Barreiras Duarte tem de voltar às aulas para ter o doutoramento

PSD / Flickr

Feliciano Barreiras Duarte, ex-secretário-geral do PSD

Comissão científica deliberou que a dispensa da parte escolar se baseou no estatuto falso de visiting scholar em Berkeley, pelo que Feliciano Barreiras Duarte terá de voltar às aulas.

A Comissão Científica de Direito da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) deliberou, esta segunda-feira, que Feliciano Barreiras Duarte, antigo vice-presidente do PSD, terá que voltar às aulas de doutoramento se quiser manter este seu grau académico.

Esta é uma consequência do facto de Barreiras Duarte ter inscrito no seu currículo ter sido visiting scholar na Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, o que não era verdade.

A comissão concluiu, segundo a Sábado, que o seu estatuto nos Estados Unidos teve um grande peso na dispensa das aulas e, como não corresponde à verdade, Feliciano será obrigado a frequentar a parte letiva.

De acordo com o administrador da UAL, Reginaldo de Almeida, esta posição terá ainda de ser confirmada pelo Conselho Científico da UAL, uma decisão que deverá acontecer na primeira semana de maio. A decisão final será então comunicada a Barreiras Duarte que decidirá se abandona o doutoramento ou se volta às aulas.

Feliciano Barreiras Duarte demitiu-se do cargo de vice-presidente do PSD um mês após a eleição, envolvido nas polémicas do currículo falseado e de suspeitas de recebimento de subsídios indevidos do Parlamento.

Deliberação arrasadora

O júri, do qual a ex-ministra Constança Urbano de Sousa faz parte, fez uma “análise crítica do artigo apresentado” e foi verdadeiramente arrasador, escreve o Observador.

Na análise consta que Barreiras Duate concluiu a licenciatura em Direito com “média de onze valores”, destacando que a classificação “em mais de 50% das disciplinas foi de 10”. Em relação ao mestrado, no qual Feliciano teve 18 valores, não são levantadas reservas.

No que diz respeito à admissão como doutorando, o júri destaca que, embora o candidato tenha uma vasta experiência profissional, esta é “claramente insuficiente para per si constituir um fator determinante de análise de admissão ao doutoramento sem parte escolar”.

No documento, o currículo do ex-vice-presidente do PSD é desvalorizado e, em relação ao facto de ser professor universitário, o júri lembra que foi uma “atividade de docente noutra universidade por convite, sem ter sido sujeito a provas públicas de seleção”.

Em relação às mais de 20 publicações que o candidato apresentou, o júri frisa que são “em regra, compilações de leis, como portarias, sem serem anotadas, algumas só com algumas notas iniciais e nem sempre do próprio”, sendo “desprovidas de pesquisa ou trabalho científico”.

O estatuto de visiting scholar era, para a comissão, uma “marca de excelência académica” e o “fator decisivo para admitir o aluno em doutoramento com dispensa da parte escolar”. Sem a referência a Berkeley, assume a UAL, o aluno tinha sido admitido no terceiro ciclo, mas “sem dispensa”.

Além disso, a comissão científica acusa Feliciano Barreiras Duarte de “induzir em erro” o Conselho Científico da UAL ao se apresentar várias vezes ao longo do currículo como “doutorando, investigador e conferencista” da Universidade da Califórnia, em Berkeley.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais um artista… teve azar…
    Mas muitos por aí há que fizeram os pseudo-cursos depois do 25 de abril, era um regabofe…
    Bastava terem frequentado a escola industrial e já eram engenheiros… tudo se fazia!
    Uma festa!

Aliança convida partidos “sem cartão dourado” para 36 debates no Youtube

No dia em que os três canais generalistas irão passar em direto o debate entre Rui Rio e António Costa, o partido de Pedro Santana Lopes lançou um convite a todos os partidos sem …

Metro do Porto e Carris reforçam fiscalização

Com a entrada em vigor dos novos passes, Metro do Porto e Carris estão a reforçar a fiscalização para tentarem baixar os números de fraude e garantir que têm o devido retorno financeiro por aderirem …

Bloco de Esquerda quer aumento gradual das pensões mínimas até ao salário mínimo

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, propôs esta segunda-feira o aumento das pensões mais baixas até ao valor do salário mínimo e defendeu que o rendimento dos filhos não deve contar na atribuição …

Associação Berardo vai contestar arresto de obras de arte

A Associação Coleção Berardo (ACB), proprietária das obras de arte do empresário José Berardo, vai contestar de esta segunda-feira a uma semana o arresto de cerca de 2.200 peças, disse à agência Lusa fonte próxima …

Netanyahu quer anexar "todos os colonatos" na Cisjordânia ocupada

Benjamin Netanyahu afirma que quer "estender a soberania a todos os colonatos", incluindo alguns que sejam importantes para a herança de Israel. Eleições são esta terça-feira. O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, prometeu esta segunda-feira anexar “todos …

Trump rejeita nova acusação de abuso sexual contra Brett Kavanaugh

O Presidente norte-americano considera que a nova acusação de abuso sexual contra o juiz do Supremo Tribunal dos Estados Unidos é "mentira". Os democratas, por sua vez, pedem que Brett Kavanaugh seja destituído do cargo. De acordo …

Câmara de Cascais quer investir seis milhões de euros no forte onde Salazar caiu da cadeira

A autarquia de Cascais apresentou ao Estado um projeto que passa por dar novo uso ao Forte de Santo António da Barra durante 50 anos. Foi lá que Salazar caiu da cadeira, em 1968. A câmara …

Erros de cálculo que ignoram riscos extremos. Apontadas falhas ao estudo do Aeroporto do Montijo

O geógrafo e investigador Carlos Antunes da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa critica o Estudo de Impacte Ambiental do aeroporto do Montijo, considerando que apresenta erros de cálculo e que não prevê os …

Homem morre em Guimarães. Terá sido picado por uma vespa

Um homem de 32 anos morreu em Guimarães depois de uma possível reação alérgica à picada de uma vespa. A vítima entrou em paragem cardiorrespiratória. Um homem de 32 anos morreu no sábado à noite na …

Taxa de juro do crédito à habitação negativa até 2025

A taxa de juro do crédito à habitação vai ser negativa até cerca de junho de 2025, mais um ano do que o que era esperado em julho. As expectativas de juros mais baixos na zona …