Há mais uma morte por Covid-19. E 143 novos casos

Tiago Petinga / Lusa

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas (E), e o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales (D)

O número de casos de Covid-19 em Portugal aumentou para 785, esta quinta-feira, segundo o novo balanço da DGS, mais 143 do que ontem.

Segundo o boletim informativo diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), o número de casos em Portugal subiu para 785, mais 143 do que ontem, o que representa um aumento de 22,3%.

Há também mais uma morte confirmada, na região Centro, o que faz subir o número de vítimas mortais para três. Relativamente aos doentes internados, o número mantém-se estável: só 89 pacientes estão internados (cerca de 15%), sendo que 20 estão nos cuidados intensivos.

8091 pessoas estão em vigilância e 488 ainda aguardam o resultado dos testes realizados. Continuam 24 cadeias de transmissão ativas.

A região Norte continua a ser a mais afetada, com 381 casos confirmados (mais 92 do que ontem). Em Lisboa registam-se 278 casos (mais 35), na região Centro há 86 casos (mais 12), o Algarve regista 25 casos e o Alentejo mantém-se com dois casos confirmados.

Nas ilhas, os Açores têm três casos e a Madeira um. Há ainda nove casos de infeção em pessoas com residência no estrangeiro.

Na conferência de imprensa, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, reafirma que “a maior parte das pessoas pode e deve ser seguida no domicílio“. “Qualquer um de nós, quase todos nós vamos ter sintomas ligeiros a moderados, nesse caso devemos ligar para o SNS 24 e vamos ser seguidos na nossa casa, como já está a maior parte dos doentes a ser acompanhado à data”.

Esta quarta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decretou o estado de emergência. O Governo está agora reunido em Conselho de Ministros para definir as medidas a tomar.

Sobre esta questão, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, considerou, na mesma conferência de imprensa, que esta declaração “nos deixa ainda mais alerta”. “Uma resposta musculada do Estado dá origem a uma reposta mais robusta das pessoas. Sem pânico, mas com responsabilidade”, afirmou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quando ocorreram os grandes incêndios em que morreram dezenas/centenas de pessoas não se passou nada, agora morreram uma/duas pessoas decretam o estado de emergência e dizem que é uma calamidade.

    Estão a avançar para a destruição da República, do Estado de Direito, e das Liberdades Civis, com o pretexto de um vírus numa época em que é normal morrerem dezenas, centenas, milhares de pessoas por causa da gripe.

    Os cidadãos Portugueses têm de reflectir sobre tudo isto, o ataque cobarde que está a ser efectuado pelos saudosos da monarquia e da ditadura do Estado Novo bem como pelos herdeiros do 25 de Novembro de 1975, contra a República, a Democracia, e a Liberdade Individual dos cidadãos, não tem qualquer tipo de justificação.

    Uma coisa é certa, os cidadãos Portugueses podem dissipar qualquer dúvida que tivessem sobre o governo, a Presidência da República, os anteriores governos, e os partidos que estão ou estiveram na Assembleia da República (AR).

    A partir de hoje, a abstenção está legitimada.

RESPONDER

Pessoas com mais de 65 anos já podem agendar vacina contra a covid-19

As pessoas com mais de 65 anos já podem escolher a data e o local para serem vacinadas através do Portal do Auto-agendamento para Vacinação contra a covid-19, que entrou esta sexta-feira em funcionamento. Os Serviços …

Eventos-teste para retoma dos espetáculos acontecem este mês em Braga. Vão ter 400 espectadores

Os primeiros dois eventos-teste para preparar o regresso dos espetáculos ao vivo com um grande número de espectadores vão decorrer em Braga nos dias 29 e 30 de abril com cerca de 400 pessoas em …

De boas intenções está o inferno cheio. Acabar com voos até 600 km é "proibição cega"

O fim das viagens de avião com menos de 600 quilómetros, um desejo manifestado pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, é uma intenção "louvável". Ambientalistas e especialistas concordam, mas falam em "areia para os …

PSD deverá anunciar apoio a Isaltino Morais nos próximos dias

Depois de ter anunciado quase todos os candidatos autárquicos, o PSD deverá anunciar que se associa ao movimento independente "Isaltino Inovar Oeiras de Volta" liderado pelo ex-militante social-democrata. Contudo, este apoio não é consensual dividiu …

"Ela fez-nos a vida negra". Sobrinha de Sócrates exige parte da herança da avó

"Vou lutar por aquilo que é da minha filha por direito." As palavras são da viúva do irmão de José Sócrates, António Pinto de Sousa, que faleceu em 2011 depois de o ex-primeiro-ministro ter assumido, …

Portugal com mais uma morte e 506 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta sexta-feira, mais uma morte e 506 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 506 …

Com novo máximo mundial de casos, Índia encontra-se com falta de oxigénio nos hospitais

Enquanto na Europa o número de mortes e de novos casos começa a estabilizar, alguns dos países mais pobres do mundo continuam a encurralados. A Índia está a passar por uma crise de oxigénio nos …

Braço de ferro continua. Oposição aprova medidas para os professores à revelia do Governo

A oposição aprovou medidas de alteração às regras nas carreiras docentes, depois de os deputados da oposição de um grupo de trabalho na Assembleia da República terem aprovado mudanças na carreira dos Técnicos Superiores de …

Quase um mês depois, Navalny anuncia o fim da greve de fome

O opositor russo, preso desde janeiro, anunciou esta sexta-feira o fim da greve de fome que iniciou há 24 dias para denunciar as condições da sua detenção. "Não retiro a exigência de ver o médico que …

Vieira pede adiamento de audição sobre Novo Banco devido a consulta médica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, pediu o adiamento da audição na comissão de inquérito ao Novo Banco devido a uma consulta médica, inquirição que ocorrerá por ser um grande devedor do banco através …