Bruxelas coloca água na fervura (e adia sanções)

Valdis Dombrovskis

Valdis Dombrovskis, vice-presidente da Comissão Europeia responsável pelo Euro

O comissário europeu responsável pelo Euro afirmou o seu “apreço pelos esforços” feitos por Portugal e Espanha a nível de reforma e de ajustamento, no âmbito do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

Numa audição esta quarta-feira no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, Valdis Dombrovskis afirmou “o apreço” que tem pelo que Portugal e Espanha “fizeram em termos de reformas estruturais e ajustamento orçamental”, numa referência à decisão sobre eventuais sanções aos dois países devido à violação das metas do défice.

Aos eurodeputados da comissão parlamentar de Assuntos Económicos e Monetários, o mesmo responsável indicou que os “esforços de reforma e de ajustamentos serão contemplados aquando das decisões da aplicação do PEC”.

Ainda há dias o mesmo comissário sublinhava o incumprimento de Portugal e Espanha, colocando a tónica na necessidade de sanções. Mas agora, o discurso de Dombrovskis surge suavizado, depois de o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, ter também manifestado que as sanções devem ser “inteligentes”.

A Comissão Europeia (CE) parece assim, interessada em colocar água na fervura. Depois de ter voltado a adiar uma decisão sobre as sanções, espera-se que esta seja, finalmente, tomada nesta quinta-feira, 7 de Julho.

Todavia, o assunto até pode continuar a ser adiado para depois das férias de Verão, se a proposta da CE não chegar a tempo da reunião dos ministros das Finanças da zona Euro, o Ecofin, que se juntam no próximo dia 12 de Julho.

Adiamentos são forma de pressão, diz Catarina Martins

Catarina Martins, coordenadora do Bloco de Esquerda, já considerou que os “adiamentos sucessivos” da CE são para “fazer pressão sobre o actual Governo” e para que “alguém se esqueça do que está em causa”.

“E o que está em causa são as contas de 2013 a 2015 por muito que a direita ou a Comissão Europeia gostem de fazer de conta que o que está em causa é 2016”, salientou a líder bloquista.

Catarina Martins também reagiu às críticas do PCP à ideia de um referendo, caso sejam aplicadas sanções.

Francisco Louçã considerou mesmo que o referendo é inevitável e o deputado comunista António Filipe constata, num artigo de opinião no Diário de Notícias, que fazer um referendo violaria a Constituição e que seria, além do mais, “uma perda de tempo”.

“O PCP, nas últimas eleições europeias, tinha no seu programa referendar os tratados actuais e futuros”, salienta Catarina Martins, reforçando que “um país tem sempre a necessidade e a obrigação de perguntar a opinião ao seu povo”.

Entretanto, o PSD e o CDS-PP vão apresentar um requerimento para pedir ao primeiro-ministro que divulgue a carta que enviou ao presidente da Comissão Europeia a contestar a aplicação de sanções.

A posição das bancadas parlamentares da oposição foi anunciada após a reunião da comissão parlamentar de Assuntos Europeus, em que foi ouvida a secretária de Estado da tutela, Margarida Marques, que afirmou aos deputados que transmitirá ao gabinete de António Costa “o interesse de alguns deputados” em conhecer a carta enviada a Jean-Claude Juncker.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais duas baixas por covid-19. Benfica desfalcado para jogo com o Braga

Depois de Waldschmidt, Gilberto, Vertonghen, Diogo Gonçalves e Grimaldo, também Otamendi e Nuno Tavares estão infetados com covid-19 e, consequentemente, fora do jogo com o Sporting de Braga. O surto de covid-19 no SL Benfica deixou …

De norte a sul do país, autarcas pressionam Governo para fechar escolas

Os diretores escolares esclarecem que não têm qualquer autonomia para encerrar escolas, dependendo essa decisão de um parecer da entidade de saúde pública local e da confirmação por parte dos serviços do Ministério da Educação. …

Muito mais do que tabaco. Cientistas identificam drogas tomadas pelos maias em recipientes antigos

Uma equipa de cientistas da Washington State University identificou a presença de planta que não é do tabaco em recipientes de drogas dos antigos maias. Os investigadores detetaram "marigold mexicana" (Tagetes lucida) em resíduos retirados de …

Pico na primeira semana de fevereiro. Mesmo confinando, modelo prevê 1154 doentes em UCI

Portugal deverá ter 1.154 doentes internados em cuidados intensivos num pico na primeira semana de fevereiro, mesmo com um confinamento igual ao de março, avança um modelo da NOVA Information Management School. Portugal deverá duplicar o …

Biden assume leme dos EUA. Trump concede 140 perdões (e pede que se "reze" pelo sucessor)

Joe Biden assume esta quarta-feira o leme dos Estados Unidos. Porém, antes de sair, o Presidente cessante, Donald Trump, perdoou e comutou penas a mais de 140 pessoas. Nas horas finais da sua presidência, Donald Trump …

Ouvir música clássica enquanto faz exercício? A Ciência sugere que sim

Estudos sugerem que, ao contrário daquilo que pensa, ouvir música clássica enquanto se pratica exercício físico pode ajudá-lo no seu treino. Para muitas pessoas, uma parte essencial de qualquer regime de exercício é a música que …

“Não queiram fazer mistérios onde não existem”. UE encerrou caso do procurador europeu

A União Europeia (UE) deu por "encerrado" o caso do procurador europeu José Guerra e dos lapsos no seu currículo enviado pelo Governo. “A reunião dos membros do Conselho da UE decorreu na segunda-feira e …

Jack Ma reaparece após estar "desaparecido" quase três meses

O bilionário fundador do gigante do comércio eletrónico chinês Alibaba reapareceu, esta quarta-feira, numa reunião virtual com professores rurais, após meses de incerteza sobre o seu paradeiro. No vídeo, publicado no site do jornal chinês Tianmu …

Jesus voltou a testar negativo. Benfica confirma presença na Taça da Liga

O treinador do Benfica voltou a testar negativo ao novo coronavírus, num segundo teste realizado esta terça-feira, dia em que o clube anunciou ter 17 casos de infeção na sua estrutura profissional de futebol. "O Benfica …

Novas regras do confinamento entram em vigor esta quarta-feira (mas há exceções nos horários)

As novas medidas de restrição para travar a pandemia de covid-19 em Portugal entraram em vigor às 0h desta quarta-feira no âmbito do estado de emergência em vigor no país.  O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que …