Ambulâncias à porta do Santa Maria há 24 horas. Hospital avança com pré-triagem

Mário Cruz / EPA

A entrada do serviço de urgência do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, é mais uma prova da situação caótica vivida em Portugal. No dia em que foram registados mais de 16 mil novos infetados, chegaram a estar cerca de 40 ambulâncias paradas em espera à porta deste hospital.

Mais uma noite de caos no Hospital de Santa Maria. A fila de ambulâncias à porta da unidade hospitalar não para de crescer e, segundo o jornal online Observador, chegaram a estar paradas na entrada da urgência cerca de 40 ambulâncias. Esta manhã, a primeira ambulância estava lá parada há 24 horas.

Para tentar evitar esta situação, o presidente do conselho de administração, Daniel Ferro, anunciou que as regras de triagem vão ser alteradas. A partir desta sexta-feira, uma equipa do INEM e da Proteção Civil vai fazer uma pré-triagem dos doentes que chegam de ambulância.

“Se for uma situação que justifica no acesso aos cuidados do hospital, esse acesso vai ser feito e é feito com mais tranquilidade. E foi já combinado com a ACES [Agrupamentos de Centros de Saúde] de Sete Rios e com a ACEs de Odivelas que vão receber todas aquelas situações para as quais têm cuidados de igual qualidade”, disse o responsável, citado pelo jornal digital, acrescentando que, neste momento, a “situação não está sob controlo”.

Depois de uma sondagem realizada nos últimos dois dias, Daniel Ferro pode assegurar com segurança que 85% dos doentes transportados para o Santa Maria a bordo de uma ambulância não precisavam de cuidados urgentes e poderiam ter sido atendidos em centros de saúde.

O presidente do hospital alertou novamente para que os casos assintomáticos ou com sintomas leves de infeção respiratória procurem também os centros de saúde, de modo a desimpedir os hospitais para os casos mais graves. Durante o fim-de-semana, acrescentou, os postos de atendimento no Santa Maria também vão passar de 33 para 51.

Em declarações ao à mesma publicação, fonte oficial do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte disse que “70% dos encaminhamentos feitos pelo CODU (Centros de Orientação de Doentes Urgentes) são de fora da área de influência do Hospital de Santa Maria”.

Um cenário que foi agravado com a situação no Hospital Amadora-Sintra – Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) – que não está a receber doentes enquanto não estiver resolvida a sobrecarga na rede de fornecimento de oxigénio.

Mas também pela desigualdade do esforço feito pelos hospitais da região. Tanto que, esta semana, sete hospitais de Lisboa, incluindo o HFF, enviaram uma carta à ministra da Saúde, Marta Temido, a pedir maior equilíbrio na distribuição de doentes.

“Esse documento sistematizou por escrito o que tem sido apresentado em inúmeras reuniões. A meu ver, as disparidades nas taxas de esforço da resposta covid entre hospitais da mesma região deveriam ser muito mais ténues. (…) Se todos tivermos níveis de esforço idênticos, conseguiremos dar uma melhor resposta global, diminuindo o risco de colapso do sistema”, afirmou Marco Ferreira, presidente do conselho de administração do Amadora-Sintra, em entrevista ao semanário Expresso.

Esta quarta-feira, a governante esteve reunida com os hospitais de Lisboa para avaliar a capacidade instalada, mas acabou por fazer o apelo para que todos se mobilizem da mesma forma e que abram nesta fase todas as camas possíveis.

Numa nota enviada à agência Lusa, a Sociedade Portuguesa de Emergência Pré-Hospitalar (SPEPH) defendeu a necessidade de “reorganização do atual Sistema Integrado de Emergência Médica” (SIEM), considerando que este cenário das ambulâncias é uma consequência de “protocolos e orientações desadequadas” que “deveriam ser adaptados à situação que o país atravessa”.

Portugal contabilizou, esta quinta-feira, mais 16.432 novos casos de covid-19 e 303 mortes, tendo sido o pior dia desde o início da pandemia. Só na região de Lisboa e Vale do Tejo foram registados 8.621 infetados e 142 óbitos.

Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mesmo depois da morte de Ihor, centro do aeroporto ainda tem videovigilância "muito limitada"

Um ano e meio após a morte de Ihor Homeniuk, o centro de instalação temporária do aeroporto de Lisboa (CIT) continua sem cobertura total de câmaras de videovigilância em zonas comuns. A situação atual distancia-se daquilo …

Liveblog Autárquicas. Ventura "muito confiante" nos resultados do Chega

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …