“Não podemos gastar as munições todas já.” Costa anuncia restrições na fronteira com Espanha

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro e secretário-geral do Partido Socialista, António Costa

Neste domingo, o primeiro-ministro, António Costa adiantou que Portugal e Espanha agirão “em conjunto na questão de uma fronteira que é comum”.

Em conferência de imprensa, ao final da tarde deste domingo, o primeiro-ministro disse que, esta segunda-feira haverá uma reunião dos ministros da Saúde e da Administração Interna da União Europeia para decidir sobre a questão das fronteiras dentro da UE. António Costa revelou que terá ainda lugar uma reunião com o Governo Espanhol para decidir a questão da fronteira interna com Portugal.

O primeiro-ministro português e o de Espanha reuniram-se por teleconferência, este domingo, para prepararem o encontro de amanhã dos ministros da Administração Interna e da Saúde da UE. A partir de São Bento, Costa referiu que, a nível interno, os governantes concordaram em “agir em conjunto na questão de uma fronteira que é comum”.

Assim sendo, depois da reunião de amanhã, os dois Governos vão definir as regras, “mantendo a liberdade de circulação de mercadorias, garantindo direitos dos trabalhadores transfronteiriços, mas com restrição à circulação para turismo e lazer“.

Em relação às fronteiras marítimas e aéreas, António Costa remeteu para a reunião de amanhã dos responsáveis europeus. As limitações de viagens vão durar, pelo menos, um mês para abranger o período da Páscoa.

António Costa disse ainda que, quando o Presidente da República entenda haver necessidade de declarar Estado de Emergência, “o Governo não dará parecer negativo”. No entanto, advertiu: “não podemos gastar as munições todas imediatamente”.

“Temos de compreender que a melhor forma de evitar a necessidade e de adotar medidas mais duras é continuarmos a fazer aquilo que os portugueses têm feito tão bem de uma forma responsável: conterem-se na sua circulação e contactos sociais. Temos de continuar a manter o país no seu funcionamento”, declarou o governante.

Quando questionado sobre se o Governo deveria avançar com quarentena, António Costa disse que “não se trata de adiar”, uma vez que o decreto espanhol prevê que as “pessoas saiam para se abastecer ou ir ao ir banco”. “Prevê o que dizemos que cada um deve fazer.”

Por último, António Costa anunciou que o Presidente da República irá convocar “brevemente” uma reunião do Conselho de Estado, em data a anunciar, para analisar a situação do país devido à pandemia de Covid-19.

Segundo o boletim da Direção-Geral de Saúde, divulgado este domingo de manhã, Portugal tem 245 casos positivos de infeção por coronavírus, mais 76 casos em relação a sábado. Segundo as informações da DGS, há 281 casos a aguardar confirmação de resultados laboratoriais e 4.592 casos a serem vigiados pelas autoridades.

Há agora 14 cadeias de transmissão ativas, mais três do que no dia anterior. Os casos importados são da Alemanha/Áustria (1), Andorra (1), Bélgica (1), Espanha (16), França (9), Itália (14) e Suíça (5).

Desta vez, a região de Lisboa e Vale do Tejo concentra a maioria dos casos (116), mais 13 do que a região Norte. A região Centro e Algarve registam 10 casos e os Açores têm agora o primeiro doente infetado.

LM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pedro Proença acredita que "vai ser possível jogar na presente temporada"

O Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) admitiu, esta terça-feira, a possibilidade de realizar jogos à porta fechada e ainda esta temporada. Em entrevista à rádio TSF, Pedro Proença disse acreditar que ainda "vai …

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra e ao Algarve" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa. O primeiro-ministro recomenda também aos emigrantes que não venham …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …