Cabo eléctrico vai ligar Portugal a Marrocos e baixar a conta da luz

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O primeiro-ministro cumpre nesta terça-feira, em Rabat, Marrocos, o segundo e último dia da 13.ª Cimeira Luso-Marroquina, tendo como tema central o projecto de construção de um cabo para interconexão eléctrica, com 220 quilómetros, entre os dois países.

“O principal desafio que temos é o de estabelecermos a interconexão eléctrica. É uma oportunidade para podermos, de modo sustentável, contribuir para baixar e termos uma melhor factura energética“, sustentou António Costa, no final do primeiro dia de cimeira.

Este projecto de investimento para a construção do cabo de interligação eléctrica deve arrancar no primeiro semestre de 2018 e está avaliado entre 500 e 700 milhões de euros, tendo como modelo técnico e financeiro o esquema de operação usado na ligação edificada entre a Holanda e o Reino Unido, que custou cerca de 600 milhões de euros.

No plano técnico, esta interligação eléctrica permitirá a Portugal vender energia a Marrocos em alguns momentos de um determinado dia e, eventualmente, comprar em outras alturas desse mesmo dia. “O transporte de energia far-se-á nos dois sentidos”, referiu.

De acordo com os estudos, que se encontram em fase de conclusão, o cabo deverá ligar a zona de Tavira, no Algarve, à cidade marroquina de Tânger.

Com esta interligação eléctrica “será reforçada a segurança do abastecimento energético dos dois países, através de uma maior diversificação das fontes de energia”, referiu também o primeiro-ministro.

Agora, só falta que “surjam os investimentos para a concretização desta obra”, notou, realçando que “esta é uma das prioridades das relações com Marrocos nos próximos anos”.

Exportações para Marrocos em alta

No que respeita ao quadro global de relações económicas entre Portugal e Marrocos, o primeiro-ministro salientou a existência de mais de três centenas de empresas portuguesas com investimentos neste país.

“As exportações para Marrocos têm vindo a subir significativamente e há também investimentos marroquinos em Portugal. Há ainda a possibilidade de empresas marroquinas e portuguesas trabalharem em conjunto em vários países africanos onde estão presentes”, acentuou António Costa.

A passagem do governante por Rabat prevê encontros com empresários portugueses, a participação na abertura do fórum empresarial luso-marroquino e a assinatura de acordos bilaterais com o Governo marroquino.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Hummmm. Alguém fez bem as contas a isso tudo? É que em Marrocos há muito sol e qualquer dia poderão usá-lo para produzir energia. E nesse caso estaríamos a construir uma via para… importarmos. Fizeram bem as continhas todas, agora que o homem das contas está a monte para a Europa?

  2. Grande MENTIROSO !!!
    O cabo liga Portugal a Marrocos, torna a energia mais barata, a EDP aumenta os lucros e o zé povo continua a pagar o mesmo (ou mais!)
    Quando o Tosta conseguir tirar das nossas facturas os valores de CMEC, ou Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual, uma das maiores fontes de receita, e de lucro, da EDP em Portugal, a gente começa a acreditar no aldrabão.

  3. Concordo com os outros comentários.
    Infelizmente isto são ideais que não são aplicados. Tal como os enormes parques foto-voltaicos no Alentejo e dezenas de parques eólicos espalhados pelo centro e norte de Portugal, deviam baixar a factura. Continuamos a pagar o mesmo ou até mais para pagar o investimento. Quando dão lucro, é prémios para os gestores.

  4. Mais uma para gastarem o pouco que têm, quando a avaliação é de 500 a 700 milhões , no fim será como sempre, sobe para 1000 milhões e teremos a luz ao mesmo preço ou mais cara porque gastaram mais que o avaliado!!!!

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …