Barreiras Duarte tem de voltar às aulas para ter o doutoramento

PSD / Flickr

Feliciano Barreiras Duarte, ex-secretário-geral do PSD

Comissão científica deliberou que a dispensa da parte escolar se baseou no estatuto falso de visiting scholar em Berkeley, pelo que Feliciano Barreiras Duarte terá de voltar às aulas.

A Comissão Científica de Direito da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) deliberou, esta segunda-feira, que Feliciano Barreiras Duarte, antigo vice-presidente do PSD, terá que voltar às aulas de doutoramento se quiser manter este seu grau académico.

Esta é uma consequência do facto de Barreiras Duarte ter inscrito no seu currículo ter sido visiting scholar na Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, o que não era verdade.

A comissão concluiu, segundo a Sábado, que o seu estatuto nos Estados Unidos teve um grande peso na dispensa das aulas e, como não corresponde à verdade, Feliciano será obrigado a frequentar a parte letiva.

De acordo com o administrador da UAL, Reginaldo de Almeida, esta posição terá ainda de ser confirmada pelo Conselho Científico da UAL, uma decisão que deverá acontecer na primeira semana de maio. A decisão final será então comunicada a Barreiras Duarte que decidirá se abandona o doutoramento ou se volta às aulas.

Feliciano Barreiras Duarte demitiu-se do cargo de vice-presidente do PSD um mês após a eleição, envolvido nas polémicas do currículo falseado e de suspeitas de recebimento de subsídios indevidos do Parlamento.

Deliberação arrasadora

O júri, do qual a ex-ministra Constança Urbano de Sousa faz parte, fez uma “análise crítica do artigo apresentado” e foi verdadeiramente arrasador, escreve o Observador.

Na análise consta que Barreiras Duate concluiu a licenciatura em Direito com “média de onze valores”, destacando que a classificação “em mais de 50% das disciplinas foi de 10”. Em relação ao mestrado, no qual Feliciano teve 18 valores, não são levantadas reservas.

No que diz respeito à admissão como doutorando, o júri destaca que, embora o candidato tenha uma vasta experiência profissional, esta é “claramente insuficiente para per si constituir um fator determinante de análise de admissão ao doutoramento sem parte escolar”.

No documento, o currículo do ex-vice-presidente do PSD é desvalorizado e, em relação ao facto de ser professor universitário, o júri lembra que foi uma “atividade de docente noutra universidade por convite, sem ter sido sujeito a provas públicas de seleção”.

Em relação às mais de 20 publicações que o candidato apresentou, o júri frisa que são “em regra, compilações de leis, como portarias, sem serem anotadas, algumas só com algumas notas iniciais e nem sempre do próprio”, sendo “desprovidas de pesquisa ou trabalho científico”.

O estatuto de visiting scholar era, para a comissão, uma “marca de excelência académica” e o “fator decisivo para admitir o aluno em doutoramento com dispensa da parte escolar”. Sem a referência a Berkeley, assume a UAL, o aluno tinha sido admitido no terceiro ciclo, mas “sem dispensa”.

Além disso, a comissão científica acusa Feliciano Barreiras Duarte de “induzir em erro” o Conselho Científico da UAL ao se apresentar várias vezes ao longo do currículo como “doutorando, investigador e conferencista” da Universidade da Califórnia, em Berkeley.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais um artista… teve azar…
    Mas muitos por aí há que fizeram os pseudo-cursos depois do 25 de abril, era um regabofe…
    Bastava terem frequentado a escola industrial e já eram engenheiros… tudo se fazia!
    Uma festa!

Responder a João Cancelar resposta

Infarmed ordena retirada do mercado de creme para mamilos

O Infarmed ordenou esta segunda-feira a retirada do mercado do produto cosmético "D'Aveia Regenerador de Mamilos", por ter um conservante proibido desde 2015 para este tipo de produtos, que pode colocar em risco a saúde. A …

Portugal é o segundo país da Europa onde mais se anda de carro

Portugal foi o segundo país da União Europeia onde mais se circulou de carro, em 2017, revela o Eurostat. Apenas a Lituânia ficou à frente. Deixar o carro na garagem e usar meios de transporte alternativos …

Empresas ficam sujeitas à arbitragem em litígios de consumo até cinco mil euros

Todas as empresas estão, a partir desta segunda-feira, obrigadas a sujeitar-se à arbitragem ou à mediação nos conflitos de consumo até cinco mil euros. A lei 63/2019, publicada a de 16 de agosto, alterou a Lei …

Farmacêutica Purdue Pharma vai declarar falência

A gigante farmacêutica Purdue Pharma pediu proteção contra credores, sucumbido à pressão dos mais de 2600 processos judiciais de que é alvo, na sequência da crise dos opióides, nos Estados Unidos. A farmacêutica com sede em …

Aliança convida partidos “sem cartão dourado” para 36 debates no Youtube

No dia em que os três canais generalistas irão passar em direto o debate entre Rui Rio e António Costa, o partido de Pedro Santana Lopes lançou um convite a todos os partidos sem …

Metro do Porto e Carris reforçam fiscalização

Com a entrada em vigor dos novos passes, Metro do Porto e Carris estão a reforçar a fiscalização para tentarem baixar os números de fraude e garantir que têm o devido retorno financeiro por aderirem …

Bloco de Esquerda quer aumento gradual das pensões mínimas até ao salário mínimo

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, propôs esta segunda-feira o aumento das pensões mais baixas até ao valor do salário mínimo e defendeu que o rendimento dos filhos não deve contar na atribuição …

Associação Berardo vai contestar arresto de obras de arte

A Associação Coleção Berardo (ACB), proprietária das obras de arte do empresário José Berardo, vai contestar de esta segunda-feira a uma semana o arresto de cerca de 2.200 peças, disse à agência Lusa fonte próxima …

Netanyahu quer anexar "todos os colonatos" na Cisjordânia ocupada

Benjamin Netanyahu afirma que quer "estender a soberania a todos os colonatos", incluindo alguns que sejam importantes para a herança de Israel. Eleições são esta terça-feira. O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, prometeu esta segunda-feira anexar “todos …

Trump rejeita nova acusação de abuso sexual contra Brett Kavanaugh

O Presidente norte-americano considera que a nova acusação de abuso sexual contra o juiz do Supremo Tribunal dos Estados Unidos é "mentira". Os democratas, por sua vez, pedem que Brett Kavanaugh seja destituído do cargo. De acordo …