Covid-19 deixa 340 mil empregos em risco. Taxa de desemprego poderá duplicar

José Sena Goulão / Lusa

Caso não existam fortes apoios do Governo português e da União Europeia, a crise económica desencadeada pelo novo coronavírus (Covid-19) pode deixar cerca de 340 mil pessoas sem emprego até ao fim do ano.

Os números são avançados esta terça-feira pelo Correio da Manhã, que dá conta que este cenário pode fazer com que a taxa de desemprego em Portugal atinja os 15% – valor alcançado em Portugal após a crise das dívidas soberanas em 2012 e 2013.

Dados da Pordata, citados pelo matutino, dão conta que aa taxa de desemprego no ano da intervenção da troika (2011) era de 12,7% (688 mil), um ano depois esse indicador tinha subido para 15,5% (835 mil pessoas sem trabalho) e em 2013 para 16,2% (855 mil).



Atualmente, a taxa de desemprego em Portugal está fixada em 6,9%, segundo dados de janeiro de 2020. A média europeia está fixada em 7,4%. Contas feitas, o surto da Covid-19 pode fazer duplicar a taxa de desemprego no país.

Economistas ouvidos pelo Correio da Manhã consideram por isso que é extremamente importante que exista uma forte ajuda europeia e governamental às empresas e aos trabalhadores, visando proteger a economia e os postos de trabalho.

“As entidades patronais estão já a despedir os trabalhadores com contratos precários. É preciso não esquecer que temos mais de 500 mil pessoas com contratos nessas condições”, disse ao CM o economista Eugénio Rosa, que publicou recentemente um estudo sobre o impacto económico do coronavírus no país sob o título “A situação da Economia Portuguesa e a sua capacidade para suportar as consequências da crise causada pelo Covid-19”.

“A crise que pode gerar-se, se não existirem apoios substanciais, pode ser mais grave do que a registada em 2008“, afirmou o economista.

Eugénio Rosa recorda ainda que o turismo, um dos motores da economia portuguesa, será um dos setores mais afetados com esta pandemia. “Em 2019, 31,8% das exportações portuguesas foram serviços e a grande maioria era constituída por receitas do turismo (18 431 milhões)”, começa por recordar o economista no seu estudo.

“O turismo, e todas as empresas e trabalhadores ligados a ele (companhias áreas, hotéis, restauração ou alojamento), é um dos setores mais afetados pela crise do coronavírus”.

Também Carlos Pereira da Silva, professor do Instituto Superior de Economia e Gestão, não tem dúvidas de que a taxa de desemprego sofrerá bastante com este surto se não forem tomadas medidas. “Não há dúvidas de que o desemprego vai superar os 15%“.

“Vai existir uma rutura enorme na produção. O Produto Interno Bruto vai decrescer nos próximos dois ou três trimestres. Se não existirem estímulos económicos e financeiros muito fortes, vamos passar de um estado de recessão para um estado de depressão, o que é gravíssimo”, rematou o especialista ouvido pelo CM.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. E se for só 340 mil não será mau. Se isto se prolongar os despedimentos serão em massa. O Estado tem de pensar se quer contribuir em parte (através de lay off financiado em parte pelo Estado) ou se quer assumir a totalidade pelo subsídio de desemprego.

  2. Agora é que se vai saber os verdadeiros números do desemprego em Portugal, quem têm vindo a ser deturpados desde 2011.

    Portugal, o país onde o trabalho é negado ao cidadão em que até para empregado de balcão se entra por cunha.

  3. Agora é que se vai ver o que vale o ilusionista Centeno. Até aqui eram só flores com os rios de dinheiro que corriam para os cofres do Estado. Agora vai-se ver o que realmente vale este gajo.

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …