/

Trump é 1 das 10 pessoas que receberam o “cocktail experimental” de anticorpos fora do ensaio clínico

Ken Cedeno / Pool / EPA

O Presidente norte-americano está no pequeno grupo de pessoas que teve acesso a um ‘cocktail’ experimental de anticorpos fora do ensaio clínico do fármaco.

De acordo com o Stat News, Donald Trump é 1 das 10 pessoas que receberam o “cocktail experimental” de anticorpos sintéticos fora do ensaio clínico, que tem como objetivo combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19.

Pouco antes de ser internado no Militar Nacional de Walter Reed, nesta sexta-feira, o médico da Casa Branca, Sean Conley, revelou que Trump estava a ser tratado com anticorpos sintéticos, um tratamento experimental considerado promissor.

O líder da Casa Branca terá recebido uma dose deste fármaco, que é um coquetel de anticorpos não aprovado e desenvolvido pelo laboratório Regeneron.

Este fármaco, que está ainda a ser testado em procedimentos experimentais, contém dois anticorpos monoclonais, que são moléculas que se agarram ao vírus, impedindo-o de infetar as células, tal como escreve o portal Live Science.

Está nos teste finais desde junho e está a ser testado como uma terapia para infetados com a covid-19, mas também como tratamento prevenido para pessoas saudáveis.

Fora do ensaio clínico, este medicamento é de difícil acesso. Um paciente pode pedir o fármaco, inscrevendo-se num “programa de uso compassivo“.

A inscrição deve feita através de um médico em nome do doente, mencionando que a condição do doente pode ser fatal. Todo o processo, escreve o mesmo portal, pode demorar uma semana ou mais para ser finalizado.

As farmácias hospitalares não têm o coquetel de anticorpos disponível e, por isso, após a aprovação, o medicamento leva ainda ainda um a dois dias para chegar ao paciente.

“Se achas que tens um paciente que vai precisar deste fármaco de anticorpos, quando o processo foi concluído, podes já ter perdido a janela de oportunidade [para atuar]”, disse ao Stat News Josh Barocas, médico no Boston Medical Center.

“E talvez seja por isso que apenas 10 pessoas tiveram acesso a este medicamento”.

Trump já voltou à Casa Branca, apesar de estar ainda infetado, e disse que participar no debate eleitoral com o candidato democrata na corrida à Casa Branca, Joe Biden,

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.