China prepara “vingança” contra empresas americanas. Apple e Tesla na mira

Thomas Peter / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com o presidente da China, Xi Jinping

A China anunciou estar a preparar uma lista de empresas, pessoas e organizações “não confiáveis”, no que está a ser visto como uma retaliação pelas sanções impostas pelo governo de Donald Trump à Huawei.

O governo chinês anunciou esta sexta-feira que está a preparar uma lista de empresas, instituições e indivíduos “de pouca confiança – um “aviso sinistro mas vago” que pode ser visto como um sinal de retaliação pelas sanções impostas pelos EUA à gigante tecnológica chinesa Huawei, diz a Associated Press.

Os responsáveis chineses não adiantaram que entidades poderão constar da lista-negra, mas as empresas que aderiram ao boicote norte-americano à Huawei terão lugar garantido.

“As empresas não são de confiança se não cumprirem as regras de mercado, se quebrarem contratos estabelecidos e não respeitarem o espírito dos acordos em vigor com empresas chinesas por motivos não-comerciais”, especificou Gao Feng, porta-voz do Ministério do Comércio chinês.

Medidas adicionais contra os agressores serão anunciadas num futuro próximo”, acrescentou o porta-voz.

“Podemos estar a assistir ao início de um quadro retaliatório de Pequim“, disse à AP Paul Triolo, responsável da consultora de análise de risco Eurasia Group. “Isso pode incluir um conjunto de restrições à exportação de alguns minerais raros essenciais à actividade de certas empresas americanas.

As restrições poderiam afectar em particular os fabricantes norte-americanos de smartphones e veículos eléctricos, fortemente dependentes de minerais raros usados no fabrico de baterias, acrescentou Triolo. Entre as empresas afectadas encontram-se a Apple e Tesla.

Mas as opções da China são limitadas, diz o analista. “Há poucas medidas de retaliação económica que não afectem também fortemente o clima económico da própria China, líder mundial de exportações de minerais raros.

O anúncio do governo chinês surge depois de esta semana os EUA terem alargado o âmbito do cerco lançado à Huawei lançado por Donald Trump no início de maio, que nas últimas semanas escalou para uma guerra comercial entre os dois países, e que os norte-americanos querem ver alastrada aos seus aliados europeus.

Esta sexta-feira, o secretário de Estado Mike Pompeo disse-se preocupado com a capacidade de espionagem a partir de equipamentos e software 5G da Huawei, e avisou os seus aliados europeus de que “mudará o seu comportamento em relação às informações que partilha” se não tomarem medidas contra a empresa chinesa.

“Temos de mudar o nosso comportamento, porque não podemos permitir que informações de cidadãos privados dos EUA ou dados de segurança nacional cruzem redes que não consideramos confiáveis”, explicou o chefe da diplomacia norte-americana.

Os EUA e a China atravessam uma crise diplomática centrada numa guerra comercial que dura há dois anos, que levou a uma escalada de sanções e de aumentos de taxas tarifárias. Recentemente, o Governo norte-americano proibiu empresas norte-americanas de ceder tecnologia à empresa Huawei – colocando a empresa chinesa em desvantagem face aos seus concorrentes no mercado.

ZAP // Lusa / AP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Xi Jinping dá os parabéns a Joe Biden pela vitória nas eleições

O Presidente chinês deu os parabéns pela vitória ao Presidente eleito dos Estados Unidos, esta quarta-feira, expressando esperança num espírito de cooperação entre os dois países, para que todos fiquem a ganhar. A China foi uma …

Cristiano Ronaldo é o único português nomeado para os prémios "The Best"

O avançado da Juventus é o único português nomeado para os prémios "The Best", inserido na lista de 11 candidatos na categoria de melhor futebolista de 2020, divulgada hoje pela FIFA. Cristiano Ronaldo reparte a nomeação …

Máscaras descartáveis são de plástico e ameaçam flagelo ambiental. Governo lança campanha de sensibilização

Em plena Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática lançou a campanha “Não Deixes Cair a Máscara”. Por mês, são usadas no país 150 milhões de máscaras. De acordo …

Football Leaks. Julgamento suspenso por 14 dias devido a caso de covid-19

O julgamento do processo Football Leaks foi suspenso por 14 dias, esta quarta-feira, devido à confirmação de um teste com resultado positivo ao novo coronavírus de um familiar de um dos juízes do coletivo. Cerca de …

Morreu El Pibe, Diego Armando Maradona

O antigo internacional argentino Diego Armando Maradona morreu esta quarta-feira aos 60 anos de idade. Foi vítima de uma paragem cardiorrespiratória, avança a imprensa argentina. O estado de saúde do ex-futebolista estava debilitado e, segundo relatos do …

Empresas deixam de estar obrigadas a pôr o código QR nas faturas

A obrigatoriedade de as empresas incorporarem nas faturas o código QR e o código único de documento “traria custos adicionais para as micro pequenas e médias empresas, particularmente na adaptação de sistemas informáticos”. A obrigatoriedade de as …

Bolieiro cita Sá Carneiro e reconhece "exigente missão"

O novo presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, tomou esta terça-feira posse na Assembleia Legislativa Regional e, citando Sá Carneiro, reconheceu a "exigente missão" que tem pela frente. "Medimos os desafios a enfrentar e …

Escócia é o primeiro país a tornar os produtos menstruais gratuitos

Os produtos de higiene íntima feminina vão passar a ser gratuitos na Escócia. A primeira medida do género em todo o mundo entrará em vigor em janeiro e tem o objetivo de combater a “pobreza …

Fenprof diz que a falta de docentes em algumas escolas se resolvia com oferta de horários completos

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) estima que milhares de alunos continuem sem ter todas as aulas por falta de docentes, um problema que acredita que se resolvia com medidas como completar os horários vagos …

Retirado cartaz em Oeiras por "ofender" Isaltino Morais. Iniciativa Liberal já apresentou queixa

A Câmara Municipal de Oeiras retirou um cartaz da Iniciativa Liberal (IL) que questionava a gestão de Isaltino Morais. O partido liderado João Cotrim Figueiredo já apresentou queixa. De acordo com o semanário Expresso, a …