Covid-19 pode destruir mais empregos do que a crise económica de 2009

A crise económica criada pelo novo coronavírus, Covid-19, pode destruir mais empregos do que a crise económica e financeira de 2008-2009.

Este é o cenário mais pessimista de uma análise feita pela Organização internacional do Trabalho (OIT) que estima um aumento do desemprego que atinja entre os 5,3 milhões (cenário mais positivo) e 24,7 milhões de pessoas (cenário mais negativo).

A crise financeira de 2008-2009, recorde-se, tirou o emprego a cerca de 22 milhões de pessoas.

A OIT admite, contudo, que as estimativas que fez têm uma margem grande e são muito incertas. De acordo com a TSF, apenas uma coisa é certa: “Todos os cenários indicam um substancial aumento do desemprego no Mundo”.

No grupo de países mais desenvolvidos, onde Portugal se inclui, serão mais 2,9 a 14,6 milhões de desempregados. Por outro lado, o subemprego ou emprego precário também se espera que aumente “em larga escala” devido à redução de horas de trabalho e salários.

Nos países desenvolvidos, isso não se notará muito. Porém, nos países mais pobres com muito trabalho autoemprego de rua este está fortemente em risco com as limitações aos movimentos das pessoas para evitar a propagação do vírus.

Mais desempregos e menos salários significarão perdas de muitos milhares de milhões de perda de rendimento para os trabalhadores que, por sua vez, vão consumir menos.

O impacto sobre os trabalhadores que já estão próximos do limiar da pobreza podem ser “devastadores”, segundo a Organização Internacional do Trabalho. Teme-se ainda uma disrupção das cadeias de produção interligadas entre fábricas de vários países do mundo.

Em Portugal, de acordo com os números avançados pelo Correio da Manhã na terça-feira, a taxa de desemprego pode atingir os 15% – valor alcançado em Portugal após a crise das dívidas soberanas em 2012 e 2013.

Atualmente, a taxa de desemprego em Portugal está fixada em 6,9%, segundo dados de janeiro de 2020.

Assim, a crise económica desencadeada pela Covid-19 pode deixar cerca de 340 mil pessoas sem emprego até ao fim do ano

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas identificam pela primeira vez expressões faciais emocionais em ratos

Pela primeira vez, cientistas de Neurobiologia do Instituto Max Planck, na Alemanha, identificaram expressões faciais emocionais em ratos. À semelhança dos seres humanos, as expressões faciais dos ratos mudam quando estes animais provam algo doce …

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …