“O Banco de Portugal é que criou os lesados do BES”

Miguel A. Lopes / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado entra ao ataque na primeira grande entrevista concedida depois da queda do BES, há três anos. O ex-banqueiro responsabiliza o Banco de Portugal por haver lesados e ataca Passos Coelho e o primo José Maria Ricciardi.

Numa longa entrevista ao Dinheiro Vivo, Ricardo Salgado, que é arguido em centenas de processos, defende que o Novo Banco devia ficar em mãos portuguesas, manifestando oposição à venda da instituição bancária ao fundo norte-americano Lone Star.

“A melhor solução para o Novo Banco era permanecer português, quer fosse incorporado na Caixa Geral de Depósitos, quer fosse adquirido pelo Millenium BCP”, diz o ex- administrador do grupo Espírito Santo.

“O Banco de Fomento podia perfeitamente ser recapitalizado pelo Estado para reforçar o Novo Banco”, considera ainda, depois de já ter manifestado a mesma posição numa entrevista à agência noticiosa Bloomberg, na semana passada.

“Banco de Portugal é que criou os lesados do BES”

Desta vez, instalado no seu escritório numa vivenda de Cascais, Salgado declara ao Dinheiro Vivo que nunca foi hostilizado pelos lesados do banco e que compreende as razões de queixa que apresentam.

Mas quando questionado sobre se já pensou em pedir desculpas aos clientes lesados, Salgado atira as culpas para o Banco de Portugal e nota que “os clientes foram usados pela medida de resolução”.

“O Banco de Portugal é que criou os lesados do BES”, refere. “Não fui eu que optei pela resolução, nem que a preparei ou executei”, reforça.

“Pedir desculpa seria a fórmula mais fácil de me desresponsabilizar publicamente“, acrescenta depois. Ao longo de uma entrevista de seis páginas, Ricardo Salgado também critica o ex-primeiro-ministro Passos Coelho.

“Passos Coelho não só chumbou a operação de financiamento solicitada pelo Banco de Portugal, como publicitou essa recusa. Isto é o colapso final!“, lamenta.

Dá “explicações” aos lesados na missa

O ex-banqueiro garante também que se tem cruzado com lesados “na missa em Cascais” que vão falar com ele. “Dou-lhes explicações daquilo que estou a fazer”, refere.

“Eu continuo na minha senda de procurar demonstrar que tive razão e que tenho razão naquilo que estou a defender, e levarei isso até ao final”, frisa.

“Estou a lutar pela minha reputação”, afiança também. E “vou lutar até ao fim”, alerta.

Os “excessos temperamentais” do primo

Na entrevista ao Dinheiro Vivo, Salgado refere também ter feito um mau julgamento do empresário angolano Álvaro Sobrinho e do empresário luso-angolano Hélder Bataglia, considerando que “os dois tiveram um papel terrível” na “destruição do BES em Angola”, e acusando os dois homens de terem feito uma “gestão ruinosa” do BESA.

Na mira também está o seu primo, José Maria Ricciardi de quem diz que tem “excessos temperamentais”, depois de questionado sobre se escolheu Manuel Pinho, que trabalhou no BES, para ministro da Economia, como este familiar teria sugerido.

“Pode ter a certeza de que eu não sugeri nada ao engenheiro Sócrates“, frisa para depois comentar sobre a Operação Marquês, onde é também arguido a par do ex-primeiro-ministro, que “ainda a procissão vai no adro”.

“Não há iates, nem castelos na Escócia”

Sobre a ideia de que ele era o “Dono Disto Tudo”, Salgado nota que foi “uma criação artificial para acabar” com ele. “Creio que estará relacionada com a palavra inveja, usada por Camões no final dos Lusíadas”, aponta.

O ex-banqueiro também considera que a reforma de 90 mil euros a que tem direito é merecida porque diz ter descontado “uma brutalidade toda a vida”.

Sobre o seu património, assegura que “não há iates, nunca houve”. “E não há castelos na Escócia“, afiança ainda.

