Coligação AGIR oficializa acordo entre partidos e movimentos cívicos para as legislativas

Manuel de Almeida / Lusa

A cabeça de lista pelo círculo de Lisboa às eleições legislativas de  2015 pela coligação AGIR, Joana Amaral Dias, ouve o presidente do PTP, Amândio Madaleno, durante a assinatura de acordo entre partidos e movimentos sociais que constituem a base da coligação AGIR

Joana Amaral Dias ouve o presidente do PTP, Amândio Madaleno, durante a assinatura de acordo entre partidos e movimentos sociais que constituem a base da coligação AGIR para as Legislativas 2015

O Partido Democrático do Atlântico (PDA) e alguns movimentos cívicos assinam esta sexta-feira um acordo com o PTP/AGIR com o objetivo de concorrer às próximas eleições legislativas enquanto coligação.

O acordo entre as forças políticas e os grupos de cidadãos é assinado hoje em Lisboa, e conta com a presença da cabeça de lista pelo círculo de Lisboa, Joana Amaral Dias, assim como do presidente do PTP/AGIR Amândio Madaleno, o presidente do PDA Rui Matos e o dirigente da associação política AGIR, Nuno Ramos de Almeida.

“Contactámos várias forças políticas e fomos falando com várias candidaturas independentes, vários movimentos sociais para conseguir criar esta polarização de forças em relação a uma coligação nova que será o AGIR”, afirmou Nuno Ramos de Almeida em declarações à agência Lusa.

Entre os grupos de cidadãos que se associam a esta coligação encontram-se a “Nova Governação”, “Somos Santa Maria da Feira”, “Somos Lamas”, Instituto dos Bairros Sociais, Movimento contra as SCUT (antigas vias sem custos para o utilizador), Movimento dos Brasileiros votantes em Portugal e, como convidados, estarão representantes dos movimentos “Nós Cidadãos” e Partido Unido dos Reformados e Pensionistas, que aguardam a decisão do Tribunal Constitucional para se constituírem como partidos políticos.

O dirigente do AGIR afirmou que o acordo acontece na sequência de um repto lançado pela associação política à sociedade civil na conferência internacional de 13 e 14 de março, para a “convergência política de movimentos sociais e partidos em torno de quatro pontos fundamentais”.

Segundo Nuno Ramos de Almeida esses quatro pontos são “a afirmação de que com corrupção não há democracia“, que “os portugueses têm o direito de escolher o modelo económico sob o qual vivem”, a “defesa dos serviços públicos como a saúde, educação, segurança social ou justiça condigna” e a “questão de democracia e da necessidade das pessoas se sentirem incluídas na democracia“.

“Este entendimento político era aberto a forças políticas e sociais que pretendessem concretizar este programa, que [atualmente] não tem uma concretização do ponto de vista político e partidário”, sublinhou.

Para o dirigente, esta é uma “fase em que é preciso um programa mínimo para obter um programa máximo, uma espécie de programa de salvação nacional que permite ser uma democracia a sério”.

Nuno Ramos de Almeida disse ainda que a coligação continua aberta “a forças políticas e sociais que a queiram integrar”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise devido à covid-19

Quase um ano depois da imposição do confinamento na cidade de Wuhan para travar o vírus SARS-CoV-2, que se assinala este sábado, o mundo continua em luta contra a pandemia, apesar do aparecimento de vacinas. A …

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …