Aulas à distância, provas de aferição e exames. O 3.º período ainda é incerto

Pedro Nunes / Lusa

O Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, assegurou, esta segunda-feira, que as notas dos 2.º período serão publicadas. Porém, a forma como o 3.º período vai decorrer ainda é incerta.

Em entrevista à Renascença, Tiago Brandão Rodrigues assegurou que as notas referentes ao 2.º período serão publicadas, de acordo com as garantias recebidas de todas as escolas. Para o ministro, este é “um primeiro objetivo foi alcançado”.

Porém, o grua de incerteza é maior quando se fala do 3.º período. O ministro da Educação ainda não tem decisão definitiva sobre como vai decorrer, mas diz que “tudo indica que aulas serão à distância”.

O modelo a adotar para garantir que o ensino à distância chegue a todos os alunos ainda está em avaliação, mas Brandão Rodrigues aponte que a opção pela distribuição de conteúdos pela Televisão Digital Terrestre (TDT) é um cenário muito provável.

Numa entrevista ao Porto Canal, Siza Vieira, ministro da Economia, disse que o Governo está a estudar soluções que garantam que todos os alunos têm acesso aos conteúdos educativos no 3.º período, que podem passar por canais “do estilo YouTube”, que permitem a transmissão de vários conteúdos em simultâneo, ou por fazer chegar os conteúdos pela televisão por cabo.

Tiago Brandão Rodrigues remete para 9 de abril o anúncio de todas as decisões sobre como irá terminar o ano letivo. O ministro vai anunciar decisões sobre as provas de aferição e aos exames do 9º ano de escolaridade.

Relativamente aos exames no 11º e 12º anos, o ministro da Educação diz estar apostado em conseguir um “processo justo” e ponderado “com auscultação das escolas e das associações de pais”.

Por outro lado, Brandão Rodrigues não admite uma passagem administrativa para todos os estudantes, com o ano escolar a terminar mais cedo – hipótese levantada pelo ex-ministro da educação Marçal Grilo, numa entrevista à Renascença.

Em relação aos pedidos dos estudantes do Ensino Superior para que o pagamento de propinas seja suspenso, o ministro sublinha que o tema é da esfera do ministro da Ciência e Tecnologia. Porém, Brandão Rodrigues nota que “as aulas não presenciais têm sido uma constante no ensino superior”.

ZAP //

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pois, e que tal assumir que não é possível, pelo menos para já, dar aulas com o mínimo da qualidade pretendida, nem assegurar que todos os alunos possuem os meios necessários para aulas à distância (nomeadamente uma ligação à net e um computador/tablet) e fazer as férias escolares enquanto estamos em isolamento social, para compensar depois, quando o risco baixar, o que deve acontecer lá para o verão.
    No fundo era ter férias agora e depois ter aulas no verão.
    Ou será que ir de férias no verão, para a praia ou um destino turístico qualquer, ainda é o mais importante?

      • Quais férias? As férias que são possíveis, considerando a situação actual.
        De facto meio país está de férias. Férias diferentes, mas de férias, pois não está a produzir. E por isso mesmo será necessário trabalhar bem quando a situação permitir.
        Fingir que se está a trabalhar nos dias de hoje e querer gozar as férias no verão, quando o país precisará de recuperar, será um erro muito grande.
        Na situação actual, em que muitos portugueses não conseguem produzir porque estão em isolamento social, o melhor que se poderá fazer é gastar dias de férias. De trabalhar vamos precisar nós todos, incluindo professores e alunos, quando a situação acalmar. Só assim poderemos recuperar…

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …