As águas dos esgotos podem ser a “arma secreta” do SNS nas próximas semanas

Brais Lorenzo / EPA

Nos próximos dias, várias universidades e empresas de drenagem de águas residuais vão começar a medir a carga viral de SARS-COV-2 nos esgotos. Esta pode ser uma “arma secreta” para perceber a dinâmica do novo coronavírus.

Universidade e empresas de drenagem de águas residuais vão medir a carga viral de SARS-COV-2 nos esgotos que chegam às estações de tratamento. A medição começa nos próximos dias e os primeiros resultados são esperados ainda este mês, adianta a Rádio Renascença esta segunda-feira.

Manuel Carmo Gomes, professor de Epidemiologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, explicou que tanto as pessoas com sintomas como as assintomáticas libertam vírus pelas fezes que, consequentemente, vão parar às águas residuais.

“Se conseguirmos ter uma medida da concentração destes vírus nas águas residuais, permitir-nos-ia saber qual é a carga desta infeção na nossa comunidade e por área geográfica”, disse o responsável.

O objetivo é monitorizar as variações provocadas pelas alterações às restrições sociais na carga viral presente na comunidade. “Se tudo correr bem, graças às medidas de contenção, a incidência da doença vais descer. Esperamos ver isso de forma mais clara no final deste mês.”

“Era importante acompanhar o impacto dessa descida nas águas residuais. É um indicador indireto da carga da infeção na comunidade, carga que até agora vemos sobretudo no número de casos sintomáticos”, revelou Manuel Carmo Gomes.

A investigação junta a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, o Instituto Superior Técnico e as empresas Águas de Portugal, Águas do Porto e outras ligadas ao abastecimento de água e drenagem de esgotos.

Pré-aviso para o Serviço Nacional de Saúde

Em maio, espera-se um alívio das medidas de contenção que fará, consequentemente, aumentar o número de casos confirmados de covid-19. Os epidemiologistas estão à espera dessa subida, mas, ao contrário do início da pandemia no país, acreditam que este projeto pode ajudar as autoridades a prepararem o embate.

“Se levantarmos as medidas atuais, é de esperar um ressurgimento dos casos de infeção. Esperemos que seja local e não à velocidade em que estivemos há um mês. Mas se tivermos este indicador de maior transmissão do vírus na comunidade, através das águas residuais, saberemos do ressurgimento da infeção antes mesmo de aparecerem os doentes. Existe um atraso entre o surgimento da doença e o aparecimento dos primeiros doentes”, explicou o especialista à rádio.

Matos Fernandes, ministro do Ambiente, já tinha sublinhado a importância deste projeto. A monitorização do vírus nas águas residuais tem sido utilizada em vários países, como a Holanda, que diz ter detetado indícios do novo coronavírus nas águas residuais na cidade de Haarlem antes mesmo dos primeiros casos se terem ali registado oficialmente.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Esgotos são os nossos rios a céu aberto, depois falsas estações de tratamento de esgotos devem ser aos milhares, quem mandou construir, quem aprovou e quem foram os engenheiros responsáveis por tais obras e onde se passou o dinheiro para tais projectos muito dele vindo da EU, quem investiga?

  2. Não queiram aumentar o cloro na água potável , qualquer dia ou senão já estamos a beber água da torneira acompanhada de vírus .

    • O tratamento das águas residuais não é feito para a tornar novamente potável e não tem em vista a reintrodução na rede doméstica. As ETARs existem para tratar as águas residuais antes de as devolver à natureza. É depois na natureza, resultado do ciclo natural da água que ela volta às montanhas e às nascentes e por sua vez captada para entrar nos canais de distribuição de água doméstica potável.

Responder a ah Cancelar resposta

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …