Caso José Sócrates levou à detenção de suspeito da Lava Jato em Lisboa

imanente / Flickr

A detenção de Raul Schmidt Felippe Júnior, suspeito no âmbito da mega-operação brasileira Lava Jato, num apartamento de luxo, em Lisboa, resulta da colaboração entre as polícias do Brasil e de Portugal, parceria que começou por causa de José Sócrates.

Autoridades portuguesas e brasileiras começaram a trabalhar juntas em meados de 2015, quando se começaram a cruzar dados da Operação Lava Jato com informações alusivas à Operação Marquês que implica José Sócrates em crimes de corrupção.

BBC Brasil reporta que investigadores dos dois lados do Atlântico têm trocado provas e descobertas no âmbito das relações entre suspeitos dos dois casos, nomeadamente quanto aos laços entre José Sócrates e Lula da Silva.

Entre as suspeitas que recaem sobre o ex-primeiro-ministro português estão as suas ligações à construtora brasileira Odebrecht, nomeadamente no âmbito do viagens do ex-presidente do Brasil a Portugal alegadamente custeadas por aquela empresa.

Há ainda escutas telefónicas que indiciarão eventuais trocas de influências entre Sócrates e Lula da Silva no sentido de favorecimento ao grupo farmacêutico Octapharma.

Na Operação Lava Jato ainda se investigarão eventuais pressões de Lula da Silva a Passos Coelho, quando este era primeiro-ministro, sobre o pretenso interesse da Odebrecht em comprar a empresa estatal portuguesa Empresa Geral de Fomento (EGF).

Por outro lado, a Operação Marquês investigará a participação da Bento Pedroso Construções, filial portuguesa da Odebrecht, na construção de uma linha de comboio de alta velocidade, de uma barragem e de parte de uma estrada, contratos obtidos em parceria com o Grupo Lena.

O Grupo Lena está no centro da Operação Marquês e o seu administrador, Joaquim Barroca, é um dos arguidos do processo.

Outro nome que se cruza nas duas investigações é o do ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos e ex-ministro, Armando Vara, suspeito na Operação Marquês pela sua intervenção de suposto favorecimento ao empreendimento turístico Vale do Lobo, no Algarve.

No âmbito da Lava Jato, estão em causa eventuais influências em favor da empresa brasileira Camargo Corrêa, no domínio do dito resort de luxo.

Raul Schmidt escondeu-se em Portugal para evitar extradição

Foi esta colaboração luso-brasileira que permitiu deter Raul Schmidt Felippe Júnior num apartamento de luxo, em Lisboa, onde se terá refugiado para evitar a extradição para o Brasil, algo que deverá conseguir por ter nacionalidade portuguesa.

O empresário, que é suspeito de pagar subornos a responsáveis da Petrobras em troca de contratos com as suas empresas, vai ser ouvido no Tribunal da Relação de Lisboa, nesta terça-feira, depois de ter sido detido num condomínio de luxo no bairro do Castelo, em Lisboa.

O Diário de Notícias apurou que Raul Schmidt vivia num apartamento avaliado em três milhões de euros, com a mulher e a filha, há cerca de seis meses, depois de ter viajado de Londres para Lisboa, alegadamente com o intuito de evitar a extradição para o Brasil, prevendo que pudesse vir a ser “apanhado” pelas autoridades brasileiras.

O empresário, que tem dupla nacionalidade portuguesa e brasileira, era considerado foragido desde Julho de 2015.

Raul Schmidt deverá contestar o pedido de extradição já solicitado pelo Brasil e “a Constituição Portuguesa garante que Portugal, por regra, não extradita os seus nacionais”, explica o advogado José António Barreiros na Rádio Renascença.

A advogada especialista em extradição e direito penal internacional Vânia Costa Ramos acrescenta na mesma estação que o empresário só pode ser extraditado se for suspeito de “terrorismo ou de criminalidade internacional organizada”.

Caso não seja extraditado, Raul Schmidt será alvo de julgamento em Portugal, à luz dos factos da investigação brasileira.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Responder a Zoca Cancelar resposta

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …

Poluição do ar em Sydney entre as 20 piores do mundo devido aos incêndios

A poluição do ar em Sydney, a maior cidade da Austrália com mais de cinco milhões de habitantes, está hoje entre as 20 piores do mundo devido ao fumo dos incêndios no leste do país. "Sydney, …

Audições da RTP sobre "Sexta às 9" aprovadas pelos deputados

Os deputados da comissão parlamentar de Cultura e Comunicação aprovaram "por unanimidade", esta terça-feira, as audições da diretora de informação e do presidente da RTP sobre o programa "Sexta às 9". O grupo parlamentar do PSD …