“Acho que estou perfeito”. Trump pode fazer um comício já no sábado

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e recandidato ao cargo diz que está pronto para retomar a campanha e que se sente “perfeito”, apesar de ainda persistirem dúvidas sobre a recuperação do chefe de Estado, que esteve três dias internado depois de testar positivo à covid-19.

Estou a sentir-me bem. Muito bem. Acho que perfeito”, garantiu Donald Trump em declaração, através do telefone, à Fox Business, citada pela Associated Press, mostrando disponibilidade para fazer “fazer um comício hoje”.

O atual chefe de Estado norte-americano acredita que já ultrapassou o período de contágio, no entanto, a equipa médica responsável pelo estado de saúde do Presidente não apresentou quaisquer evidências sobre a alegada recuperação de Trump desde segunda-feira.

Além disso, o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla inglesa), diz que as pessoas infetadas com o SARS-CoV-2 têm de estar pelo menos dez dias em isolamento, o que no caso de Trump apenas terminaria no sábado.

O médico que acompanhou Trump nos últimos dias confirmou que o Presidente norte-americano já completou os tratamentos para a covid-19.

“Sábado será o décimo dia depois do diagnóstico, tendo em consideração a trajetória e o diagnóstico que a equipa tem realizado, antecipo o regresso do Presidente aos compromissos públicos nessa altura”, afirmou o médico Sean Conley, citado pelo jornal norte-americano The New York Times.

Depois de receber luz verde do médico, Trump confirmou a intenção de realizar um comício no sábado, na Flórida e logo no domingo outro, na Pensilvânia.

Uma semana depois de ter sido diagnosticado com a doença que provocou a morte a mais de 210 mil norte-americanos, o republicano Trump voltou assim a virar as atenções para as últimas semanas da campanha para as presidenciais, numa altura em que milhares de eleitores já começaram a votar.

Trump e Biden pedem adiamento de debates

As candidaturas de Donald Trump e de Joe Biden à Casa Branca propuseram que os debates presidenciais sejam adiados por uma semana, para evitar serem realizados virtualmente, como tinha sido anunciado pela organização.

Donald Trump anunciou na quinta-feira que se recusaria a participar num frente-a-frente virtual, depois de o organismo não partidário que organiza os debates ter ditado essa regra para o segundo confronto, marcado para dia 22, face à contaminação com o novo coronavírus por parte do Presidente e candidato republicano.

Horas depois foi a vez de a candidatura do democrata Joe Biden dizer que, perante a postura de Trump, também não participaria no segundo debate, apesar de inicialmente estar disponível para o formato virtual, sugerindo o seu adiamento por uma semana.

Agora, os dois candidatos parecem estar de acordo em pedir à organização dos debates que estavam marcados para os dias 15 e 22 sejam adiados por uma semana, esperando que o novo calendário já permita a presença de ambos em palco.

O diretor da campanha republicana, Bill Stepien, disse que Trump quer manter os dois debates em falta, alegando que “os norte-americanos merecem ouvir diretamente dos dois candidatos, nessas datas”.

Também a candidatura de Biden parece mais confortável com o adiamento, do que na insistência num debate virtual ou no seu cancelamento, pedindo para ser mantido o formato inicialmente previsto para o segundo confronto, que se realiza em Miami, na Florida, em que, em vez de um moderador, os candidatos respondem a perguntas colocadas por um painel de eleitores.

“Esperamos que a Comissão de Debates adie a reunião com os eleitores de Trump e Biden para o dia 22 de outubro, para que o Presidente não possa evitar essa responsabilização. Os eleitores devem ter a oportunidade de fazer perguntas diretamente aos dois candidatos”, disse Kate Bedingfield, diretora da candidatura democrata, lembrando que, desde 1992, todos os candidatos presidenciais se submeteram a esse formato.

O terceiro debate está marcado para Nashville, Tennessee, e os candidatos pedem agora para que seja adiado para dia 29, a apenas cinco dias das eleições presidenciais, marcadas para 3 de novembro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Uma mão cheia de nada". PSD diz que OE2021 é um strogonoff-vegan para pescar votos

O PSD disse esta quarta-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 é uma espécie de "strogonoff-vegan", procurando assim o apoio de PCP e PAN. Pela voz do deputado Duarte Pacheco, no na abertura …

Recolher obrigatório, centros comerciais a fechar mais cedo e ensino à distância. Cenário pode estar próximo no Norte

Numa altura em que os especialistas alertam que a região do norte pode atingir os 7.000 casos diários na próxima semana, são muitos os autarcas que se antecipam e começam a planear medidas mais restritas …

SNS já está a enviar doentes covid-19 para o privado. Hospital de Penafiel à beira da rutura

O jornal Público avança esta quarta-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) já está a encaminhar doentes com covid-19 para os hospitais privados. De acordo com o matutino, há pelo menos uma unidade privada …

Estes dinossauros acabaram por ser extintos porque tinham asas, mas não sabiam voar

Apesar de terem asas de morcego, os dois pequenos dinossauros, Yi e Ambopteryx, só conseguiam deslizar entre as árvores. Yi e Ambopteryx, que viviam no norte da região onde se situa atualmente a China, lutavam para voar …

Champions à portuguesa. FC Porto soma primeira vitória, João Félix e Jota brilham

O FC Porto arrecadou esta quarta-feira a primeira vitória na Liga dos Campeões de futebol, na receção ao Olympiacos (2-0), numa segunda jornada em que João Félix e Diogo Jota brilharam por Atlético de Madrid …

Uso de máscara na rua já é obrigatório. Saiba tudo o que muda nos próximos dias

O uso de máscara na rua passa a ser obrigatório a partir de hoje, com exceções, e o não cumprimento desta imposição é punido com multas que vão até aos 500 euros. Conheça tudo o …

Ronaldo volta a testar positivo (e falha reencontro com Messi na Champions)

O internacional português Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo ao novo coronavírus e vai por isso falhar o jogo entre a Juventus e o Barcelona de Lionel Messi a contar para a Liga dos Campeões. …

Costa convoca partidos e Conselho de Ministros extraordinário para "ações imediatas"

O primeiro-ministro marcou reuniões com os partidos na sexta-feira e convocou para sábado um Conselho de Ministros extraordinário para definir novas "ações imediatas" para o controlo da pandemia de covid-19 em Portugal. Fonte do Governo disse, esta …

De Jong: "O treinador avisou-me: cuidado com a boa vida em Barcelona"

O jovem médio contou a conversa que teve com Ronald Koeman, quando Koeman não era treinador do Barcelona. Messi é o "melhor do mundo". Frenkie de Jong chegou a Barcelona no verão de 2019 mas, antes …

Produtos de limpeza perfumados podem ser prejudiciais para a saúde

Os produtos de limpeza perfumados podem ser prejudiciais para a saúde, causando problemas que vão desde dores de cabeça e erupções cutâneas até asma, disfunção do sistema imunitário e problemas cardíacos. A pandemia de covid-19 fez …