Detidos por ter barba e demasiados filhos. Novo documento revela perseguição à minoria muçulmana na China

Novos documentos divulgados revelam que as autoridades chinesas estão a monitorizar os movimentos e comportamento dos uigures, membros de uma minoria muçulmana. Haverá pessoas a serem enviadas para campos de reeducação por causa da sua barba e por terem demasiados filhos.

De acordo com o documento de 137 páginas enviado ao jornal alemão Deutsche Welle e à emissora britânica BBC, 311 pessoas foram enviadas para campos de “reeducação” no condado de Karakax em 2017 e 2018. As razões dadas para a detenção incluem jejum, barba, solicitação de passaporte, aceder a sites alojados no estrangeiro e violação da política oficial de nascimento por ter muitos filhos.

A lista inclui detalhes pessoais de mais de três mil indivíduos da região oeste de Xinjiang, incluindo o nome completo e o número de identificação de mais de 1.800 membros da família, vizinhos e amigos com relações a essas 311 pessoas enviadas para campos.

“O nível de detalhe é impressionante”, disse Rian Thum, especialista da Universidade de Nottingham, à Deutsche Welle. “Acho interessante imaginar que estas coisas existem em Xinjiang. Os dados que estão por aí devem ser surpreendentes”.

O jornal britânico The Independent dá o exemplo de um caso em que um homem uigur foi enviado para um campo de reeducação pelas autoridades chinesas, que também ficaram a monitorizar 15 dos seus familiares, por ele ter deixado a sua barba crescer. As autoridades concluíram que os pelos faciais do homem e o uso de um véu pela esposa indicavam que estavam “infetados com ideias religiosas e extremistas“.

Embora a maioria dos detidos tenha sido posteriormente aprovada para libertação – embora sob vigilância constante -, dezenas de pessoas foram forçadas a trabalhar em fábricas, de acordo com os documentos.

A BBC afirma que a fonte deste arquivo será a mesma que, em novembro, divulgou documentos que detalham a organização e o quotidiano dos campos de “transformação ideológica” de membros das minorias uigur e cazaque.

Desde 2014, até dois milhões de muçulmanos uigures e outras minorias étnicas foram detidos em campos como parte de uma suposta campanha antiterrorista. A China insistiu que está a administrar o que chama de centros de “treino vocacional” para combater o extremismo na região. No entanto, ex-detidos alegaram que os presos são submetidos a tortura, experiências médicas e violação em grupo

No mês passado, constatou-se que mais de cem cemitérios uigures foram demolidos pelas autoridades. Grupos de direitos humanos descreveram-no como uma escalada da campanha do regime comunista para destruir a cultura da minoria muçulmana.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Arqueólogos revelam condições horríveis de campo de concentração nazi no Reino Unido

Uma equipa de arqueólogos revelou as condições horríveis de um campo de concentração nazi em Alderney, a ilha britânica mais setentrional do Canal da Mancha, onde estavam prisioneiros políticos e trabalhadores forçados durante a Segunda …

Governo quer reabrir ensino secundário a 4 de maio. Telescola deve arrancar depois da Páscoa

O Governo está a preparar a reabertura das escolas apenas para o ensino secundário para 4 de maio. Ainda falta ouvir a Direção-geral da Saúde, os especialistas, o Conselho Nacional de Educação e o Conselho …

“Não há razão para alarme”. Governo quer perdoar penas até dois anos e antecipar liberdade condicional

A proposta de lei do Governo que estabelece um regime excecional para as prisões, no âmbito da pandemia covid-19, já deu entrada na Assembleia da República, podendo ser consultada na página oficial do Parlamento. No diploma, …

O nosso cérebro evoluiu para acumular mantimentos (e julgar os outros por fazer o mesmo)

O nosso cérebro evoluiu de uma forma que, em situações de stress, acumulamos mantimentos e julgamos os outros por fazer exatamente o mesmo. Os media estão repletos de histórias – e a condenação – de pessoas que …

Autarca de Vieira do Minho denuncia: testes estão a ser desviados para Lisboa

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês/Cabreira, Vieira do Minho, detetou 77 infetados pelo novo coronavírus, com os autarcas da área a reclamarem contra a demora na distribuição de testes, disse esta sexta-feira à …

Trump recomenda uso de máscaras (mas recusa-se a usá-las)

Esta sexta-feira, os Estados Unidos tiveram, pelo quarto dia consecutivo, o maior número de mortes em 24 horas, num total de 1.094, e contam com quase 30 mil novos casos. No seu briefing diário, de acordo …

A Antártida já foi uma floresta tropical

A Antártida pode ter sido o lar de ecossistemas quentes e pantanosos cercados por fetos e árvores coníferas há 90 milhões de anos, altura marcada pelo auge dos dinossauros. Uma análise do solo antigo extraído da …

Algumas estrelas têm "veneno" dentro de si (e é por isso que explodem)

Algumas estrelas têm um "veneno" dentro de si: o elemento néon no núcleo das estrelas pode desencadear uma reação química que leva a uma morte definitiva e explosiva. Estrelas menos massivas, como o nosso Sol, expandem-se …

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …