Derrota pesada de Carlos Alexandre no Supremo. Juiz queixa-se de estar a ser injustiçado

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) “chumbou” esta quarta-feira um recurso do juiz de instrução Carlos Alexandre para anular o processo disciplinar que lhe foi colocado pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM) devido a declarações à RTP sobre a Operação Marquês.

O acórdão do STJ, a que a agência Lusa teve acesso, refere que os juízes decidiram “indeferir a requerida suspensão da eficácia da Deliberação do Plenário do Conselho Superior da Magistratura, tomada em 23 de abril de 2019, que julgou improcedente a Reclamação deduzida pelo Requerente contra a Deliberação do Conselho Permanente do CSM de 13 de novembro de 2018 (…)”.

O acórdão em causa, datado de 4 de junho mas só agora divulgado, não dá razão ao magistrado, nem lhe suspende o processo disciplinar, conforme tinha pedido.

Em causa, recorde-se, está uma entrevista que o juiz Carlos Alexandre deu à RTP, na qual questionava o sorteio da fase de instrução da Operação Marquês, que tem o antigo primeiro-ministro, José Sócrates, como principal arguido. O sorteio eletrónico do juiz de instrução da Operação Marquês escolheu o outro juiz do TCIC, Ivo Rosa.

“Há uma aleatoriedade que pode ser maior ou menor consoante o número de processos de diferença que exista entre mais do que um juiz”, declarou Carlos Alexandre, após o sorteio.

Na sequência destas declarações, o juiz foi alvo de um processo disciplinar movido pelo CSM, que agora tentou reverter através um recurso.

Segundo noticiou o Diário de Notícias, e confirmou depois o jornal Público, o magistrado apontou vários motivos para travar o processo disciplinar, queixando-se de estar a ser injustiçado pelos colegas e sustentando que não lhe foi permitido defender-se em condições. O DN escreve mesmo que esta foi uma “derrota pesada” do juiz.

No mesmo recurso, o juiz Carlos Alexandre acusa os colegas responsáveis pelo processo de o estarem a prejudicar, uma vez que não admitiram o seu pedido para ser ouvido presencialmente, bem como às 33 testemunhas que indicou.

O magistrado aponta ainda baterias ao Conselho Superior da Magistratura por não ter visto a versão completa da entrevista da RTP, mas antes a sua versão editada. Alega ainda que o órgão se mostrou mais duro nesta decisão do que é habitual, violando assim o princípio da igualdade dos cidadãos.

“Em inúmeros processos de inquérito disciplinar instaurados pelo CSM a magistrados foram concedidas aos visados todas as garantias de defesa”, invocou, citado pelo Público.

Houve “falta de imparcialidade do então Exmo. Senhor Vice-Presidente do CSM e do Exmo. Sr. Inspetor Judicial”, apontou ainda Carlos Alexandre, denunciando “várias ocorrências no processo de inquérito são algo estranhas”.

 

Contactado pelo Diário de Notícias, o juiz conselheiro Mário Morgado, à época vice-presidente do CSM, escusou-se a comentar a acusação de Carlos Alexandre.

A Operação Marquês culminou na acusação a um total de 28 arguidos – 19 pessoas, entre as quais o antigo primeiro-ministro José Sócrates, e nove empresas – e está relacionado com a prática de quase duas centenas de crimes de natureza económico-financeira.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Derrota pesada para a justiça, simplesmente não existe.
    Qualquer magistrado que tente ir contra o sistema, não terá qualquer hipótese.
    Apenas nos filmes, os bons da fita acabam com a vitoria, infelizmente na vida real é precisamente o contrário.
    Acredito que poucos colegas vão estar do seu lado, mas acredito que dorme descansado.

  2. Meteu-se com o PS… Apanhou.
    Agora tem de se inscrever no partido da quadrilha se quer subir na vida, como fez o padeiro que aos 28 anos chegou a especialista em Proteção Civil neste desGoverno

  3. Este Juiz, como qualquer outro, não deve aceitar de comentar, opinar e ter conversas “de Café” fora do Tribunal . O facto de se por debaixo dos holofotes mediáticos, para destilar o que lhe vai na alma sobre um processo em curso, ao qual o sigilo e contenção é primordial, é inescusável ! . Tratando-se de um Cidadão que ainda não foi sentenciado, a atitude deste juiz é inadmissível . Julgado e eventualmente condenado no sitio proprio, é o que qualquer cidadão comum deseja de uma Justiça com ética e não julgamentos em praça publica !……….

RESPONDER

Bolsonaro veta obrigatoriedade do uso de máscaras em lojas e igrejas

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vetou hoje parte de uma lei que estipulava o uso obrigatório de máscaras em órgãos públicos, lojas, indústrias, templos religiosos e locais fechados em que haja concentrações de pessoas. O …

Benfica insiste em Jorge Jesus e está disposto a esperar pelo treinador

Jorge Jesus continua a ser a principal ambição de Luís Filipe Vieira para o cargo de treinador do SL Benfica. Tanto que o presidente das 'águias' mostra-se disponível para esperar. Não é segredo para ninguém que …

Wigan declara falência devido à covid-19. Há sete anos venceu a Taça de Inglaterra

O Wigan Athletic declarou falência, esta quarta-feira, apenas um mês depois de um consórcio de Hong Kong ter assumido o clube. Em causa está o impacto económico que a pandemia de covid-19 teve nas contas …

China parece ter controlado segunda vaga de coronavírus em 21 dias, sem registar mortes

A China parece ter controlado a segunda vaga de covid-19 após um surto que começou num mercado de Pequim, em junho, e que levou a pelo menos 328 novos casos e ao encerramento parcial da …

Guerra aberta pelo ouro da Venezuela em Inglaterra. Maduro ordena investigação ao "roubo"

Nicolás Maduro, Presidente da Venezuela, ordenou uma "investigação penal" ao que denomina "o roubo de ouro venezuelano" que está depositado no Banco Central de Inglaterra. Esta é a resposta do governante depois de o Tribunal …

Hospitais da Papua-Nova Guiné recusam atender grávidas. Médico aconselha mulheres a evitar gravidez

Um obstetra da Papua-Nova Guiné aconselhou as mulheres daquele país a não engravidarem nos próximos dois anos, revelando que o medo de transmissão do coronavírus tem levado os hospitais a recusarem atender grávidas. Segundo noticiou esta …

China vai encerrar gradualmente todos os mercados de aves vivas

A China vai fechar gradualmente todos os mercados onde aves vivas são vendidas, visando reduzir os riscos para a saúde pública, informou hoje a imprensa oficial. Chen Xu, alto funcionário da Administração Estatal de Regulação do …

Em 33 anos, Amazónia perdeu 72,4 milhões de hectares de floresta. O equivalente ao território do Chile

A floresta amazónica, presente em nove países da América do Sul, perdeu 72,4 milhões de hectares de cobertura vegetal entre 1985 e 2018, uma área equivalente ao território do Chile, segundo dados divulgados na quinta-feira …

Decisão do Reino Unido é "absurda", "errada" e "desapontante"

O chefe da diplomacia portuguesa considerou hoje a decisão do Reino Unido de excluir Portugal dos “corredores de viagem internacionais” como um “absurdo”, “errada” e que causa “muito desapontamento”, trazendo ainda graves consequências económicas e …

"Peixe racista". Estátua da Pequena Sereia novamente vandalizada

A icónica estátua da "Pequena Sereia" em Copenhaga, um dos monumentos mais famosos da Dinamarca, foi novamente vandalizada, ao ter sido pintada com uma frase antirracismo, divulgou hoje a polícia dinamarquesa. “A Pequena Sereia foi vandalizada …