Diretor do JN faz queixa por violação do segredo de justiça no caso Sócrates

José Sena Goulão / Wikimedia

Ex-primeiro-ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro-ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O diretor do Jornal de Notícias, Afonso Camões, apresentou uma queixa à Procuradoria-Geral da República sobre violação do segredo de justiça no caso José Sócrates.

Num artigo publicado no JN esta segunda-feira, Afonso Camões conta que o diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, Amadeu Guerra, lhe disse que “não há política” no caso. O jornalista acusa o Correio da Manhã – ao qual se refere como “a Coisa” – de tentar denegrir o bom nome da concorrência com “mau jornalismo”.

O texto de opinião é uma resposta às notícias dos últimos dias do Correio da Manhã, que citava escutas a conversas entre José Sócrates e um dos seus advogados, Daniel Proença de Carvalho, sobre o negócio de compra da Controlinveste – o grupo que detém o Diário de Notícias, o Jornal de Notícias e a TSF. Nas conversas, Afonso Camões era também citado, sugerindo-se que terá sido o ex-governante a escolher o atual diretor do JN para o cargo.

O CM escreve ainda que Afonso Camões terá avisado o ex-primeiro-ministro de que estava a ser investigado, ainda em maio.

No artigo, Afonso Camões não nega esta informação, afirmando apenas que em maio não era diretor do Jornal de Notícias, mas presidente da administração da Lusa e por isso não atuava como jornalista, mas nega ter avisado José Sócrates como diretor do JN, dias antes da detenção, em novembro.

O diretor do JN acrescenta que “é verdade” que soube da informação de que José Sócrates estaria a ser investigado por um jornalista do Correio da Manhã. No entanto, mais do que isso, o diretor do JN alega que a informação do CM teria como fonte a “investigação, liderada pelo juiz Carlos Alexandre e pelo procurador Rosário Teixeira”.

“Erro maior, criminoso, é ser verdade essa possibilidade: que a fuga de informação veio dos agentes da justiça, ou seja, de onde menos podemos admitir que se cometam crimes de violação do segredo de justiça”, acrescenta.

Afonso Camões revela, no seu artigo, que foi queixar-se à Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, por violação de segredo de justiça e tentativa de condicionamento da sua liberdade, e acusa o Correio da Manhã de estar a levar a cabo uma guerra na imprensa: “Não podemos permitir que, a coberto de um caso mediático, empresas nossas concorrentes utilizem a mentira para tentarem ganhar vantagem”.

Na conversa com Joana Marques Vidal, na quinta-feira passada, na presença do seu diretor-executivo e do diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, Amadeu Guerra, que tutela a investigação ao caso Sócrates, Afonso Camões diz que mostrou “séria preocupação pela intentona em curso, lesiva e violadora dos meus direitos, liberdades e garantias, e, sobretudo, o gravíssimo atentado à credibilidade deste JN centenário, que atravessou regimes e revoluções, mas que não é nem nunca poderá ser utilizado como instrumento de uma qualquer guerra empresarial, na disputa pelo controlo dos média portugueses”.

Em resposta, Joana Marques Vidal terá dito que nada podia fazer.

Afonso Camões foi administrador da Agência Lusa desde 2005, depois da vitória de José Sócrates nas eleições legislativas. Na altura foi nomeado da parte da Controlinveste, a principal empresa privada no capital da agência de notícias. Em 2009, passou a presidente do Conselho de Administração da agência, de onde saiu para a direção do Jornal de Notícias em maio de 2014.

O Conselho de Redação do JN também já se manifestou contra a reportagem do Correio da Manhã, afirmando que “a guerra de audiências (…) não pode ser feita à custa de ataques pessoais, mentiras, meias verdades e manipulações que visam única e exclusivamente minar a credibilidade da concorrência. E, acima de tudo, não pode ser feita usando o bem maior que é a informação, servindo-a contaminada, distorcida e apresentada como factual, quando na realidade apenas serve objetivos empresariais”.

“O jornalismo sério não é isso”, concluem.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Não entendo muito bem estas querelas entre jornalistas ,mas uma coisa consegui extrair desta noticia é que a senhora magistrada referida-e não é só neste caso-sacode sempre a agua do capote,como soe dizer-se .Só ainda não entendi bem,qual o “capote” que veste.Oxalá que seja quente e preparado para a chuva.

  2. A senhora Procuradora Joana Marques Vidal, é como o macaquinho: não sei, não vi, não ouvi. Curiosamente a senhora não foi nomeada pelo Pedrinho PC? No more coments.

  3. Basta ler e ouvir as notícias do JN do DN da TSF e da TVI, para entender o que estava em causa nas escutas de Aveiro, que os anteriores responsáveis da procuradoria e STJ mandaram destruir. Foi a tomada da comunicação social pelos socialistas, já tentado no passado no caso Emaudio do Soares, e colocação de testas de ferro do calibre do Sócrates a mandar… A linha editorial destes órgãos de comunicação é digna de mentecaptos!
    Não é por acaso que o JN e o DN, até há pouco os mais lidos do país por larga margem, não param de baixar as tiragens… passaram a ser só para socialistas, ou desatentos!

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …