Dinamarca espera poder reabrir fronteiras com Portugal no dia 27

O embaixador da Dinamarca em Portugal disse, esta sexta-feira, que espera que possa ser revertida a decisão de excluir Portugal da reabertura das suas fronteiras, no dia 27 de junho, por causa dos níveis de contágio de covid-19.

A Dinamarca anunciou, esta quinta-feira, que vai alargar, a partir de 27 de junho, a abertura das suas fronteiras aos países europeus com baixo contágio de covid-19, mas que os níveis da pandemia excluem, para já, Portugal e a Suécia.

Em resposta a esta medida, o Ministério dos Negócios Estrangeiros português disse que o Governo de Lisboa “reserva-se o direito de aplicar o princípio da reciprocidade“, lamentando que países como a Dinamarca apenas tomem em conta o critério dos casos de infetados por número de habitantes, esquecendo outros indicadores importantes.

Em declarações à agência Lusa, o embaixador da Dinamarca em Portugal, Lars Faaborg-Andersen, disse que espera que os níveis de contágio em Portugal desçam até ao próximo dia 27, fazendo com que automaticamente a exclusão deste país da abertura de fronteiras seja revertida.

“A Dinamarca está a fazer a monitorização todas as semanas. Basta que Portugal desça um pouco do atual rácio, para que passe a ficar no lote dos restantes países europeus”, disse Faabor-Andersen.

O embaixador explica que a Dinamarca decidiu aplicar o padrão da União Europeia, baseada nas contas da Universidade de Johns Hopkins, onde Portugal aparece ligeiramente acima do rácio de 20 contágios por 100 mil habitantes, considerado o valor mais alto aceitável para reabertura de fronteiras por parte daquele país nórdico.

“Eu sei que Portugal tem números oficiais que apresentam um valor ligeiramente abaixo desse rácio. E nós também temos números próprios. Mas o Governo dinamarquês está a usar o ‘standard’ europeu“, explicou o embaixador.

“Mas esta situação pode mudar até dia 27. E, se o rácio baixar, Portugal fica imediatamente no lote dos países com fronteiras abertas”, repetiu Faabor-Andersen.

O embaixador disse ainda compreender o facto de Portugal ter níveis elevados de testagem, e em pontos críticos de contaminação, o que aumenta os rácios de contaminação, o que o leva a acreditar que as autoridades portuguesas estarão a controlar a situação, de forma a fazer baixar os níveis de contágio a curto prazo.

Espero que Portugal controle a situação, ainda antes de dia 27. Para o bem de Portugal”, voltou a dizer o embaixador, referindo que gostaria de ver a Dinamarca abrir as fronteiras ao maior número possível de países, como sinal de confiança na normalização da situação.

Faaborg-Andersen explicou que a Dinamarca está mais preocupada com a situação em países como a Suécia, que tem rácios de contaminação muito acima dos 20 por 100 mil habitantes, prevendo que a reabertura de fronteiras com o país vizinho seja bem mais demorada.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Multas de transportes públicos não são cobradas há três anos (e já chegam aos 17,6 milhões de euros)

As multas nos transportes públicos não estão a ser cobradas desde setembro de 2017 e já chegam a mais de 17,68 milhões de euros. As primeiras multas desde que foi alterado o regime de sanções, …

Football Leaks. PGR e FPF só souberam de ataques informáticos pela PJ

A Procuradoria Geral da República (PGR) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) só souberam que tinham sido alvo de ataques informáticos através da Polícia Judiciária (PJ), revelou esta quinta-feira o inspetor José Amador no …

Governo prolonga prazo das moratórias até setembro de 2021. Portugal em contingência até 14 de outubro

O Conselho de Ministros decidiu prorrogar, esta quinta-feira, a vigência da situação de contingência em Portugal continental até às 23h59 de 14 de outubro. As moratórias de crédito foram prolongadas até 30 de setembro de …

Trump diz que diretrizes mais rigorosas para aprovação de vacina são “jogada política”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, esta quarta-feira, que a Casa Branca “pode ou não” aprovar novas directrizes da Food and Drug Administration. As novas diretrizes para aprovação de vacina contra a covid-19 exigem …

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …

Autarca de Almada diz que declarações sobre Bairro Amarelo foram descontextualizadas

A presidente da Câmara de Almada disse esta quarta-feira que as suas afirmações sobre o Bairro Amarelo surgiram em resposta a uma pergunta feita pelo Bloco de Esquerda (BE), considerando que foram descontextualizadas devido …

Vendas tardam em recuperar. Empresas pouco preparadas para mudanças

Um estudo do Banco de Portugal (BdP), publicado na quarta-feira, revelou que as empresas enfrentam um "cenário de recuperação muito gradual" do volume de negócios para níveis anteriores à pandemia e poucas estão preparadas para …

Hospital de Lisboa deixou entrar pessoas sem máscara

O Hospital da Luz, em Lisboa, permitiu a entrar e circulação de pessoas sem máscara dentro das instalações. O hospital garante que foi um "erro humano" e que não voltará a acontecer. A Rádio Renascença escreve, …