Há alunos excluídos das aulas à distância por não terem computador em casa

Bindaas Madhavi / Flickr

Milhares de alunos começaram esta semana a ter aulas à distância, numa tentativa de controlar a disseminação da Covid-19, mas nem todos têm computadores e Internet em casa, alertam pais e professores.

Um em cada cinco estudantes não tem computador em casa e por isso “dificilmente se conseguirá pedir a todos os alunos trabalhos que impliquem a necessidade de um computador”, revela um estudo realizado esta semana por Arlindo Ferreira, especialista em Estatísticas da Educação, e publicado no seu blog.

Esta é a realidade que não escapa a quem trabalha diariamente nas escolas. Os dois presidente das associações de diretores escolares – Filinto Lima (ANDAEP) e Manuel Pereira (ANDE) – alertaram desde o início para o impacto das desigualdades sociais nas aulas à distância.

Em declarações à Lusa, também Jorge Ascenção, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), salientou as diferenças entre famílias. “Há sempre desigualdades entre os alunos: uns têm chalés e outros têm casebres.”

Sem computadores, há quem esteja a acompanhar as aulas pelos telemóveis ou tablets. Mas para isso é preciso Internet e nem todos a têm no lar.

No ano passado, 80,9% dos agregados familiares tinham acesso a internet em casa. Nas famílias com filhos até aos 15 anos a percentagem subia para 94,5%. Ou seja, mais de 5% dos estudantes com menos de 15 anos viviam em casas sem Internet, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O problema também atinge os alunos do ensino superior. O presidente do Sindicato Nacional de Ensino Superior (SNESup), Gonçalo Leite Velho, lembrou que “há muitos alunos que têm dificuldades de acesso à Internet”.

Os dados do INE indicam que entre os estudantes com mais de 16 anos é raro encontrar quem não tenha Internet: são 0,4%. “Basta haver um aluno para ser razão para nos preocuparmos”, defendeu recentemente em declarações à Lusa o presidente da ANDAEP, Filinto Lima.

Gonçalo Leite Velho lembrou que também há problemas nas famílias onde há equipamentos. Neste momento estão todos em casa, alguns em teletrabalho, e pode tornar-se difícil gerir quem tem prioridade no seu uso: os filhos que estão em aulas ou os pais que estão a trabalhar?

A Lusa contactou cerca de duas dezenas de famílias com filhos do pré-escolar ao ensino superior e a maioria disse ter equipamentos para todos. Entre os pais que se aperceberam que teriam de partilhar computadores, começam a inventar-se soluções, como definir horários de uso.

“Temos dois computadores em casa, sendo que um deles é o meu que preciso para trabalhar. Se tiverem de fazer buscas será cada uma no seu horário”, contou à Lusa a mãe de duas adolescentes de escolas de Lisboa.

Trabalhar em casa com a família pode ser complicado para todos: alunos e pais. “O ambiente é muito diferente de uma escola. Há mais confusão”, alertou Gonçalo Leite Velho.

As aulas à distância exigem um conhecimento e uma técnica por parte dos professores que é muito diferente das aulas presenciais. “Já quando estão na escola é, por vezes, difícil manterem-se concentrados, imaginemos agora em casa”, disse Gonçalo Leite Velho.

O inquérito realizado pelo professor Arlindo Ferreira mostra que 11,6% dos pais não tem disponibilidade para acompanhar o filho pelo menos uma vez por dia nos estudos.

Do lado dos adultos, trabalhar de casa também “é muito mais” difícil porque é preciso conjugar a atenção dada ao trabalho e aos filhos, lembrou o presidente do SNESup. O docente do ensino superior lembrou que, neste momento, há muitos professores em casa, com filhos pequenos, a tentar dar aulas a outras crianças.

Apesar dos problemas já detetados, todos são unânimes em considerar que o ensino à distância é, neste momento, a melhor solução.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 200 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.200 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 82.500 recuperaram da doença.

Em Portugal, o número de casos de Covid-19 aumentou para 785, esta quinta-feira, segundo o novo balanço da DGS, mais 143 do que ontem. Há também mais uma morte confirmada, na região Centro, o que faz subir o número de vítimas mortais para três. Relativamente aos doentes internados, o número mantém-se estável: só 89 pacientes estão internados (cerca de 15%), sendo que 20 estão nos cuidados intensivos.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Numa situação gravíssima como esta é perfeitamente natural que surjam estes inconvenientes. Certo é que a prioridade é salvaguardar a Saúde de todos, estes contratempos serão resolvidos após passar este estado de calamidade Publica. Primeiro a Saúde, os Estabelecimentos de Ensino e Ministério da Educação terão logicamente que ter en conta futuramente qualquer atraso nos estudos !…….para alarmismos já temos o suficiente !

RESPONDER

Jair Bolsonaro diz que quem votar em Lula da Silva "merece sofrer"

No mês passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu que Lula da Silva pode voltar a candidatar-se à presidência do Brasil e Jair Bolsonaro, o atual presidente do país, considera que quem votar em Lula "merece …

Covid-19. Plano Nacional inclui testes em centros comerciais ou empresas

O Plano Nacional para a Testagem Massiva prevê a realização generalizada de testes para deteção precoce do coronavírus, passando a estar disponível em centros comerciais, estações de transportes públicos ou empresas, e podendo pode ser …

Seul vai aceitar descarga de água radioativa de Fukushima (se o Japão cumprir certas condições)

A Coreia do Sul aceitará, caso sejam cumpridas algumas condições, o plano do Governo japonês para despejar gradualmente no mar águas tratadas, mas ainda radioativas, da central nuclear destruída de Fukushima, segundo o Governo sul-coreano. O …

CDS vai apresentar projeto sobre enriquecimento ilícito. PSD só apoia medida que seja "eficaz e constitucional"

O CDS-PP vai apresentar no Parlamento um projeto sobre o enriquecimento ilícito, anunciou o presidente do partido esta terça-feira, antecipando que a iniciativa se debruçará sobre o poder político, o poder judicial e o funcionamento …

Deputada Cristina Rodrigues propõe campanha contra pirataria de jornais

A deputada não inscrita Cristina Rodrigues recomendou, esta segunda-feira, ao Governo a divulgação de uma campanha nacional que promova o combate à pirataria de jornais e revistas e que aumente a fiscalização relativa ao crime …

Fuga a notificações judiciais deixa 15 mil pessoas à margem da lei

A Direção-Geral da Administração da Justiça (DGAJ) divulgou uma lista com 15.178 nomes de cidadãos e gerentes de empresas procurados por não prestarem contas dos crimes cometidos. Dessa lista, 7900 são homens, 1401 mulheres, 5665 pessoas …

EMA encontra possível ligação entre vacina da Johnson & Johnson e coágulos, mas benefícios superam riscos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) concluiu, esta terça-feira, que a vacina Janssen, do grupo Johnson & Johnson, tem uma "possível ligação" a casos muito raros de coágulos sanguíneos, mas insistiu que os benefícios do …

Emirados Árabes "empurram" Isabel dos Santos para fora do Dubai

Autoridades dos Emirados Árabes Unidos terão comunicado à empresária Isabel dos Santos "o desejo" de que esta abandone "tão cedo quanto possível" o Dubai. Uma posição que é vista como uma cedência a um pedido …

Ex-gestor do Grupo Espírito Santo vai ser julgado nos EUA. Pena pode chegar aos 65 anos

Paulo Murta vai ser julgado por um tribunal norte-americano após a sua extradição ter sido autorizada. Caso seja condenado, a sua pena pode chegar aos 65 anos. Paulo Murta, antigo gestor do Grupo Espírito Santo (GES) …

Horas após ser reeleito, Presidente do Chade morre vítima de ferimentos em combate

O Presidente do Chade, no poder há 30 anos, morreu, esta terça-feira, devido a ferimentos sofridos enquanto comandava o exército na luta contra rebeldes no norte do país durante o fim-de-semana. "O Presidente da República, chefe …