimativa. O número de Dunbar define o limite de pessoas com …

Plano de Recuperação e Resiliência. Costa Silva avisa que "retoma ainda vai demorar"

A retoma económica em Portugal ainda vai demorar, embora alguns setores, como o turismo e a agricultura possam recuperar mais depressa, disse o presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento (CNA) do Plano de Recuperação e …

Se as legislativas fossem hoje, ficava tudo (quase) na mesma. Portugueses pedem remodelação do Governo

Uma sondagem do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica para a RTP e para o jornal Público revela que, se as eleições legislativas fossem hoje, ficaria tudo quase na mesma. De acordo …

Venda de barragens da EDP. Fisco abriu inquérito a ex-dirigente para avaliar se cumpriu regras

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) abriu um processo de inquérito a José Maria Pires, jurista do centro de estudos fiscais e antigo alto dirigente do Fisco que integra o Movimento Cultural da Terra de …

"GPS da natureza". Os tubarões usam os campos magnéticos da Terra nas suas longas viagens

Uma equipa de investigadores descobriu as primeiras evidências sólidas de que os tubarões dependem de campos magnéticos para as suas incursões de longa distância através dos mares. Os investigadores sabiam que algumas espécies de tubarões viajam …

Rio diz ser "absolutamente impensável" PSD continuar a perder câmaras (e quer "subir bastante")

O presidente do PSD afirmou esta terça-feira ser "absolutamente impensável" que o partido continue a descer nas eleições autárquicas, enquanto o líder do CDS quer fazer deste sufrágio uma "força motriz para derrubar o socialismo …

"Penso que o ajudei". Ana Gomes visitou Rui Pinto “quatro ou cinco vezes” na prisão

A ex-eurodeputada Ana Gomes assumiu esta terça-feira no julgamento do processo Football Leaks que incentivou Rui Pinto a colaborar com a Justiça e defendeu que a mudança de atitude do arguido não foi “para salvar …

Colisões de nuvens podem desencadear formação estelar

Colisões de nuvens podem desencadear formação estelar. A descoberta contribui para uma melhor compreensão da formação de estrelas massivas e do nascimento de aglomerados globulares. As estrelas formam-se pela contração gravitacional de nuvens de gás no …

Astrónomos identificam cinco planetas "Tatooine" que podem sustentar vida

Um novo estudo revelou que cinco sistemas conhecidos com planetas de estrelas duplas - como Tatooine, casa de Luke Skywalker no filme "Star Wars" - poderiam sustentar a vida. “Usamos dados colhidos pela nave espacial Kepler, …