Cavaco Silva aponta o dedo à esquerda e critica “opções erradas” do Governo

José Sena Goulão / Lusa

O ex-Presidente da República Cavaco Silva aproveitou a apresentação de um livro sobre finanças públicas para atacar a política do Governo quer na despesa quer no sistema fiscal que se tornou “caótico”.

Cavaco Silva não falou nas relações familiares no executivo, mas criticou os jobs for the boys. Não apontou o dedo só ao PS, mas também ao BE e PCP que têm discursos “enganadores” de defesa dos mais desfavorecidos. A apresentação do livro “A reforma das Finanças Públicas em Portugal”, de Joaquim Miranda Sarmento, foi o pretexto que juntou à mesma mesa o ex-chefe de Estado e o líder do PSD, Rui Rio.

Apesar de ter a preocupação de assinalar que já se referiu a vários aspetos negativos da política do atual Governo, Cavaco Silva acusou o executivo de ter tornado o sistema fiscal português num sistema “caótico” de cobrança de impostos, marcado pela “arbitrariedade” e “iniquidade”.

A título de exemplo de uma medida “errada e injusta”, Cavaco Silva falou da redução do IVA na restauração. “Não posso deixar de ligar a perda de receita à perda de qualidade do Serviço Nacional de Saúde. Está a ser pago pelos utentes do SNS, sob a forma de degradação do SNS, que não dispõem de recursos para recorrer a privados. A esta profunda injustiça está associada a redução do horário de trabalho de 40 para 35 horas”, afirmou, acrescentando que a degradação dos serviços de saúde reflete medidas “profundamente erradas e provavelmente eleitoralistas”.

Cavaco Silva apontou ainda o dedo à esquerda do PS e lembrou que as medidas foram aprovadas pelo BE e PCP, partidos que saem em defesa dos mais vulneráveis. “Só se deixa enganar quem quer ser enganado”, disse, citado pelo Público.

O ex-chefe de Estado contesta ainda a afirmação do Governo de que não há dinheiro para tudo. “O debate não é sobre se não há dinheiro para tudo, é sobre onde o Estado deve gastá-lo”, defendeu, apontando as “opções erradas na despesa pública e impostos como algumas das razões” que levam a que Portugal esteja a ser “ultrapassado” no crescimento económico por países do centro e Leste europeu.

Países como Chipre e Irlanda, que também tiveram programas de assistência financeira, “têm previsões de crescimento económico superiores” ao de Portugal. “Porque é que Portugal está a cair para a lanterna vermelha? Esta é a questão que devia dominar a classe política. Mas querem esconder. Porquê?”.

Cavaco Silva referiu-se à “tentação do poder em controlar a CRESAP [Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública]” e defendeu a necessidade de que “volte a ser respeitada”. “A prática de jobs for the boys é muito negativa para o país”, disse, referindo que já tinha classificado essas situações como “indecorosas” no livro “Quinta-feira e outros dias”.

Cavaco Silva defendeu uma discussão “séria” sobre o nível de impostos, “alguns disfarçados de taxas e derramas”, e a necessidade “urgente” de dotar o país de um “sistema fiscal equitativo, simples e estável”.

Sobre a discussão em torno do saldo orçamental, o antigo chefe de Estado assume ficar surpreendido com esse debate cinco anos depois do fim do programa assistência financeira. “Não faz qualquer sentido que o saldo das contas públicas seja um tema dominante da política orçamental portuguesa”, disse, considerando que se trata de “esconder o que é realmente importante”. A consolidação das finanças públicas devia ser alvo de um consenso político. Mas a “crispação” social e política não o permite.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O dedo deveria estar bem apontado a Cavaco.
    Foi ele que viabilizou esta solução política, em que um partido que perdeu as eleições é convidado a formar governo.
    Cavaco deveria ter constatado que a geringonça era uma associação de conveniência para tomar o poder e evitar que o partido vencedor governasse. Era uma associação com dois partidos fundamentalistas e extremistas.
    Cavaco deveria entrar num convento para expiar os seus pecados em silêncio.

RESPONDER

Juiz Carlos Alexandre está em isolamento profilático

O juiz Carlos Alexandre encontra-se em isolamento profilático depois de ter participado, no final de junho, numa busca a uma agência bancária em que estiverem envolvidas três pessoas infetadas com covid-19. De acordo com a RTP, …

Jogo de loucos em Itália. Milan de Ibrahimovic derrota Juve de CR7 com golo português

Cristiano Ronaldo fez o 2-0 para a Juventus em casa do AC Milan, porém, o campeão perdeu 4-2 e desperdiçou a oportunidade de ampliar para 10 os pontos de vantagem para a Lazio, derrotada em …

A maior promessa do futebol alemão pede para sair. Chelsea prepara 100 milhões de euros

O internacional alemão Kai Havertz pediu à direção do Leverkusen para sair este verão. O Chelsea é o principal candidato à contratação do médio, tendo de desembolsar 100 milhões de euros. Kai Havertz é provavelmente a …

"A sombra de Sarkozy" e a filha de imigrantes cabo-verdianos. Novo Governo de Macron vira à direita

É um "Governo mais à direita do que nunca". O desabafo é do líder dos socialistas franceses, Olivier Faure, numa crítica ao Presidente Emmanuel Macron pelas escolhas que fez para o novo Governo do país. …

Trincão ainda não pôs os pés em Camp Nou e já tem pretendentes

O português Francisco Trincão, contratado em março passado pelo Barcelona ao Sporting de Braga, ainda não colocou os pés em Camp Nou e já tem clubes interessados na sua compra ao clube catalão. O negócio que …

Costa e Conte perfeitamente alinhados. Previsões de Bruxelas exigem um acordo europeu imediato

Os primeiros-ministros de Portugal e de Itália defenderam que o agravamento das previsões negativas da economia da Comissão Europeia impõe um acordo entre os 27 Estados-membros já na próxima reunião do Conselho Europeu. Esta posição comum …

Novo Banco vendeu ativos com 70% de desconto a fundo com ligações ao seu chairman

O chairman do Novo Banco, Byron Haines, liderou um banco detido pelo fundo norte-americano Cerberus. Foi precisamente este fundo a que o Novo Banco vendeu quase 200 imóveis com um desconto de 70%. O Novo Banco …

As antigas águas da Austrália estavam cheias de escorpiões gigantes predadores

As antigas águas em redor da Austrália podem ter estado cheias de enormes escorpiões marinhos predadores que mediam 2,5 metros de comprimento. Conhecidos como Eurypterida, estes animais ferozes foram os maiores predadores marinhos a aparecer no …

Siza Vieira sobre Efacec: Estado está a salvar uma empresa viável e não os bancos que financiaram Isabel dos Santos

O ministro da Economia esclareceu esta terça-feira que o Estado está a “salvar uma empresa” e não “os financiadores e os acionistas” da Efacec e que o valor da indemnização não será suficiente para saldar …

Casos de covid-19 encerram Câmara de Paços de Ferreira. Presidente está infetado

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira, distrito do Porto, anunciou esta quarta-feira que o seu edifício sede se encontra temporariamente encerrado depois de terem sido detetado casos positivos de covid-19 entre os trabalhadores. "A …