A terminar, o ex-presidente do BES diz que espera lançar, até ao fim do ano, um livro de memórias que está a escrever, mas não abre o véu sobre as revelações que lá divulgará.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Não sou lesado do BES mas sou lesado dessa torpe máquina/cancro que se infiltrou na sociedade portuguesa.
    À conta da organização de malfeitores deste escroque, estou há vários anos sem poder passar um cheque, pedir um crédito, um cartão, um descobertode conta, etc… Tudo porque me recusei a pagar ao BES, algo que, comprovadamente (já há sentença, transitada, nesse sentido) nunca devi!
    E vem este pavão com esta conversa? A sua sorte, Sr. “Insonso”, é que não frequento a missa, nem resido em Cascais…

  2. Não ter **** da vergonha na cara é isto. Nem mais, nem menos. (O Banco de Portugal também não está isento de culpas, não pela resolução, mas por ter deixado à solta o DDT durante tanto tempo.)

  3. gatuno que deviar aguardar atras das grades. o descalabro do bes é culpa de quem não lhe deu a mao depois de se enterrar? haja paciencia para estes parvos.
    ainda havera portugueses a apoia-lo como ao socrates, costa, portas, cruz, isaltino, fatima, etc. somos mesmo tapados.

RESPONDER

Primeiro não flutuava. Agora o novo submarino espanhol não cabe nas docas

Primeiro não flutuava, por excesso de peso, e agora, não cabe nas docas. O novo submarino da Marinha Espanhola é um embaraço para a Defesa do país vizinho e um caso flagrante de derrapagem, com …

Quase um milhão de refeições escolares desperdiçadas

Quase um milhão de refeições escolares que tinham sido encomendadas foram desperdiçadas porque os alunos faltaram, revela o relatório anual do ministério da Educação sobre cantinas concessionadas a privados. Entre setembro do ano passado e 31 …

Arrojada no céu: Aston Martin apresenta carro voador de luxo

A Aston Martin apresentou recentemente o Volante Vision Concept, uma aeronave arrojada e futurista destinada a transportar passageiros em voos de médias e longas distâncias. A Aston Martin pôs em cima da mesa as suas soluções …

Marta Soares recusa candidatura de Bruno de Carvalho

Bruno de Carvalho tentou formalizar a sua candidatura à presidência do Sporting, esta quarta-feira, tendo sido prontamente recusada por Jaime Marta Soares. O advogado de Bruno de Carvalho, Pedro Proença, deslocou-se esta quarta-feira ao Estádio de …

Hungria retira-se de pacto mundial sobre as migrações aprovado na ONU

A Hungria, com um Governo abertamente hostil à imigração, declarou que se retira do pacto mundial sobre as migrações aprovado, na semana passada, nas Nações Unidas, por considerar que encoraja o fluxo de pessoas "perigosas". O …

Lisboa vai proibir copos de plástico a partir de 2020

Um dos objetivos da Câmara Municipal de Lisboa para o ano em que a cidade será a Capital Verde Europeia é banir os copos de plástico até 2020. Segundo o Diário de Notícias, esta é uma …

Prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos dos Hells Angels

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa determinou prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos como medidas de coação no âmbito do processo do grupo Hells Angels e apresentações periódicas às autoridades para os restantes. Segundo …

Bruxelas aplica multa recorde de 4,3 mil milhões de euros à Google

A Comissão Europeia aplicou, esta quarta-feira, uma multa com valor recorde de 4,3 mil milhões de euros ao gigante norte-americano Google por abuso de posição no mercado devido ao sistema Android. Esta sanção, destinada a punir …

Rapazes salvos na Tailândia saíram do hospital e recordam "milagre"

As 12 crianças e o treinador de futebol que ficaram presos numa gruta inundada na Tailândia e que estavam internados desde a semana passada receberam esta quarta-feira alta hospitalar e falaram pela primeira vez desde …

Hotel processa sobreviventes do massacre de Las Vegas

A empresa que detém o hotel Mandalay Bay, em Las Vegas –  onde Stephen Paddock disparou sobre uma multidão num festival de música country –, processou mil de vítimas do ataque, argumentando não ter "qualquer …