/

Há 31 surtos ativos em ATL, creches e jardins-de-infância

Dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) revelam que existem, atualmente, 31 surtos ativos em estabelecimentos de ensino como centros de atividades de tempos livres (ATL), creches e jardins-de-infância.

Na última segunda-feira, “foram registados 31 surtos ativos em estabelecimentos como creches, ATL ou jardins-de-infância, e não em agrupamentos de escolas, onde apenas foram identificados casos isolados na sequência da política de testagem implementada”, revela a DGS nos dados enviados ao Público.

“À data do reporte, existiam 232 casos de covid-19 acumulados nesses surtos ativos, que dizem respeito a alunos, profissionais e coabitantes dos mesmos, parte dos quais já estarão recuperados”, acrescenta.

A DGS salienta que este número é “significativamente inferior ao início do ano, ou seja, no período em que as atividades letivas presenciais ainda decorriam, em que se chegaram a registar 190 surtos”.

Já nos lares de idosos, foram registados 43 surtos, com 676 casos acumulados de covid-19, parte dos quais já estarão igualmente recuperados. Em fevereiro, informa0 a DGS, “Portugal registou o maior número de surtos ativos em lares de idosos: 405, correspondendo a cerca de 12 mil infetados”.

“A diminuição drástica neste contexto demonstra a importância que a vacinação tem tido no controlo da pandemia e na proteção da população mais vulnerável”, salienta o organismo.

Na segunda-feira, Portugal registava 184 surtos, com 1915 casos confirmados acumulados. A maioria concentra-se na região de Lisboa e Vale do Tejo (100 surtos), seguindo-se a região Norte (26), o Centro (24), Alentejo (22) e Algarve (12).

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE