Há alunos excluídos das aulas à distância por não terem computador em casa

Bindaas Madhavi / Flickr

Milhares de alunos começaram esta semana a ter aulas à distância, numa tentativa de controlar a disseminação da Covid-19, mas nem todos têm computadores e Internet em casa, alertam pais e professores.

Um em cada cinco estudantes não tem computador em casa e por isso “dificilmente se conseguirá pedir a todos os alunos trabalhos que impliquem a necessidade de um computador”, revela um estudo realizado esta semana por Arlindo Ferreira, especialista em Estatísticas da Educação, e publicado no seu blog.

Esta é a realidade que não escapa a quem trabalha diariamente nas escolas. Os dois presidente das associações de diretores escolares – Filinto Lima (ANDAEP) e Manuel Pereira (ANDE) – alertaram desde o início para o impacto das desigualdades sociais nas aulas à distância.

Em declarações à Lusa, também Jorge Ascenção, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), salientou as diferenças entre famílias. “Há sempre desigualdades entre os alunos: uns têm chalés e outros têm casebres.”

Sem computadores, há quem esteja a acompanhar as aulas pelos telemóveis ou tablets. Mas para isso é preciso Internet e nem todos a têm no lar.

No ano passado, 80,9% dos agregados familiares tinham acesso a internet em casa. Nas famílias com filhos até aos 15 anos a percentagem subia para 94,5%. Ou seja, mais de 5% dos estudantes com menos de 15 anos viviam em casas sem Internet, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O problema também atinge os alunos do ensino superior. O presidente do Sindicato Nacional de Ensino Superior (SNESup), Gonçalo Leite Velho, lembrou que “há muitos alunos que têm dificuldades de acesso à Internet”.

Os dados do INE indicam que entre os estudantes com mais de 16 anos é raro encontrar quem não tenha Internet: são 0,4%. “Basta haver um aluno para ser razão para nos preocuparmos”, defendeu recentemente em declarações à Lusa o presidente da ANDAEP, Filinto Lima.

Gonçalo Leite Velho lembrou que também há problemas nas famílias onde há equipamentos. Neste momento estão todos em casa, alguns em teletrabalho, e pode tornar-se difícil gerir quem tem prioridade no seu uso: os filhos que estão em aulas ou os pais que estão a trabalhar?

A Lusa contactou cerca de duas dezenas de famílias com filhos do pré-escolar ao ensino superior e a maioria disse ter equipamentos para todos. Entre os pais que se aperceberam que teriam de partilhar computadores, começam a inventar-se soluções, como definir horários de uso.

“Temos dois computadores em casa, sendo que um deles é o meu que preciso para trabalhar. Se tiverem de fazer buscas será cada uma no seu horário”, contou à Lusa a mãe de duas adolescentes de escolas de Lisboa.

Trabalhar em casa com a família pode ser complicado para todos: alunos e pais. “O ambiente é muito diferente de uma escola. Há mais confusão”, alertou Gonçalo Leite Velho.

As aulas à distância exigem um conhecimento e uma técnica por parte dos professores que é muito diferente das aulas presenciais. “Já quando estão na escola é, por vezes, difícil manterem-se concentrados, imaginemos agora em casa”, disse Gonçalo Leite Velho.

O inquérito realizado pelo professor Arlindo Ferreira mostra que 11,6% dos pais não tem disponibilidade para acompanhar o filho pelo menos uma vez por dia nos estudos.

Do lado dos adultos, trabalhar de casa também “é muito mais” difícil porque é preciso conjugar a atenção dada ao trabalho e aos filhos, lembrou o presidente do SNESup. O docente do ensino superior lembrou que, neste momento, há muitos professores em casa, com filhos pequenos, a tentar dar aulas a outras crianças.

Apesar dos problemas já detetados, todos são unânimes em considerar que o ensino à distância é, neste momento, a melhor solução.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 200 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.200 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 82.500 recuperaram da doença.

Em Portugal, o número de casos de Covid-19 aumentou para 785, esta quinta-feira, segundo o novo balanço da DGS, mais 143 do que ontem. Há também mais uma morte confirmada, na região Centro, o que faz subir o número de vítimas mortais para três. Relativamente aos doentes internados, o número mantém-se estável: só 89 pacientes estão internados (cerca de 15%), sendo que 20 estão nos cuidados intensivos.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Numa situação gravíssima como esta é perfeitamente natural que surjam estes inconvenientes. Certo é que a prioridade é salvaguardar a Saúde de todos, estes contratempos serão resolvidos após passar este estado de calamidade Publica. Primeiro a Saúde, os Estabelecimentos de Ensino e Ministério da Educação terão logicamente que ter en conta futuramente qualquer atraso nos estudos !…….para alarmismos já temos o suficiente !

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …