/

15 de outubro. O pior dia do ano em incêndios

1

Paulo Cunha / Lusa

A adjunta de operações nacional da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) afirmou que este domingo “foi o pior dia do ano em matéria de incêndios”, tendo sido ultrapassados os 300 fogos florestais.

“Já ultrapassámos os 303 incêndios desde a meia-noite”, afirmou Patrícia Gaspar, no ‘briefing’ das 17h30 aos jornalistas, sublinhando que estavam àquela hora “todos os meios disponíveis empenhados no combate aos incêndios”.

Cerca de 1.500 operacionais combateram durante a manhã e de tarde os “grandes incêndios” no Centro e Norte do país. A responsável da ANPC afirmou que, às 17h30, existiam 13 incêndios de importância elevada, destacando como mais graves os de Monção, o de Seia, o de Vale de Cambra, Lousã, Sertã e Arganil.

O secretário de Estado da Administração Interna considerou que os incêndios florestais registados hoje têm origem criminosa, uma vez que as áreas que estão a arder são aquelas onde há pastorícia.

“As áreas onde há pastorícia estão todas a arder. Isto não é por acaso“, disse Jorge Gomes, que está em Arouca, onde está situado o posto de comando do incêndio de Vale de Cambra, no distrito de Aveiro, à agência Lusa.

Questionado se considerava que os incêndios de hoje tinham origem criminosa, o secretário de Estado respondeu que sim.

Não se põe um país arder de um dia para outro só porque se anunciou que amanhã vai haver chuva. Como vai haver chuva, os pastos estão proibidos de fazer queimadas, foi prolongada a proibição até 31 de outubro, há gente que não resiste a isso, que olha para os seus interesses pessoais”, sustentou.

Jorge Gomes disse também que hoje está a ser um “dia muito complicado”, existindo “quase 19 grandes incêndios” e é o dia do ano em que se registam “em simultâneo” o maior número de fogos de grande dimensão.

O secretário de Estado garantiu ainda que “estão todos os meios mobilizados”, não estando a ser retirados dos distritos que não têm fogos, porque também pode surgir nestas zonas incêndios.

“O dispositivo foi reforçado desde a semana passada em mil homens porque as condições do tempo não desagravavam. Mas isto é tudo insuficiente. Não há muito a fazer a não ser combater os incêndios e defender as pessoas e os seus bens. É isso que estão a fazer os operacionais”, acrescentou. Jorge Gomes ainda vai deslocar-se hoje a outros incêndios.

  ZAP // Lusa

1 Comment

  1. Copiei este texto, não concordando muito com ele pois certas mas acções não justificam outras, mas tem algumas que são grandes verdades.

    “Um grande abraço a todos os incêndiarios. Estou convosco.

    Foda-se …
    Sou apanhado a 80 quilometros horas numa estrada de 50 vou logo no dia seguinte a tribunal fico sem carta e pago uma multa.
    Sou apanhado a falar com o MEU telemóvel a conduzir o MEU carro, tribunal e multa
    Sou apanhado sem cinto, pago multa.
    Sou apanhado com vidros escuros no meu carro apanho uma valente multa e prendem me o carro.
    Tenho uma casa, não pago imi, o estado rouba-ma.
    Apanhei uma multa, não a pago, penhoram ordenado.
    Oh incêndiarios vocês sao os maiores.
    A mim, fodem-me com multas, tiram me pontos na carta …
    Vocês, destroem todo o país, destroem sonhos alcançados, tiram vidas,… e não se passa nada. No final são maluquinhos, estavam com uma depressão, descobriram que a mulher vos traiu e têm um par de cornos, …
    Coitadinhos vamos ser humanos e ter pena destes homens que tiram vidas queimam portugal inteiro.
    Onde estão os juízes com colhões?
    Onde estão os ministros com tomates, os ministros eleitos pelo povo para estar ao serviço do povo?
    Onde anda essa escumalha toda??
    E onde está o povo, também com colhões para exigir justiça???
    Que merda de país é Portugal???
    Um pai por dar um estalo a um filho ta completamente fodido.
    Estes lixos da sociedade, (incendiários, ministros, juízes, e outros de igual valor, (ou falta dele)), fazem o que querem, e fica por aí????
    ACORDEM POVO

    Um forte abraço para todos os bombeiros.”

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE