BES e Banif vão custar mais 200 milhões aos cofres públicos

Os cofres públicos vão ter que pagar quase mais 200 milhões de euros com despesas relacionadas com negócios do BES e do Banif, além dos milhões de euros que o Estado já teve que custear no âmbito do colapso dos dois bancos.

A queda do BES e do Banif já custou aos contribuintes cerca de 7sete mil milhões de euros, mas a factura não fica por aí e o Estado terá que gastar ainda mais cerca de 200 milhões de euros, devido a negócios que correram mal, conforme aponta o Diário de Notícias.

O jornal tem por base a proposta de Orçamento de Estado para 2017 (OE 2017) e lembra que, a partir de 2017, as contas públicas contarão, pela primeira vez, com os números relativos a nove sociedades que gerem activos tóxicos dos dois bancos que faliram em 2014 e em 2015.

Assim, o governo prevê gastar 171,1 milhões de euros com a Oitante, a sociedade-veículo que ficou com os activos tóxicos do Banif que o Santander não quis comprar, aquando da resolução do banco, conforme aponta o DN.

Inscrita na proposta de OE 2017 está ainda uma despesa pública de 3,1 milhões de euros com o Banif, de 21,8 milhões com a Banif Imobiliária e de 243 mil euros com a WIL – Projectos Turísticos, também pertencente ao universo do mesmo banco.

Há ainda várias “pequenas despesas para conseguir manter à tona negócios feitos pelo antigo BES” num total de 1,2 milhões de euros de despesa pública, nota o DN, referindo que estão em causa, nomeadamente processos relacionados com a ES Tech Ventures, a empresa que gere o edifício onde funciona o Espaço Novo Banco, em Lisboa, e que acolhe exposições de fotografia, a sociedade imobiliária Quinta dos Cónegos e a consultora de investimentos em resorts no Brasil Righthour.

Além destes quase 200 milhões de euros adicionais com o BES e com o Banif, o governo prevê ainda mais despesas com os dois bancos e vaticina que vão duplicar os gastos com a Wolfpart, a gestora de créditos malparados concedidos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) ao empreendimento turístico de Vale do Lobo, no Algarve.

O DN repara que o Estado já gastou 8,5 milhões de euros com a empresa, em 2016. No OE 2017 está previsto um “reforço orçamental de 118%“, subindo para os 18,5 milhões de euros em 2017, refere o jornal.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estas contas estão mal feitas, a avaliar pelos gestores de topo que temos, ainda não se sabe quanto é que se tem de pagar. Força Pretogal.

  2. Não são os partidos de esquerda que defendem a nacionalização da Banca? Então neste caso vejam lá se põem tudo isso em pratos limpos e a funcionar como deve ser para começarmos a reaver o que já investimos ou se pelo contrário vão vender o agora Banco Novo ao preço da chuva.

Ucrânia quer aderir à NATO. Rússia opõe-se, mas EUA apoiam

O ministro da Defesa da Ucrânia anunciou esta terça-feira que pretende iniciar o processo de adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês) no próximo ano, apesar da oposição de …

Abstenção do PCP no OE serve para "evitar" crescimento das forças "antidemocráticas", diz João Oliveira

O líder parlamentar dos comunistas, João Oliveira, indiciou que a "arrumação" da direita, com o aparecimento do Chega e da Iniciativa Liberal (IL), pesou na definição da estratégia política do PCP, embora não "condicione" o partido. Na …

"Bolhas domésticas" e celebrações online. As sugestões de Bruxelas para o Natal

A Comissão Europeia pediu esta quarta-feira aos países da União Europeia (UE) para definirem “critérios claros” relativamente ao Natal, devendo estipular um número máximo de pessoas por ajuntamento, incentivar “bolhas domésticas” para passar as festividades …

PSD ouviu empresários em greve de fome e apela a Governo que os receba

O líder do grupo parlamentar do PSD apelou esta quarta-feira ao Governo para que receba os empresários da restauração e da animação noturna em greve de fome em frente ao Parlamento, depois de se ter …

China acusada de violar sanções à Coreia do Norte. EUA oferecem recompensa de 5 milhões

A China está a ser acusação de uma “violação flagrante” da obrigação de aplicar sanções internacionais à Coreia do Norte. Os Estados Unidos estão a oferecer uma recompensa de cinco milhões de dólares por informações. De …

Fabricante de aeronaves Embraer revela ter sido vítima de ataque informático

A fabricante aeronáutica brasileira Embraer informou esta terça-feira, em comunicado, que sofreu um ataque informático aos seus sistemas. A Embraer frisou, em comunicado divulgado aos acionistas, que o ataque “resultou na divulgação de dados supostamente atribuídos …

Filho de Michael Schumacher ascende à Fórmula 1 em 2021

O alemão Mick Schumacher, filho do antigo piloto Michael Schumacher, ascende à Fórmula 1 na próxima temporada, para pilotar um dos carros da escuderia Haas, anunciou esta quarta-feira a equipa norte-americana. Atual líder do campeonato de …

Costa diz que ilegalização do Chega não é resposta, mas sim solucionar problemas

O primeiro-ministro considerou esta terça-feira que a resposta política mais eficaz ao Chega não passa pela sua ilegalização, mas por solucionar os problemas sociais que alimentam o populismo e explicam a existência do partido. António Costa …

Após atropelamento que fez 5 mortos na Alemanha, polícia exclui hipótese de terrorismo

O condutor que ontem provocou cinco mortes ao atropelar várias pessoas numa zona pedonal, em Trier, mostra sinais de "distúrbios psiquiátricos", afirmou o procurador dessa cidade do oeste da Alemanha, com a polícia a descartar …

Sonangol admite sair do Millennium BCP se surgir uma "boa oportunidade"

A petrolífera angolana Sonangol, segundo maior acionista do Millennium BCP com cerca de 20%, admitiu aproveitar alguma “boa oportunidade” que surja para vender a sua participação. A informação foi transmitida pela Sonangol de Sebastião Gaspar Martins, …