António Costa garante que ADSE não vai acabar

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu que a ADSE não vai acabar e reafirmou a intenção do Governo de negociar preços justos com os grupos privados prestadores de cuidados de saúde.

“Acho que é preciso uma palavra de confiança a todos os beneficiários da ADSE. Os cuidados de saúde não estão em causa, estarão integralmente assegurados, assim como também está assegurada a continuidade da ADSE. Para isso, é essencial que a ADSE mantenha boas condições de solidez financeira e boas condições comerciais”, afirmou o chefe do Governo.

Os três maiores grupos de saúde privada do país anunciaram que vão romper as convenções com a ADSE, o subsistema de saúde dos funcionários públicos.

António Costa falava aos jornalistas durante uma visita à uma fábrica da Siemens, que produz quadros elétricos em Corroios, no Seixal, distrito de Setúbal.

“O que temos neste momento é uma negociação, em que uma das partes quer aumentar os seus proveitos. Isso em si não tem nada de ilegítimo, a forma como se atua pode ter”, acrescentou António Costa, que se escusou a dizer se considera que há uma atuação em cartel dos grupos privados do setor da saúde.

O primeiro-ministro afirmou que a haver uma atuação em cartel “seria uma grosseira violação da lei da concorrência”.

No entanto, António Costa mostrou-se otimista sobre o futuro da ADSE, lembrando que há vários privados que já manifestaram a vontade de continuar e outros vontade de aderir.

“E mesmo aqueles que anunciaram a rescisão, anunciaram a rescisão a partir de abril para dar um prazo para a negociação. Iremos negociar, não queremos explorar nenhuma entidade privada – não é essa a visão que temos – mas também não podemos aceitar posições abusivas, como aquelas que já foram, no passado, identificadas pelas autoridades judiciárias, e que impuseram aliás à ADSE o dever de recuperar o que foi indevidamente pago”, explicou.

“Não vale a pena neste momento criar um clima que só desfavoreceria os interesses da ADSE na negociação, e favorecia aqueles que, do lado privado, estão na mesa das negociações”, acrescentou.

Questionado pelos jornalistas, António Costa disse não acreditar que a posição dos privados sobre a ADSE e a greve dos enfermeiros possa estar relacionada com a intenção do Governo de aprovar uma nova Lei de Bases da Saúde.

“Se eu vivesse no mundo da ficção, da teoria da conspiração, dir-lhe-ia que não há coincidências. Mas não vivo, nem quero alimentar, nem quero acreditar que alguma vez isso pudesse ter alguma coisa a ver com o debate sobres a Lei de Bases da Saúde”, disse Costa.

Para o primeiro-ministro, “a soberania do poder legislativo para a definição e aprovação de uma Lei de Bases da Saúde, não pode ser condicionada, nem pelas ações dos enfermeiros, nem por esta frente que alguns prestadores privados têm vindo a fazer na negociação com a ADSE”.

É preciso serenidade. E sobretudo queria dar uma palavra de confiança aos beneficiários da ADSE. Sei bem o que representa a ADSE para cada um deles, principalmente para aqueles que já atingiram a idade da reforma e que hoje necessitam mais do que nunca de segurança quanto ao futuro dos seus cuidados de saúde. Isso não está, nem nunca estará em causa. Agora, isso não quer dizer que possamos negociar a qualquer preço, porque isso não existe”, concluiu o primeiro-ministro António Costa.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …

Russos e ucranianos estão em guerra por causa de sopa

A sopa de beterraba é russa ou ucraniana? Um tweet do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa veio falar em prato nacional e a reação na Ucrânia não tardou a chegar. O tweet é de …